Manual de Sobrevivência no Inferno para Pretos e Pobres no Brasil. A obra dos Racionais MCs

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - Sexta-feira quente, eu voltava de São Paulo. Cometa lotado. A única diversão da gente era o velho walkman. Ouvia uma fita dos Paralamas do Sucesso. Os PMs armados voltavam para casa com um riso indisfarçável. Horas depois, descobri a notícia: naquele 2 de outubro de 1992, para conter uma suposta rebelião no Carandiru, a maior casa de Detenção da América Latina, 111 presos foram mortos, a maioria deles com tiros na nuca.

Fora da Margem, ano 1, ed. 5

FORA DA MARGEM (Blog do Coletivo) - Uma coleção sempre renovada de memes, vídeos, montagens, prints, frases e outros conteúdos que circulam nas redes sociais e WhatsApp, fazendo-nos rir e refletir sobre o País e o mundo em que vivemos. Publicações aos domingos e quartas-feiras. Atualizações a qualquer momento.

Onde o céu azul é mais azul

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes Que Me Esqueça) - A Bahia, onde o Brasil nasceu como civilização cristã, é um tesouro ainda a ser descoberto. Fui lá. Ou voltei. Como dizem de Portugal – “não vamos a Portugal, voltamos para lá”. Por que a Bahia vive em nós. O próprio D. João VI quase instala o Reino na terra de Gilberto Gil.

Bacurau: filme-porrada

LÚCIA HELENA DE CAMARGO (Blog Todas as Telas) - “Bacurau” é o filme-porrada do ano. Ganhador do prêmio do júri no Festival de Cinema de Cannes de 2019, poderia ser um daqueles longas intelectuais e rebuscados. Mas não é. Os críticos gostaram, sim, mas o público tem gostado também. E vale o ingresso. Brasileiro, fala de causas e problemas que acometem gente da região Nordeste, como a sempre presente seca. Só que vai além. É um longa-metragem para o público adulto, seja brasileiro, francês, japonês. A história é universal.

O perigo do comunismo Chinês: o delírio paranoico do Recruta Zero

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - Em 1990, o Brasil era a décima economia mundial. Nosso PIB totalizava US$ 500 bilhões. A renda per capita era de US$ 3.800. Éramos responsáveis por 1,7% do comércio internacional . Inovação tecnológica: contribuíamos com 6% das pesquisas. Nossos desastrosos problemas sociais complicavam a conta: 12% de analfabetos, 35% de analfabetos funcionais, 32% da população abaixo da linha da pobreza, 67% dos brasileiros sem água tratada ou esgoto, mortalidade infantil em 46 por 1.000, salário médio de R$ 900, a terceira maior desigualdade econômica do mundo (índice Gini).

Bons goles alentejanos e ‘baixa gastronomia’ de boteco garantem o programa hedonista neste sábado, 21, no Museu da Casa Brasileira, em Sampa

MARCO MERGUIZZO (do Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Quem mora em Sorocaba e região, é fã de vinhos, curte a boa mesa de Portugal e ainda costuma se render invariavelmente às tentadoras comidinhas de bar, pode anotar na agenda um programa gourmet para lá de completo, neste fim de semana, em Sampa. Dica certeira que vale a esticada até lá, acontece no sábado, 21/9, a partir das 11h, no cenográfico Museu da Casa Brasileira, o Festival Cultura de Boteco - Vinhos do Alentejo, uma exclusiva dobradinha que será realizada pela primeira vez na capital, incluindo provas e degustações no copo e à mesa de dezenas de rótulos e pratos.

Fora da Margem, ano 1, ed. 4

FORA DA MARGEM -Uma coleção sempre renovada de memes, vídeos, montagens, prints, frases e outros conteúdos que andam bombando nas redes sociais e WhatsApp. Publicações aos domingos e quartas-feiras. Atualizações a qualquer momento.

Sorocaba conheceu a fotografia através de artistas ambulantes

GERALDO BONADIO - Há 180 anos, em Paris, Louis Jacques Mandé Daguerre (1787-1851) tornava público o desenvolvimento do primeiro sistema comercialmente viável de captar imagens da realidade circundante, fixando-as sobre uma determinada superfície quimicamente tratada de metal, vidro e, mais adiante, papel. O daguerreotipo, como se tornaria conhecido, resultava de pesquisas do próprio Daguerre e... Continuar Lendo →

6 meses (um poema)

FREDERICO MORIARTY (do Blog PIpocando La Pelota) - À margem esquerda, trago meus erros

À margem direita, a inquietude

Entre as duas, a água em que navega minh'alma

Ela flui indecisa, indelicada

Descontrolada

Arranca as pedras do meu coração

Crítica teatro: O Amor do Soldado

JOSÉ SIMÕES (SOROCABA) - Pré estreia do espetáculo "O Amor do Soldado" de Jorge Amado, com direção de Mario Pérsico e atuação de Matheus Caruso, Valéria Nastri, Jefferson Pereira, Pedro Sales, Davi Gemelgo, Rafael Alexandre, Emily Azous, Sérgio Bacetti, Michele Sonsin. A pré estreia é o momento no qual o espetáculo encontra o público. O... Continuar Lendo →

Fora da Margem, ano 1, ed. 3

FORA DA MARGEM - Uma coleção sempre renovada de memes, vídeos, montagens, prints, piadas, frases e outros conteúdos que andam bombando nas redes sociais e WhatsApp. Publicações aos domingos e quartas-feiras. Atualizações a qualquer momento.

Tubaína e gengibirra: dois refrigerantes de sotaque e jeitão caipiras para brindar os seis primeiros meses do Terceira Margem

MARCO MERGUIZZO (do Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Expressão no copo da verdadeira caipirice, bem que poderia ser uma boa marvada de alambique para brindar comme il faut a passagem dos primeiros seis meses de vida do Coletivo Terceira Margem, completados neste sábado, 14 de setembro. Porém, nada como um copo de tubaína ou gengibirra bem geladinhas, de sotaque e alma genuinamente de interior e paladares democráticos, para ser o tema deste meu 37º post e, assim marcar de forma simbólica essa data, homenageando a todos que abraçaram e navegam nesse projeto editorial.

Beijo. Bacium. Kiss. E uma lição de descompostura.

FREDERICO MORIARTY (do Blog Pipocando la Pelota) - O beijo. Ou no italiano, il bacio, a língua escorre deliciosamente pela boca. Em inglês, ao pronunciarmos kiss, prendemos a língua sensualmente entre os dentes. Em alemão, não é muito agradável falar Kuss. Tem ainda o beso, em castelhano, originário do termo em latim basium. Para dizer a palavra na língua falada na Roma Antiga, exige-se a movimentação dos mesmos doze músculos necessários para tascar um delicioso beijo.

Nesta sexta-feira, 13, dia da cachaça, conheça os 10 mandamentos da birita fina e espante de vez o azar e as caninhas ordinárias do copo

MARCO MERGUIZZO (do Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - De brega e popular à chique e para poucos. Nos últimos anos, a cachaça brasileira deixou definitivamente os botecos de esquina e os copos americanos ordinários para ganhar status de bebida de luxo e produto “tipo exportação”. Ao exibir qualidade e preços semelhantes a de um single malt ou scotch whisky de primeira linha, uma seleção de purinhas de estirpe passou a ser reverenciada por apreciadores e consumidores mais exigentes, com preços batendo em alguns casos na casa dos quatro dígitos a garrafa.

Crítica teatro: Dolores

JOSÉ SIMÕES (São Paulo) -  "Dolores" texto e direção de Marcelo Varzea, interpretação de Lara Cordulla, cenário e figurino de Márcio Macena, iluminação de Cesar Pivetti e Vania Jaconis e sonoplastia de Raul Teixeira,  encerra a temporada no Teatro da Memória, no Instituto Cultural Capobianco - São Paulo. Início o texto apresentando a equipe artística... Continuar Lendo →

Programa: Juntos pela Cultura

JOSÉ SIMÕES (Sorocaba) -O fomento e o apoio à Cultura realizada no interior do estado é fundamental. O governo do Estado de São Paulo apresentou hoje (09/09) aos secretários de Cultura dos municípios paulistas (e a convidados) o programa Juntos pela Cultura. Segundo o Secretario de Cultura do Estado de São Paulo: "Estado e prefeituras... Continuar Lendo →

Como a jovem campeã do US Open, a província canadense de Ontário, onde ela nasceu, surpreende e encanta pelos atrativos dentro e fora das quadras e da mesa

MARCO MERGUIZZO (do Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Numa espécie de revival feminino contemporâneo da saga bíblica de David e Golias, o reinado e a supremacia da fenomenal tenista norte-americana Serena Williams, a "Mike Tyson" do circuito profissional de tênis, considerada uma das melhores de todos os tempos, parece ter chegado ao seu crepúsculo, e de forma apoteótica, neste sábado, 7/9, na final do US Open, em Nova York. Do lado de lá da rede, segurava a raquete uma brava meninota canadense de nome Bianca ("branca" ou "pura", em italiano) Andreescu, de apenas 19 anos, ainda com cravos e espinhas no rosto a denunciar a sua quase adolescência.

Fora da Margem, ano 1, ed. 1

Divirta-se com os memes inesquecíveis das redes sociais, antes que sejam esquecidos. Estreia neste sábado, 7 de Setembro, o blog coletivo do Terceira Margem, destinado a perenizar os bons conteúdos que rolam nas redes sociais.

Há 50 anos morria El Tigre, o mulato de olhos verdes, autor de 1.329 gols e que jamais perdeu um pênalti

FREDERICO MORIARTY (Pipocando La Pelota) - No ensolarado domingo de 16 de setembro de 1928, o supercampeão E.C. Paulistano martelava o gol do pobre União da Lapa. O goalkeeper estava com os dois pés fincados na linha do gol. Na marca do pênalti, o center forward preparava-se para marcar seu quinto gol dos sete da agremiação pertencente à elite paulistana. Arthur corre pra bola e chuta forte no canto direito. O arqueiro da Lapa pula como um felino e defende milagrosamente.

Um retrato do centro de Sorocaba em 1914

GERALDO BONADIO - Graduado em Direito (FKB) e jornalismo (Uniso), o pesquisador tatuiense Renato Ferreira de Camargo (1939/2012), escreveu e editou um importante conjunto de obras, focadas na história de sua cidade natal. Sócio correspondente da Academia Sorocabana de Letras, colaborou, de forma sempre generosa, com pesquisadores desta cidade. Cabe-lhe, inclusive, o mérito de haver... Continuar Lendo →

Uma mulher e o mar

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - “Affair”, com quatro temporadas disponíveis na Netflix, é daquelas séries que você começa a assistir quando está procurando algo leve, para espairecer depois de um dia de trabalho estressante ou uma semana cheia de más notícias para o País, daquelas nas quais o presidente compra briga com outros países, fala... Continuar Lendo →

Cerveja versus vinho, gourmetização… Na briga pelo paladar, os mitos e o que é fake na propaganda e nas redes sociais

MARCO MERGUIZZO (do Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - No balcão e prateleiras digitais das redes sociais, a propaganda também é, como se dizia no passado, a alma do negócio. Mas é sempre bom manter o pisca-alerta ligado, pois volta e meia o que parece brilhar e reluzir entre os trend topics e memes dificilmente será ouro. Clique e leia o post completo.

Instabilidade ambiental põe em risco gerações futuras

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - As queimadas na Amazônia trouxeram à tona antigas discussões sobre o meio ambiente. Em 2003, quando nossa equipe de vídeo trabalhava na produção do documentário “Sorocaba, o rio de nossas vidas” (Loja de Ideias, 2005, 34 minutos), Paulo Celso da Silva, professor de Geografia Humana e historiador, já explicava em entrevista que o critério ambiental dos dias atuais deve ser diferente do momento em que valorizar a industrialização e a urbanização eram mais importantes do que conservar a natureza.

Antunes Filho e o seu legado

RAUL TEIXEIRA (São Paulo)- Antunes Filho há quatro meses virou estrela, quem sabe da constelação Ursa Maior, e está nos iluminando lá do hemisfério norte celestial. O tempo não consumiu a sua ausência e vivo está, presente intensamente. O CPT está do jeitinho que Antunes deixou. Com seu grupo de atores ensaiando e mantendo vivo... Continuar Lendo →

Milton Nogueira, radialista

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes que Me Esqueça) - Éramos seis. Três homens. Três mulheres. Ele era o segundo filho. A vocação, ele descobriu na adolescência. Tinha a ferramenta básica – Voz, Voice, Voix, Vocce. Era, entretanto, muito indisciplinado. Boêmio incorrigível. Viveu bem, morreu mal, o meu irmão Milton. Amigos, companheiros de trabalho, minhas irmãs, Hilda, Neide, Eunice e meu irmão Edward cuidaram dele até o fim. Sorocaba chorou sua morte sofrida.

Zé Muleque, o leva e traz (conto). Parte 1: Todos (até dona Rosa) contra Zé

JOSÉ CARLOS FINEIS (Blog Conversa de Armazém) - Zé Muleque devia ter desconfiado de que havia alguma coisa errada quando foi convidado – ele, que entrava sem bater – para a sala do prefeito naquela manhã de sol. Desde que pisara na Prefeitura, sentira um excesso de mesuras no ar, incomum para um aspone que, embora sem cargo no papel, era considerado “gente da casa”.

Acima ↑