Indicados VIII Prêmio Aplauso Brasil de Teatro

JOSÉ SIMÕES (São Paulo) – Seguem, abaixo, os indicados (primeiro semestre) do VIII Prêmio Aplauso Brasil de Teatro.

No momento em que o teatro como ofício, a arte e o trabalho são “demonizados” por uma parte da classe política e, também, por pequena parte da população – a saber que esta minoria sequer leu um texto teatral ou mesmo frequenta o teatro com regularidade -, é importante valorizarmos iniciativas como esta, realizada pelo Aplauso Brasil.

Não se trata somente de resistir – até porque os artistas do teatro que vivem e trabalham no Brasil e, principalmente, aqueles que vivem nas cidades do interior dos estados, sempre o fizeram – mas, sim, nesse momento se trata de EXISTIR.

Viva o teatro! Viva os artistas!

Parabéns aos indicados

Melhor iluminação:

Cesar Pivetti e Vania Jaconis por “DOLORES”

Tomás Ribas por “Tom na Fazenda”

Wagner Pinto por “CONDOMÍNIO VISNIEC”

Melhor figurino:

Fause Haten por “Sunset Boulevard”

Fernando Vilela e Thais Sakuma por “DISTOPIA BRASIL”

Marichilene Artisevskis por “CONDOMÍNIO VISNIEC”

Melhor arquitetura cênica:

Daniela Thomas e Felipe Tassara por “FIM”

Matt Kinley por “Sunset Boulevard, o musical”

Michael Carnahan por “BILLY ELLIOT, O MUSICAL”

Melhor dramaturgia sonora:

Fernanda Maia e Newton Moreno por “As Cangaceiras, Guerreiras do Sertão”

Juh Vieira por “Transamazônica”

Marcelo Pellegrini por “A Desumanização”

Melhor dramaturgia:

Anderson Moreira Sales por “57 minutos – o tempo que dura esta peça”

Luciano Mallmann por “ÍCARO”

Pedro Kosovski  por “Kintsugi, 100 Memórias”

Melhor direção:

Cácia Goulart por “De Volta a Reims”

Clara Carvalho por “CONDOMÍNIO VISNIEC”

José Roberto Jardim por “A Desumanização”

Melhor elenco:

Ana Clara Fischer, Felipe Souza, Mônica Rosseto, Rafael Levecki, Rogério Percore, Suzana Muniz por “CONDOMÍNIO VISNIEC”

Eduardo Semerjian, João Bourbonnais, Louise Helène e Luciana Ramanzini por “A VIDA ÚTIL DE TODAS AS COISAS”

Luciano Andrey  e Tania Bondezan por “A GOLONDRINA”

Melhor ator:

Armando Babaioff por “Tom na Fazenda”

Ivam Cabral por “Mississipi”

Luciano Mallmann por “ÍCARO”

Melhor atriz:

Debora Lamm por “A PONTE”

Lara Córdulla por “DOLORES”

Marisa Orth por “Sunset Boulevard, o musical”

Melhor ator coadjuvante:

Beto Sargentelli por “BILLY ELLIOT, O MUSICAL”

Fábio Penna por “mississipi”

Gustavo Vaz por “Tom na Fazenda”

 

Melhor atriz coadjuvante:

Kelzy Ecard por “Tom na Fazenda”

Luiza Curvo por “MÃE CORAGEM”

Nicole Cordery por “Nunca Fomos tão Felizes”

Melhor musical:

As Cangaceiras, Guerreiras do Sertão (Velloni Produções Artísticas e Sesi-SP)

GOTA D’ÁGUA {PRETA} (Gira pro Sol Produções)

Sunset Boulevard, o musical (IMM Esporte e Entretenimento e Stephanie Mayorkis)

Melhor espetáculo independente:

CONDOMÍNIO VISNIEC (SM Arte e Cultura)

ÍCARO (Luciano Mallmann)

TOM NA FAZENDA (ABGV produções Artísticas)

Melhor espetáculo de grupo:

(IN)JUSTIÇA – Cia. de Teatro Heliópolis

Kintsugi, 100 Memórias – Lume Teatro

MISSISSIPI – Os Satyros

Destaque:

André Grynwask e Pri Argoud – Pelo trabalho de videografismo e videomapping que potencializou a estética do espetáculo A Desumanização

Associação dos amigos da praça – pelo modelo inovador de gestão cultural praticando a inclusão, democracia e união no fazer artístico

Oficina Cultural Oswald de Andrade – pelo fomento da arte em São Paulo reconhecido pela classe artística e público como um equipamento acessível a todos

Melhor espetáculo infanto-juvenil:

ESCONDIDA – Direção: Cristiana Ceschi

HISTÓRIA DO BRASIL – Direção: Alexandra Golik

VAMOS COMPRAR UM POETA – Direção: Duda Maia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: