Demasias presidenciais

GERALDO BONADIO – No trânsito de nosso país morrem ou sofrem mutilações terríveis, a cada ano, um número de pessoas maior do que as vitimadas em vários conflitos armados que sacodem o planeta.

A quantidade de brasileiros não envolvidos diretamente no ato de dirigir – não conduziam veículo, nem eram passageiros, mas foram destroçados ou mortos por um carro em alta velocidade quando cruzavam uma rua na faixa de pedestres, caminhavam sobre a calçada ou, no ponto, aguardavam a chegada de um ônibus – é cada vez mais numerosa.

Face a essa conjuntura, múltiplas medidas tomadas pelo presidente da República, afrouxando os mecanismos de controle sobre o trânsito de que o Estado brasileiro dispunha antes de sua investidura no cargo, são altamente discutíveis e, quase sempre, condenáveis.

Com a frota automotiva em ascensão e os acidentes em alta, o DPVAT, taxa de modesto valor que os proprietários de veículos automotores são obrigados a recolher ao renovar o licenciamento de seus carros, tem sido, para muitos dos assim lesionados – ou para suas famílias, quando a ocorrência lhes rouba a vida – o único socorro nos desastres que os vitimaram, ainda que modesto no valor e demorada liberação.

Eis que agora o presidente, a fim de atingir seu antigo aliado e hoje inimigo mortal Luciano Bivar, dono de empresas que operam na área do DPVAT, sem medir as consequências de seu gesto, extinguiu aquele seguro de uma só canetada!

É mais uma demasia em prejuízo, como de hábito, dos pobres que o elegeram. O gesto demencial encoraja outros loucos, inconformados com a decisão do Supremo sobre a prisão em segunda instância, a defenderem a convocação de uma Constituinte só para devolver Lula à cadeia. Querem demolir a casa para trocar a fechadura da porta…

O ex-presidente Lula, em São Bernardo do Campo. (Foto: Ricardo Stuckert)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: