A liberdade e suas angústias: o existencialismo de Sartre

MARCELLO FONTES (Blog Em toda e em nenhuma parte) - O que exatamente nos torna quem nos somos? Existiria algo que de algum modo nos determinaria a ser o que somos? As escolhas que fazemos são nossas mesmo e fruto de nossa intrínseca liberdade ou parte de um plano previamente definido por alguma instância alheia a nós mesmos? O existencialismo dirá que não existe absolutamente nada que nos determine, nada que antes de nós de alguma forma oriente e conduza nossa existência. Primeiro existimos e existindo, fazemos escolhas que, estas sim, determinarão nossa essência, ou seja, aquilo que iremos nos tornar.

Vasos incomunicáveis

Meu coração é a esquina de uma pedraRígidaInerteÁsperaTrabalhada pelo ventoEsculpida à chuvaCansada ao tempoMeu coração descuidadoResolveu bombear sangue ao infinitoEsqueceu das próprias veiasQue ficaram secas feito pedraSolitáriaDoloridaSem vidaMeu coração não tem mais jeitoJaz em silêncio contínuoPulsa por teimosiaA esperaDo que nunca virá ( Frederico Moriarty, junho, 3, 2021)

A caneta perdida

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Eram os tempos do AI-5, quando a situação não era nada fácil no Brasil para os comunistas. Saulo Aurélio morava numa rua do centro de Sorocaba. Um dia, na esquina, veio morar um homem com jeito de agente da polícia e Saulo Aurélio ficou com medo. Não tinha feito nada errado, não cometera nenhum crime, não era militante político. Era funcionário público de bem com a vida, gente boa, cumpria as suas obrigações em dia e frequentava a missa todos os domingos. O problema era que tinha amigos comunistas e isso podia ser extraordinário fator de complicação naqueles tempos sombrios.

Ano 1000, Ano 2020

FREDERICO MORIARTY " O primeiro anjo tocou. Saraiva e fogo, misturados com sangue, foram lançados à terra; e queimou-se uma terça parte da terra, uma terça parte das árvores e toda erva verde... O segundo anjo tocou. Caiu então no mar como que grande montanha, ardendo em fogo, e transformou-se em fogo uma terça parte... Continuar Lendo →

Carta à M.

DAVI DEAMATIS (Blogueiro convidado) - E eu, que já me achava à porta do céu, fui salvo pelo meu anjo da guarda. Em vez de me pôr em órbita celeste, arrancou ele o brilho de duas estrelas e o deu aos meus olhos para que eu tornasse a ver o brilho dos seus; e abriu os meus ouvidos para que eu voltasse a escutar o sopro harmônico de sua voz.

Não podemos ficar sem a Lei de Incentivo à Cultura em Sorocaba

CENA METROPOLITANA - A Secretaria da Cultura de Sorocaba anunciou que recebeu recursos (R$ 600 mil reias) e irá aplica-los na modalidade de auxilio emergencial e não mais nos moldes da Lei de Incentivo à Cultura (Linc). Depois da pressão dos artistas retornou ao orçamento da secretaria da Cultura os 600 mil reais que havia... Continuar Lendo →

O fim está próximo…Soylent Green e o ano de 2022

FREDERICO MORIARTY - Harry Harrison foi um dos mais prolíficos escritores de ficção científica norte-americano. Make room. Make room!! ( Abram espaço, abram espaço!) foi publicado em 1966. Sete anos depois ganhou o Nebula de melhor roteiro adaptado para o cinema. Serviu para o filme Soylent Green de Robert Fleischer. Em Portugal o título virou... Continuar Lendo →

#fridasofia e o avião pagador

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) – Há tempos, a tentativa de resgate de uma menina de 12 anos dos escombros de uma escola comoveu multidões de pessoas em todo o mundo. Era o dia seguinte a um terremoto na Cidade do México. Um militar e uma rede de TV divulgaram detalhes de comunicação dos socorristas com a menina Frida Sofía (esse era o nome), o que aumentou a aflição em meio a tamanha carga dramática. Mas a farsa durou 24 horas: a menina não existia. E o que foi tratado como fato jornalístico não passava de ficção.

O cordeiro desfaleceu em plena Broadway – Do Gênesis à Revelação

FREDERICO MORIARTY - Quase 1 ano de muitos ensaios, shows e apresentações e a banda pensa em desistir. Pudera, o LP " From Genesis to Revelation " vendera apenas 649 cópias. Mike Rutherford, o baixista, levantou três problemas a resolver: mais ensaios, redefinir o estilo musical da banda e orientar as lojas, afinal o LP... Continuar Lendo →

Crises encadeadas expõem a feiura do pacto implícito

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - As sucessivas crises político-administrativas que ora se abatem sobre nossa gente, traduzem todas, em maior ou menor grau, um embate entre a diretriz patrimonialista do atual governo, cujos atos se alicerçam sobre o pacto implícito que o perpassa, com a proposta diametralmente oposta de construção de um Estado Democrático de Direito definida pela nação através da Assembleia Nacional Constituinte e da Constituição promulgada em 1988.

Dia Mundial do Meio Ambiente traz à reflexão antigas questões sobre a boa e velha Terra

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - No Brasil, o mês de junho chegou sem razões para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente. Um dos motivos foi o recorde em desmatamento no mês de maio, com mais de 1.180 km² de floresta devastada na Amazônia Legal, conforme anotou o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

A primeira noite de um homem e os sons do silêncio

FREDERICO MORIARTY - Michael Peschkowsky faria 90 anos em novembro. Aos 8, ele e a família conseguiram fugir do nazismo na Alemanha. Tornou-se dramaturgo e virou Mike Nichols. Único artista a ganhar as 4 estatuetas dos diversos prêmios de entretenimento (Oscar, Tony, Emmy e Grammy). Em 1966 adaptou "Quem tem medo de Virginia Woolf?", para o cinema, uma... Continuar Lendo →

O churrasco milionário*

CARLOS ARAÚJO – (Blog Outro Olhar) - Cidade do interior. Era um tempo em que pouca coisa acontecia e toda programação, por mais modesta que fosse, virava uma festança. Eis que um tradicional encontro de cavaleiros foi realizado no fim de um mês de maio distante. Época inesquecível, mais pela crise que o país atravessava do que por nostalgia. O prefeito habitualmente participava da festa com os discursos de sempre. O encerramento foi num domingo.

Transporte urbano de Sorocaba incorporou inovações de Lerner e Requião

GERALDO BONADIO - Ao assumir seu mandato como prefeito de Sorocaba, em 1993, o engenheiro Antonio Carlos Pannunzio encontrou o transporte coletivo da cidade numa situação totalmente caótica, cujo desmonte e substituição por um sistema, baseado na integração das linhas através de terminais urbanos, exigiu um trabalho longo e determinado, marcado pela transposição, para nossa... Continuar Lendo →

Rivotril com gelo? Duplo on the rocks por favor!

EVERSON PIRES (Blogueiro convidado) - Ele veio embora. Grana acabando, compromissos chegando. Era um simples advogado com “meia dúzia de aulinhas” e a licença sabática estava terminando. Ela ia ficar mais um mês e meio. Despedida. Noites apaixonadas. Noites alucinantes. Detalhes que não posso trair a confiança e contar. Mas que deixariam Nelson Rodrigues e Cazuza com inveja.

Quais punições para quem comete nove contravenções, quatro delas de desrespeito ao CTB? Depende…

FABIANA BLASECK SORRILHA (Blog Mobilidade Urbana) - À frente de um bando com milhares de motociclistas, o presidente Jair Bolsonaro iniciou pouco depois das 10h deste domingo (23/5) um “passeio motociclístico” por mais de 30 quilômetros pelas ruas do Rio de Janeiro. Desse total de gente, mil policiais militares de quatro batalhões do Rio atuaram no esquema de segurança. A manifestação sem motivo e sem responsabilidade foi convocada por apoiadores do presidente.

Carta a uma amiga

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Símbolo de uma época e singular representante do rádio sorocabano, a radialista Zilá Gonzaga faleceu em Sorocaba, no dia 13 de maio deste ano. A ela, por tudo o que representou para a cultura da cidade e, particularmente, por ter integrado nossa equipe no ano de 2007, quando aceitou fazer a narração do documentário “Circo-Teatro, Alegria do Povo” (2008), queremos expressar todo o nosso respeito e a nossa gratidão. Zilá Gonzaga (1934-2021)

Quatro olhos e uma canção

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - A primeira vez que identificou a necessidade de usar óculos foi aos sete anos, na escola, quando tinha que se levantar da cadeira e deixar o fundo da classe, onde se refugiava da timidez incurável, para se deslocar à frente e poder enxergar a lição na lousa.

Todos a bordo – Diário de um Pandemônio (Blog Coletivo)

TODOS A BORDO (Diário de um Pandemônio) - Durante a CPI, nesta quinta-feira (20/5), o senador Alessandro Vieira, do Cidadania, comparou o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a Adolf Eichmann. Eichmann foi um tenente-coronel nazista executor da logística que exterminou 6 milhões de judeus. Para a filósofa Hannah Arendt, uma das principais pensadoras políticas do século 20, Eichmann era uma pessoa comum, sem más intenções, e foi nele que ela baseou seu conceito de "banalidade do mal".

Colégios militares são pontos fora da curva

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio)- Num país que, num momento em que educadores de verdade tinham vez e voz, concebeu e implementou um modelo tão avançado e pertinente de atendimento às aspirações de seus jovens quanto o dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, a proposta de semear colégios militares se caracteriza como um lastimável retrocesso,...

Zilá

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Devo minha carreira de comunicador a Zilá Gonzaga, que aos 87 anos de idade e 71 de atividade radiofônica, acaba de nos deixar. Responsável, entre mil outras coisas, pelo rádio teatro da velha Rádio Cacique, sua infinita paciência com o mais improvável candidato a uma vaga na afiada equipe de profissionais da novela radiofônica...

Sétimo dia

PAULO BETTI (Blog do Paulo Cabra) - O terreno da casa do Joca era muito grande, e o pai dele, seu José Lins, guarda-civil aposentado, fez do local um verdadeiro Xanadu, com muitos bichos e tanques onde criava tilápias. Meu pai pegava no pesado com enxadão aplainando e cavoucando o terreno.

Parabéns a todas as Mães!

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Parabéns a todas as Mães neste domingo muito especial. Mães que amam, dão carinho, cuidam, abraçam, recolhem, abrigam os filhos. Mães que brincam, se divertem com os filhos, sonham, reúnem a família, se desdobram em agrados e atenção. Mães que dão conselhos, corrigem, alertam, vigiam, protegem, acompanham todos os passos da família. Mães que vão ao supermercado, ao centro de saúde, à padaria, à feira e ao shopping mais próximo. Mães que abençoam os filhos pela manhã, que rezam pela segurança deles, que pedem a Deus para acompanhá-los em todos os seus passos.

Nenhuma glória para Jesse Owens

FREDERICO MORIARTY - No ano em que Hitler chegava ao poder ele venceu 75 das 79 provas que disputou. Ganhou uma bolsa na Universidade de Ohio. Dois anos depois, numa ensolarada manhã de verão, o rapaz negro que era obrigado a trabalhar de engraxate para poder continuar estudante, realizou o maior feito da história do... Continuar Lendo →

Famiglia Mancini

PAULO BETTI (Blog do Paulo Cabra) - Lembro do começo do Famiglia Mancini. Fomos assistir uma peça no Teatro Augusta, “Patética”, de João Ribeiro Chaves Neto, direção de Celso Nunes. A peça havia sido proibida pela ditadura, mesmo depois de ganhar o prêmio nacional de melhor texto num concurso promovido pelo governo.

Do Estado mafioso em Cuba ao grande cassino Brasil

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Sessenta e cinco anos após haver integrado o grupo de 80 homens que, zarpando do porto mexicano de Tuxpan, no iate Granma, navegou rumo a Santiago de Cuba, com o objetivo de ali participar de uma insurreição destinada a derrubar o governo ditatorial de Fulgêncio Batista, Raul Castro (89 anos) renunciou ao...

A cuidadora de idosos

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) Todos os dias jantavam juntos, isolados, num canto do refeitório da fábrica. Eram os dois remanescentes de um grupo de dez colegas de trabalho. Os outros oito tinham sido demitidos. André e Osvaldo, os que sobreviveram, tinham saudades da companhia dos colegas dispensados. Colegas, não. Eram todos amigos. Muitos anos jantando em grupo e se reunindo nos horários do café na empresa fizeram deles algo semelhante a uma confraria de camaradagem.

As mil peles da serpente

 FREDERICO MORIARTY - Corria o frio inverno de 1920 na Alemanha. A miséria estava em todas as cidades e cantos do país. Os trabalhadores que tentavam reconstruir a nação carregavam sacos de dinheiro recebidos como salário, entretanto tais sacos mal permitiam que se comprasse pão e manteiga. Hitler começa a fazer discursos cada vez mais... Continuar Lendo →

Triste Maio Amarelo 2021

FABIANA BLASECK SORRILHA (Blog Mobilidade Humana) - Foi lançada oficialmente nesta terça-feira (27) a Campanha Maio Amarelo 2021. Numa cerimônia híbrida, ou seja, meio online, meio presencial, a iniciativa que nasceu “da sociedade para a sociedade” foi recheada de falas políticas e promessas de mudanças no que tange o alto índice de mortalidade no trânsito que assola o nosso País...

Coisas boas e novas sobre o meio ambiente

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Na Cúpula do Clima, convocada pelo presidente Joe Biden, dos Estados Unidos, a fim de anunciar, ao ensejo do transcurso do Dia da Terra, a nova política ambiental daquele país, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, leu um discurso em que falou de coisas boas e novas sobre as questões ambientais no Brasil. E, como na anedota, as coisas novas não eram boas e as coisas boas não eram novas...

O sertão indomável

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Meu nome é João José da Silva, tenho 50 anos e sou caminhoneiro. Em 30 anos de estradas, conheci todo o Brasil e vi e vivi coisas de arrepiar por esse mundão afora, desde assombrações até o dia em que fui vítima de assalto seguido de sequestro. Mas nada mais extraordinário do que esta noite em que presencio um encontro de Machado de Assis, João Guimarães Rosa e Graciliano Ramos.

Memórias de um Brasil enganado

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Eu fazia o curso primário no Grupo Escolar Baltasar Fernandes, que à época funcionava na rua do mesmo nome, a poucos metros da Hermelino Matarazzo, e nossas professoras nos levaram para participar da Páscoa dos Estudantes, no espaço fronteiro à Catedral. Naquele tempo o número dos que comungavam, nas missas dominicais, eram poucos...

Itinerários Formativos

FREDERICO MORIARTY Introdução: em 2018 foram aprovados pelo MEC as BNCCs ( base nacional curricular comum). O ensino deveria acabar com a rigidez das " disciplinas" tradicionais. No lugar de Geografia, Filosofia e História teremos Ciências Humanas, por exemplo. As escolas deveriam criar no "contra-turno" os Itinerários Formativos. Novos caminhos, novas direções não conteudísticas, novos... Continuar Lendo →

Frioli e seus 59 anos de repórter fotográfico

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Aniversariou meu velho amigo Adolfo Frioli, hoje residindo à sombra da Montanha Sagrada do Araçoiaba, sob a guarda amorosa de dona Ida. Somos, ele e eu, dois dos espécimes mais antigos da imprensa sorocabana, somente batidos, nesse quesito, pelo Ubirajara Batista Ferreira, que depois bandeou-se de mala e cuia para a advocacia...

Quantos filmes você já assistiu na sua vida? Nove.

FREDERICO MORIARTY - Vladimir Propp, linguista russo, lança em 1928 (no Brasil chegou 50 anos depois), a Morfologia do Conto Russo. Estudou mais de 100 contos maravilhosos de várias épocas da Rússia. Encontrou em sua estruturas internas. São 7 personagens que se repetem: o herói, o falso herói, o antagonista, o doador, o auxiliar, o... Continuar Lendo →

Festival de Artes Híbridas – Seja bem-vindo

JOSÉ SIMÕES (Blog Cena Metropolitana) - A abertura do Festival de Artes Hibridas (FAH) realizada, no dia 01 de abril, online, foi um acontecimento capaz de reunir afetos e energias dos artistas da Região Metropolitana de Sorocaba. Nada de discursos. Nada de explicações. Um espaço aberto para o livre se expressar. Simples. E até a vinheta... Continuar Lendo →

A Paixão no Circo – o filme

JOSÉ SIMÕES (Blog Cena Metropolitana) - O filme A  Paixão no Circo realizado pelo Circo-teatro Guaraciaba em parceria com o Coletivo Cê, a partir da montagem do espetáculo homônimo (em 2018) mostra a vitalidade e o arrojo para novos voos dos artistas da Região Metropolitana de Sorocaba, na busca de alternativas para enfrentar estes tempos... Continuar Lendo →

Dá licença, Aldir!

JOSÉ SIMÕES (Blog Cena Metropolitana) - Dá Licença, Aldir! é o show autoral de João Bid, Robson Silvestrini e Vinícius Paes que estreou dia 02 de abril, de modo online, no youtube.   Nele três gerações de diferentes compositores assumem a influência direta de Aldir Blanc nas suas obras.  O resultado é um show potente... Continuar Lendo →

Doce ilusão

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Quanta história, quanta emoção, quanto mistério pode conter um ovo de Páscoa. Na quinta-feira antes da Páscoa, ao terminar mais um dia de treino na academia, João Navarro despediu-se de Irma -- uma linda mulher com quem trocava as primeiras conversas -- com uma receita de gastronomia: -- Coma chocolate à vontade, sem moderação. -- Só se eu ganhar um ovo de Páscoa -- provocou Irma.

Heroicos anuns

EVANDRO AFFONSO FERREIRA (Blog do Evandro) - Será que somente aqueles Anuns, heroicos Anuns, poderiam sair sorrateiros de dentro daquele símbolo máximo daquela cidadela, para resgatar seu proeminente cidadão?

A simbologia da celebração à mesa, o valor da resistência e a magia das HQs do pai de Asterix, Obelix & Cia. – merci, monsieur Uderzo!

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Há cerca de um ano, mais precisamente em 24 de março de 2020, morria um dos criadores dos temidos bárbaros da aldeia gaulesa dos desenhos. Em edições antológicas, lançadas entre os anos 1960 e 1980, a turma do Asterix resistia bravamente aos ataques do temido exército romano. Ao lado de René Goscinny, Albert Uderzo encantou gerações de leitores das histórias em quadrinhos com seu traço inconfundível, roteiros inventivos e edições primorosas.

As chuteiras douradas da vitória

BLOG DO FREDERICO MORIARTY - Era a quinta Copa que assistiria. A primeira foi a de 1978 com o futebol medroso de Cláudio Coutinho, o soldado que gostava de atirar corpos de "comunistas" dum helicóptero para as profundezas do Atlântico. Cansado das derrotas anteriores - principalmente nas copas de 1982 e 1986, com Telê e seus times mágicos...

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: