Vinho ao som de seresta e aventura na lama em um 4×4: dois “programas caipiras” para saborear o fim de semana em São Roque e Mairiporã

MARCO MERGUIZZO – Julho chegando a seu final, nada como fazer um programa familiar ou a dois para lá de divertido e fechar o mês de férias escolares com chave de ouro. E ainda melhor: em duas cidades próximas a São Paulo e Sorocaba. Recém-integrado à Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur), entidade formada por municípios e entidades gestoras de turismo vinculados à divulgação e promoção da cultura do vinho, o tradicional Roteiro do Vinho de São Roque, a 1h da capital paulista e a menos de 40 minutos de carro de Sorocaba, apresenta uma série de atrações na taça e fora dela para todos os gostos e bolsos.

A vinícola Góes, por exemplo, a maior e mais famosa do circuito são-roquense, preparou uma série de eventos para quem vai degustar os seus rótulos e, de quebra, divertir-se com programas que inclui toda a família e até os hoje inseparáveis pets. Nos finais de semana, há em geral nessa conhecida vinícola paulista uma extensa e recheada programação de shows de MPB, chorinho, serestas, música caipira com o conhecido grupo Comitiva Brasil Poeira, de São Roque, além de performances de tambores japoneses do conjunto Ryubu Daiko.

As canções caipiras e o som das violas da Comitiva Brasil Poeira marcam presença no fim de semana na vinícola Góes, em São Roque (Divulgação)

Especialmente para a garotada estão previstas apresentações circenses com personagens que povoam o imaginário de várias gerações de pequenos e mesmo dos marmanjos, como Alice e o Chapeleiro Maluco de perna de pau, Grinch, Elsa e o Homem Aranha. Outra atividade recreativa é a ‘Carinhas Pintadas’ (pintura facial), além de farta distribuição de pipoca e algodão doce para os pequenos.

Neste domingo, 28, haverá um inédito passeio de cães com seus respectivos donos pelos jardins da vinícola, inaugurando o ‘Domingo Bom pra Cachorro’. Ao final do rolê canino, haverá premiações e mimos para os pets. (Confira outras atrações da rota e onde degustar os vinhos locais e recomendações de restaurantes no site do Roteiro do Vinho de São Roque (www.roteirodovinho.com.br).

ROTEIRO: MUITO ALÉM DA TRADICIONAL PRODUÇÃO DE VINHO
Foto: Associação do Roteiro do Vinho de São Roque (Divulgação)

Para quem mora na região e ainda não conheceu a rota do vinho da vizinha São Roque, trata-se de um percurso bucólico de 12 km de extensão, em meio à mata atlântica preservada a araucárias remanescentes, implantado há cerca de uma década por produtores e comerciantes locais. Amplamente consolidado, a cada final de semana cerca de 18 a 20 mil visitantes costumam visitar este movimentado circuito enoturístico regional, segundo estimativas da Associação do Roteiro do Vinho de São Roque.

Nos meses de férias, como agora em julho, o número de visitantes se amplia a cada sábado e domingo, ultrapassando a casa das 22 mil pessoas. São, no total, mais de 40 opções de lazer, entre mais de uma dezena e meia de vinícolas e pequenas adegas, fábricas de destilados e cervejas, restaurantes e áreas de lazer, situados ao longo das estradas do Vinho, dos Venâncios e da rodovia Quintino de Lima num perímetro total de 20 quilômetros de extensão.

Tradição e fama por produzir rótulos de paladar simples, feitos com uvas não-viníferas e bem ao gosto popular não impediram que São Roque se tornasse a “Terra do Vinho”, apelido com o qual o município se tornou conhecido nos anos 50 e 60 do século passado. Mas a produção vinícola são-roquense começou bem antes disso.

Mais precisamente no século 17, quando imigrantes portugueses passaram a cultivar videiras às margens dos rios Carambeí e Aracaí, e teve continuidade com os imigrantes italianos, que chegaram dois séculos depois. Hoje, a estância, que ano a ano vem recuperando o status romântico de “Terra do Vinho”, comercializa anualmente 18 milhões de litros de tintos e brancos, a maior parte de vinhos de mesa, com uma notável evolução qualitativa dos rótulos produzidos, sobretudo nas últimas duas décadas. 

AVENTURA E EMOÇÃO NA LAMA
Foto: Jeep do Brasil (Divulgação)

Mas se quiser trocar as taças de vinho pelo volante e enfiar o pé na lama, ou melhor, a roda no barro, uma ótima dica é o Jeep Camp, um evento que está acontecendo todo final de semana, até o próximo dia 11/8, na cidade de Mairiporã, a 2h de Sorocaba.

Organizado pela marca norte-americana, hoje pertencente ao Grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles), a montadora construiu especialmente naquela cidade próxima a São Paulo, um circuito off-road para que todo motorista – mesmo aqueles sem qualquer experiência nessas condições e tipo de piso – possa testar com toda segurança e emoção sua habilidade a bordo dos confortáveis modelos 4×4 da marca em um pequeno trajeto todo enlameado e com diferentes obstáculos. Ou, ainda, percorrer as trilhas riscadas dentro de uma grande área verde de propriedade do Instituto Mairiporã Thomaz Cruz.

Ou seja, no local é possível viver bons momentos, como os test-drives radicais a bordo da novíssima geração do ícone Jeep Wrangler, do mini-SUV Jeep Renegade e do SUV médio Jeep Compass. Numa desafiadora pista de 5.500 m², o motorista busca superar os vários obstáculos como a ponte, a transposição, o disco de torção, o charco, o barro, as pedras, o downhill e o uphill, as aletas, a caixa de ovos e o “temido” pêndulo. Tudo sempre feito, claro, ao lado de um instrutor para explicar não só como lidar com cada situação, mas também como as várias tecnologias do veículo ajudam no off-road.

Os motoristas que são fãs da marca e antenados às novas tecnologias automobilísticas ainda têm a chance de testar alguns recursos do Compass, como o assistente de estacionamento (Park Assist) e o aviso de colisão frontal com frenagem automática (FCW+) que vêm a bordo do valente e moderníssimo SUV da Jeep.

Este jornalista, dublê de blogueiro e jipeiro nas horas vagas viajou até lá e recomenda o programa que dura o dia todo, e inclui uma série de atividades super divertidas voltada a toda a família. Em um amplo e aprazível espaço ao ar livre situado dentro de uma área particular, nos arredores da capital paulista, onde foi montado o circuito, há além da pista de teste e das trilhas off-road,uma parede de escalada, uma mini-exposição de modelos históricos da marca, um estúdio de tatuagem, bicicletas para os pequenos, loja de produtos da marca, área de alimentação com food truck e até um museu de carros e trens antigos, cuja estrela é uma rara e ultraconservada Maria Fumaça da primeira metade do século 20.

Seja qual for sua escolha, ótimos divertimento e final de semana.

E bye, bye, férias de Julho!

GALERIA DE IMAGENS
Fotos: Jeep do Brasil (Divulgação)
SERVIÇO
JEEP CAMP

Onde: Av. Dr. Thomaz Rodrigues da Cruz, 29, Mairiporã (a 38km de São Paulo e a 119km de Sorocaba).

Quando: 6ª, sábado e domingo até 11/11, das 9h às 18h.

Informações: https://www.jeep.com.br/camp.html

(*) A dica é fazer com antecedência a inscrição – que é gratuita -, na página do Jeep Camp no Facebook.

ROTEIRO DO VINHO DE SÃO ROQUE

Bairro de Canguera, município de São Roque (a 70km de São Paulo e a 37km de Sorocaba).

Informações: www.roteirodovinho.com.br

MARCO MERGUIZZO 
é jornalista profissional 
especializado em gastronomia, 
vinhos, viagens e outras 
coisas boas da vida. 
Escreve neste coletivo 
toda sexta-feira. 
Me acompanhe também no Facebook e no Instagram, 
acessando @marcomerguizzo  
#blogaquelesaborquemeemociona 
#coletivoterceiramargem 
PARA VER E CURTIR
JEEP CAMP 2019 – MAIRIPORÃ (SP)
ROTEIRO DO VINHO – SÃO ROQUE (SP)

POSTS ANTERIORES:

Deixe uma resposta

WordPress.com. Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: