Sorocaba chegou lá

Rubens Nogueira

A terra rasgada dos indígenas que assim a batizaram sempre teve sonhos de grandeza. No longínquo carnaval de 1947 um curto documentário cinematográfico já era sinal de que a terra do Brigadeiro Tobias não se contentava com o sucesso interno. Queria ganhar foros de urbe internacional.

Pois nossa cidade chegou lá. Pela arte e manha de Paulo Betti*, Lisboa vai ter um mês pra se divertir com o belo espetáculo que esse grande ator escreveu sobre sua própria existência.

Sorocaba chegou lá. Os sorocabanos que vivem ou visitam Portugal, os que estão fazendo turismo na Europa, vão fazer fila para ouvir o monólogo que é uma obra-prima teatral.

* A peça “Autobiografia Autorizada”, de Paulo Betti, excursionará por algumas das principais cidades portuguesas entre janeiro e março de 2020. A turnê que começará no dia 10 será realizada em parceria com a Casa da Língua Portuguesa, e comemorará os 40 anos de carreira do ator e diretor. Paulo Betti, entre outras incontáveis atividades, é um dos integrantes do Coletivo de Blogueiros Independentes Terceira Margem, onde mantém o “Blog do Paulo Cabra”.

Martinho Lutero

Outubro assinalou o gesto libertador de Martinho Lutero, o bispo católico que rompeu com o Vaticano para criar um novo ramo do Cristianismo: a religião luterana. Aconteceu em 1517. O mundo nunca mais foi o mesmo. Aos poucos foi-se acabando o predomínio dos líderes, o pivô da questão. O majestoso Vaticano tornou-se uma referência mundial.

No livro “Religião em tempos de Raiva”, leio que o nosso país teve um padre católico – José Manuel da Conceição – considerado o Lutero brasileiro.

Um grande número de pastores presbiterianos e metodistas, entre outras denominações, formam-se no Instituto José Manuel da Conceição, Estado de São Paulo.

Maria Capponi é assim

Assim, como? Sugiro que você leia o livro que ela escreveu e pôs à disposição na Amazon e cujo título completo é “Eu sou assim, biologicamente”.

Ainda não tive oportunidade de ler. A própria autora se encontrou e se encantou com as suas descobertas e criou a Metodologia Capponi. Pelo que me lembro de sua atuação no trabalho (fomos servidores da Diretoria Geral da Itaipu Binacional em Foz do Iguaçu durante a construção da Usina), recomendo o que ela escreveu.

Irene Ravache, duas ou três coisas que sei dela

Será que Nancy Sinatra leu a matéria? Ocupou uma página de Mônica Bérgamo na Ilustrada de domingo, 15 de setembro. Nancy é a única pessoa, que eu saiba, que esteve na festa do primeiro casamento de uma adolescente chamada Irene Ravache.

Esta morava em casa da Estrada de Ferro da empresa que administra o trem do Corcovado, no Cosme Velho. Escrevo isto e dou por iniciado um texto lembrete da carreira da Irene. Ela é um patrimônio da arte brasileira. Vou mandar estas linhas para Nancy. Se ela responder, quem sabe vamos dar uma contribuição para a biografia da Irene.

Isabella Veneu Cerbino Assunção

Ela tem nome de princesa e eu me sinto um repórter inglês, anunciando o nascimento de mais um membro da família real.

Isabella, filha de Camilla e Fernando Assunção veio juntar-se às lindas Júlia e Alice. Agora vovó Lucia tem três lindas netinhas para alegrar os seus dias.

Foto principal: Paulo Betti em cena de “Autobiografia Autorizada” (Mauro Kury/Divulgação)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: