Praxes de Bolsonaro são mais velhas que o Brasil

GERALDO BONADIO - Algumas pessoas a quem respeito acreditam que Bolsonaro representa o novo na política brasileira. Isso me entristece. Ele, na verdade, encarna algo bem mais velho que o Brasil: o patrimonialismo que, no início do segundo milênio, presidiu a formação do Estado português. Sem descer a detalhes, o chefe, no Estado patrimonialista, exerce... Continuar Lendo →

Ser escritor, o sonho de uma vida!

RUBENS NOGUEIRA (Antes que me esqueça) - Por que é tão mais fácil pensar? Tudo flui, como nos sonhos. Pôr no papel é que são elas. Tomar notas. Muitos anos depois a tarefa será factível. Cansaço físico. Lassidão. No fundo da cabeça o assunto. Quase pronto. Meu Deus, já se passaram quinze anos. Vai durar mil anos. Ou quarenta. Pensava: “não estarei aqui para ver”.

Vamo lá, Bentão! (vídeo)

PAULO BETTI (Blog do Paulo Cabra) - O São Bento precisa da torcida, precisa do apoio da torcida. Quando o jogador perde uma bola, a torcida às vezes se desespera, mas o time está à flor da pele. Jogaram um bolão no segundo tempo. Tem muito craque nesse time!

Larissa e Joana (conto). Parte 2 (final): O amor verdadeiro

JOSÉ CARLOS FINEIS (Conversa de Armazém) - Nos dias seguintes ao primeiro encontro (creio que foi numa quarta ou quinta-feira), Larissa e Joana pensaram muito no trato que haviam feito. A bem da verdade, refletiram sobre o assunto de maneira quase obsessiva, talvez porque as intrigasse uma ideia que ocorreu a ambas – a de que pudessem ter sido levadas por algum motivo desconhecido por elas mesmas, alguma intenção não consciente que não fosse apenas a de reunir-se para conversar.

Um presente maravilhoso para Sorocaba em seus 365 anos (vídeo)

PAULO BETTI - Em seus 365 anos, Sorocaba ganhou um presente maravilhoso: o livro "Na Feira de Sorocaba", que traz o texto de uma peça de teatro escrita em 1862 por D'Abreu Medeiros, recuperada pelo historiador Rogich Vieira. A peça, escrita em duas horas e encenada no dia seguinte, retrata os costumes da nossa população na época das feiras de muares. Parabéns, Sorocaba, pelos seus 365 anos de idade.

Aves incríveis, cantadas em verso e prosa, habitam o rio Sorocaba

SANDRA NASCIMENTO - Algumas aves, bem diferenciadas por suas cores e tamanhos, estão sendo vistas frequentemente nas proximidades do rio. Para esta edição, apresentaremos cinco delas fotografadas às margens do Sorocaba na cidade de Boituva, pela fotógrafa Dag Astro. Foram escolhidas por inspirarem lendas, músicas, poesias e por fazerem parte do imaginário popular. (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias)

Crítica – Entrevista com Phedra

JOSÉ SIMÕES-  O sorocabano Robson Catalunha e o argentino Juan Manuel Tellategui assinam a direção do espetáculo ENTREVISTA COM PHEDRA, de Miguel Arcanjo, em cartaz às segundas feiras, no Teatro Satyros, na cidade de São Paulo. Na sinopse do programa da peça temos: "Na peça, baseada em fatos reais, a grande diva cubana do Satyros... Continuar Lendo →

Confie na força das suas asas!

RITA BRAGATTO – Dia desses, o poeta Fabrício Carpinejar postou nas redes sociais: “Ao se apaixonar por alguém, pergunte sobre seus sonhos. Tão importante quanto o que a pessoa foi é descobrir o que ela ainda deseja ser.” Faz muito sentido, né? Uma pessoa sem sonhos é como um rio poluído: não tem vida! Estudos... Continuar Lendo →

Na galeria dos fortões e bons de garfo das HQs, reina o marinheiro Popeye que, em 2019, faz 90 anos em grande forma

MARCO MERGUIZZO (Aquele Sabor Que Me Emociona) - A realidade imita a ficção. Em uma de suas mais recentes polêmicas, o presidente da República comparou-se a Johnny Bravo, um personagem de desenho animado famoso nos anos 1990. Lado a lado com os fortões e comilões das HQ de todos os tempos, como o bom e velho marujo Popeye, que em 2019 completou nove décadas de vida, o personagem icônico e longevo de Elzie Segar ganha de braçadas em se tratando de carisma, prestígio e longevidade.

Carolinas

GERALDO BONADIO - Na vida das pessoas, mede-se o tempo por anos, no máximo, décadas. No das nações e dos estados, por séculos e, às vezes, milênios. Daí a surpresa, justificada, com que o Ocidente, após quinhentos anos de dominância global, vê aproximar-se, em velocidade acelerada, o instante em que o bastão da liderança será,... Continuar Lendo →

A beleza oculta

RITA BRAGATTO - No último domingo, depois do meu treino de corrida, cheguei em casa e resolvi sentar na escada de acesso para aproveitar um pouco mais o Sol do verão europeu. Abri uma cervejinha (porque também não sou de ferro). Fiquei observando a arquitetura medieval do lugar onde vivo. Escutando a gargalhada gostosa da... Continuar Lendo →

Fale alto e fale forte antes que roubem a sua voz

GERALDO BONADIO - Bolsonaro mudou a composição do órgão que, no Ministério dos Direitos Humanos, tem a missão de investigar os crimes da ditadura militar (1964/1985) contra quem a ela se opôs. A alteração foi da água para o vinho: a tarefa de representar a Câmara, no colegiado, exercida anteriormente pelo combativo deputado Paulo Pimenta... Continuar Lendo →

Larissa e Joana (conto). Parte 1: Alguém para conversar e nada além disso

JOSÉ CARLOS FINEIS - "Eu li recentemente sobre uma terapeuta americana que cobra uma fortuna para dar abraços demorados em seus pacientes. E no Japão – se bem que o Japão é outra cultura, quase que um outro planeta –, tem uma empresa que aluga amigos e parentes para pessoas solitárias, para acompanhá-las em festas ou mesmo para conviver com elas em casa. (...) Isso sem falar nos homens que compram mulheres de silicone para ver TV de mãos dadas no sofá e depois fazer sexo com elas." (Blog Conversa de Armazém)

Brasil: sobre os ombros da servidão voluntária

LUIZ PIEROTTI - Por volta de 1549, um jovem francês chamado Étienne de La Boéti escrevia um discurso intitulado “Servidão Voluntária”. Nele, tratava do absolutismo francês e de como os servos desses reis voluntariamente aceitavam o totalitarismo imposto. Apesar dos quase 500 anos que nos separam do pensador francês, muitas de suas ideias ainda podem elucidar comportamentos frequentes da contemporaneidade .

Lembra-se de Homero Homem?

RUBENS NOGUEIRA - Um menino de asas, um cabra das rocas, um nordestino arretado, um jornalista atuante, um escritor popular, um poeta maravilhoso, um ser generoso, um homem de esquerda, um pai afetuoso, um marido apaixonado, um homem brilhante – Homero Homem de Siqueira Cavalcanti. As reportagens semanais que ele assinava cobriam uma página inteira... Continuar Lendo →

Quem desrespeita o luto se aparta da humanidade

GERALDO BONADIO - O trabalho de Michelangelo, na Capela Sistina, encanta pela sua grandiosidade e nos revela a profundidade de seu comprometimento com a arte, comprometimento esse em função do qual passou anos deitado sobre tábuas, num cavalete a muitos metros do solo, delineando e detalhando as cenas, que a partir daquele momento, vêm empolgando... Continuar Lendo →

O silêncio dos homens

RITA BRAGATTO - Faço parte de uma geração que ouviu, várias vezes, que homem não chora. Hoje, vejo o quanto essa crença teve um preço alto em meu sistema familiar. Meu pai e meu irmão morreram, precocemente, de infarto fulminante. Ok, eles se enquadravam em um grupo de risco. Eram sedentários. Fumavam. Mas, como psicanalista,... Continuar Lendo →

Crítica: Rua sem saída

JOSÉ SIMÕES - Fazer teatro na ou para a rua não é nada fácil. Isso porque o espetáculo nesse espaço fica à mercê de várias interferências, tais como: barulhos dos carros, das motos, do vai e vem dos transeuntes, das condições climáticas, etc. Isso sem falar nas questões ligadas diretamente ao oficio teatral. Interpretar na... Continuar Lendo →

O Grande Tubarão Branco de Spielberg

FREDERICO MORIARTY - Peter Benchley escreveu Jaws em 1974. (livro na íntegra para dowload) No ano seguinte, o jovem diretor Steven Spielberg produz o filme homônimo. Virou febre, virou vanguarda, virou ouro (faturou 70 vezes o custo inicial). Nas praias, pequetito que éramos, morríamos de medo dos ataques de tubarões na mansa e bela cidade... Continuar Lendo →

O formidável James Joyce

RUBENS NOGUEIRA - Gustave Flaubert (1821-1880) deixou o seguinte pensamento: “O artista deve fazer com que a posteridade pense que ele não existiu.” Passados 120 anos da morte do grande romancista, autor do livro – entre outros – “Madame Bovary”, ninguém duvida que ele existiu. O que dizer então do herói deste dia 16 de... Continuar Lendo →

Com vinícolas charmosas, mesa opulenta e cenários europeus, a Serra Gaúcha de sotaque italiano seduz pelas atrações na taça e fora dela

MARCO MERGUIZZO (ESPECIAL DE BENTO GONÇALVES / RS) - Não, não se engane com os vales e colinas verdejantes riscadas por vinhedos, o clima típico de montanha e a pronúncia estrangeira entreouvida em conversas nas ruas. Ou pelos tipos humanos e o gestual pitoresco de quem fala e se expressa permanentemente com as mãos. (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona)

Crítica: Valsa nº6

JOSÉ SIMÕES - Valsa nº6 de Nelson Rodrigues, com direção de Angela Barros e interpretação de Gui Miralha, esteve em cartaz no Teatro Municipal Teôtonio Vilela, numa das raras temporadas teatrais realizadas nesse espaço, na cidade de Sorocaba. A peça foi escrita em 1951. No mesmo ano estreou no Rio de Janeiro, sob a direção... Continuar Lendo →

Adoráveis leões

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - A Disney sabe fazer filmes para a família. “O Rei Leão 2019”, que estreou neste mês de julho, contêm todos os elementos para agradar públicos diversos. O acertado timing de ação, momentos para chorar, personagens bobos que fazem rir, piadinhas para as crianças pequenas gargalharem, cenas com camadas de significado,... Continuar Lendo →

O corpo é o anfitrião da alma

RITA BRAGATTO – Desde que resgatei minha bike na França e a trouxe para a Itália estabeleci uma rotina diária: acordo de manhã cedo, faço meu desjejum, venço a preguiça e pego a estrada. Meu corpo, no primeiro dia, não entendeu muito bem. Como assim? Pedalar 20 km morro acima? Parecia bem contrariado. Mas bastou... Continuar Lendo →

Sexo, drogas e… Shakespeare

O jornal Valor Econômico publicou, na última sexta-feira, um texto que escrevi sobre o autor Jo Nesbo, que fala sobre seus livros e suas paixões. A Editora Record publica esse mês seu thriller "Macbeth".

Os tijolos de Jerico e outros poemas

JOSÉ CARLOS FINEIS ´- Em vez de muralhas, muretas (e Jericó era Jerico). Sim. Depois de muitos anos de pajelança, de muito bater o pé e levantar a poeira do deserto, desprendeu-se, lindo, impávido, o primeiro tijolo – e plof! (Dizem que Caim odiou Abel em menos tempo. Dizem também que Deus fez o homem em um quarto do tempo.) Sim.

Uma noite que não tem mais fim

GERALDO BONADIO - Não votei nele. Razões para isso não faltavam. Qualquer pessoa cujo raciocínio crítico estivesse funcionando à época as teria percebido. Infelizmente, a maioria desligou aquela função essencial e se deixou levar por medos e rancores infundados. Como dele não esperava e não espero nada de bom, imaginei que não me espantaria com... Continuar Lendo →

A terra que a enxada não rasga

VANESSA MARCONATO NEGRÃO (TEXTO) E PEDRO NEGRÃO (FOTO) -   O tempo aqui enquadrado Atravessa meu espírito Mão em brasa Contida nesse afinco Espera paciente O mínimo. Nessa terra ressecada Que a enxada não rasga Que a chuva não alcança Que não nasce planta. Onde ninguém mais se espanta Se a humanidade lhe fosse tirada Quem... Continuar Lendo →

Caridade embutida

JOSÉ CARLOS FINEIS - Um homem muito pobre, inclusive de informações, bateu numa casa bonita já preparado para receber cara feia, mas tinha fome e precisava de algo para comer. A empregada o atendeu e pediu que esperasse. Minutos depois, surgiu com uma sacola de supermercado cheia de salsichas bem vermelhas. Verteram lágrimas dos olhos... Continuar Lendo →

Memória – O Brasil na guerra

RUBENS NOGUEIRA - Aquela que durou quase seis anos e incendiou o mundo, incluindo Europa e Japão. Começou em setembro de 1939, quando Adolf Hitler invadiu a Polônia, e terminou em maio de 1945, com a bomba atômica sobre Nagazaki e Hiroshima. Nascido em 1928, dez anos após o término da Primeira Grande Guerra (1914/1918),... Continuar Lendo →

Papo sério à mesa: fome versus obesidade, política alimentar, agriculturas familiar e ecológica e a comida engajada do Slow Food

MARCO MERGUIZZO (Aquele Sabor Que Me Emociona) - O novo relatório da ONU sobre o estado da segurança alimentar e nutrição no mundo (SOFI), resultado da colaboração entre a FAO (agência da própria ONU para a Alimentação e a Agricultura), a FIDA (Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola), a OMS (Organização Mundial da Saúde) e a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), foi divulgado nesta segunda, 15/7, em Nova York, e as notícias não são nada boas.

Uma receita de infelicidade (conto)

JOSÉ CARLOS FINEIS – "Ahá! Aí está o problema -- exultou o guru. -- Seu marido é triste porque você não ri das piadas dele. Se você não rir, outra certamente rirá, e ele irá com a outra. Um lar sem dinheiro, sem romantismo e sem risos é como um torrão de açúcar numa chuva de verão: logo se desfaz."

A teus pés

RUBENS NOGUEIRA - O título é de um livro de Ana Cristina Cesar, ou Ana C. O jornal “Cruzeiro do Sul”- (27-01-18) reproduziu um texto de Maurício Meireles da Folhapress (página B1 – Mais Cruzeiro). O autor analisa o ensaio literário do filósofo e crítico literário Eduardo Jardim: “Tudo em volta está deserto”. Interessei-me e... Continuar Lendo →

Jornada amalucada pelo universo

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - O desenho “Rick e Morty”, em exibição pela Netflix, chega à terceira temporada causando comoção entre fãs, provocando elogios rasgados e entrando em muitas listas de melhores séries. A ação é concentrada em Rick, um vovô desgrenhado que vive bêbado, mas ainda assim é capaz de inventar traquitanas científicas geniais;... Continuar Lendo →

O que te faz feliz?

VANESSA MARCONATO NEGRÃO (TEXTO) E PEDRO NEGRÃO (FOTO) -  Julho chegou. O tom do céu me enche de esperança, as sombras das crianças projetadas nos degraus da quadra me inspira futuro. As painas descolam dos frutos rachados pintando o chão de branco. As pessoas se reúnem em volta da fogueira. Tempo de refletir sobre os... Continuar Lendo →

Meu anjo da guarda não brinca em serviço

RITA BRAGATTO – Semana passada eu vi um meme em uma rede social que dizia: “Meu anjo da guarda conversando com Deus deve ser assim: ai, ai, o que a gente faz com essa doida?” Na hora, lembrei do meu anjo. Eu sempre estou conectada com ele. Converso. Peço orientação. Agradeço sua proteção. Me tranquiliza... Continuar Lendo →

A sedução do abismo (conto). Terceira e última parte: Cedo ou tarde demais, seus olhos se abrirão

JOSÉ CARLOS FINEIS – Ao declamar Pessoa, abri os braços, me entusiasmei e quase perdi o equilíbrio. Mas Regina, com o olhar distante, nem percebeu. – Todos os sonhos do mundo – ela repetiu. – Tenho saudades do tempo em que eu também sonhava. Me sinto tão diferente do que eu era! Parece que o dom de sonhar ficou perdido em algum ponto do caminho. Acho que essa é uma forma, talvez a mais dolorosa, de morrer: quando sentimos que abandonamos nossos sonhos, ou que fomos abandonados por eles.

No dia dela e da votação da Previdência, a pizza é unanimidade recriada no Brasil com múltiplos sabores e ressignificação política

MARCO MERGUIZZO (Aquele Sabor Que Me Emociona) - Sobre o disco de massa feito de três elementos basilares - água, farinha de trigo e sal - assado no calor de brasas e lambuzado com um molho de tomates vigoroso, repousa o queijo mozzarella perfumado por folhas bem fresquinhas do verdadeiro basilico italiano, o nosso conhecido manjericão, mas que também pode ser a cobertura que a imaginação e o gosto desejarem.

Mata mato e mata gente

GERALDO BONADIO - A Monsanto, empresa química originariamente norte-americana e hoje pertencente ao grupo alemão Bayer, vem colecionando ações judiciais (mais de 13 mil até agora) e condenações por conta do entendimento, dos juízos e tribunais daquele país, de que um dos agrotóxicos mais populares produzidos pela empresa, hoje principalmente em unidades sediadas na China,... Continuar Lendo →

A sedução do abismo (conto). Parte 2: A arte de construir sobre o vazio

JOSÉ CARLOS FINEIS - Um murmúrio subiu desde a multidão quando, lenta e cuidadosamente, passei a perna esquerda por sobre o peitoril e fiquei sentado lado a lado com Regina, os pés apenas recostados no concreto pelos calcanhares, sem poder contar com uma saliência, um ponto de apoio para as pernas. Eu tinha uma desvantagem, que era de não conhecer Regina nem saber o que a levara a cogitar o suicídio.

São Pedro e o pernil à bolonhesa

FREDERICO MORIARTY - O Latium estava à margem esquerda do rio Tibre. Ali floresceu uma pequena civilização, a dos Latinos. Com o tempo, os Latinos se juntaram aos Etruscos, Sabinos e Albigenses. Protegidas por 7 colinas, as terras muito baixas da margem do rio viram nascer a Cidade Eterna, Roma. O conflito e a discórdia... Continuar Lendo →

Precisamos de mais teatros na cidade de Sorocaba

Precisamos de mais teatros em Sorocaba. O município tem uma lei desde 2010, proposta pelo vereador Martinez que dispõe sobre a obrigatoriedade de construção de teatros em centros comerciais. Todavia nenhum teatro foi criado na cidade no período.

O manto

VANESSA MARCONATO NEGRÃO (TEXTO) E PEDRO NEGRÃO (FOTO) - O manto o separa do mundo, esconde sua vergonha, lhe cobre de esperança, sustenta seu equilíbrio, anuncia o inverno, carrega a piedade, beatifica sua humanidade. Nesse tempo de pouca poesia, quisera um manto, humanizando para além do rigor do inverno. “Gelo não cobre o dorso das... Continuar Lendo →

A sedução do abismo (conto). Parte 1: Uma executiva na janela

JOSÉ CARLOS FINEIS - "Então vamos fazer assim. Em vez de eu falar sobre mim, você fala. Mas pelo amor de Deus, não quero ouvir essas máximas idiotas que as pessoas publicam nas redes sociais. Você tem até as seis para dizer tudo o que puder para me fazer mudar de ideia. Eu prometo ouvi-lo e considerá-lo. Antes disso não vou pular, a menos que algum idiota tente me tirar à força daqui."

Na caneca de ágata, os clássicos quentão e vinho quente brindam os santos caipiras neste sábado, 29, ao fim do ciclo junino

MARCO MERGUIZZO (Aquele Sabor Que Me Emociona) - Neste sábado, 29 de junho, data em que se comemora o martírio dos santos festeiros Pedro - um dos doze discípulos que renegou Cristo por três vezes mas foi o escolhido para ser o chefe da Igreja e guardião das chaves dos portões celestiais - e Paulo, o apóstolo dos Gentios e cujo nome original era Saulo de Tarso, fecha-se enfim o ciclo dos festejos da tríade de santos juninos.

Rios e quintais

SANDRA NASCIMENTO - A propósito das várias ideias e questionamentos que o mês de junho trouxe para o ambiente humano no planeta, vamos finalizando esse período – que celebrou o Dia Mundial do Meio Ambiente em 5/6 – com uma pequena mensagem. Trata-se de um poema que nasceu a partir da lembrança de um sonho... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑