Festival de Besteiras que Assola o País (Febeapá) – Edição 4

FREDERICO MORIARTY – Tinha pra mim que estava dormindo, mas a voz insistente de uma senhora me dizia o contrário.

– Acorda, Frederico!! É a tia…

– Que tia? Já morreram todas.

– Tia Zulmira

– Não tive tia com esse nome.

– Eu sei. Vim da parte do meu amigo, ele quer escrever um textinho, mas como morreu, precisa de alguém para o intento. Quer que você psicografe pra ele

– Ele quem?

Eis que aparece um senhor de 50 e poucos de idade, cabelos grisalhos, óculos de aro preto grosso como uma barra de ferro. Camisa do Botafogo e voz de gralha.

– Frederico, tudo bem? Sou o Stanislaw…

– Ponte Preta??

– O próprio.

– Rapaz, sou seu fã. Que honra!

– Sabe o que é? Estava lá no sossego do céu e veio 2019 e as besteiras se avolumaram tanto que até revirei no túmulo. Resolvi escrever uma edição especial do Febeapá, aqui do além mesmo. Como tô mortinho da Silva, precisava de alguém pra escrever pra mim. Bota aí no papel:

Capa original do 1° Febeapá

Febeapá número 4

  • KAFTA é um escritor e autor do romance A metamorfose, sobre uma iguaria árabe;
  • CONGE. Jargão do mundo jurídico. Um título de nobreza dado aos dois sexos. Fica abaixo do Duque;
  • O Hino Nacional mudou, o novo verso é “Às margens flácidas do Ipiranga”;
  • Estão proibidas no Brasil as obras dos terroristas comunistas Karl Marx e Hegel;
  • O rock é uma criação satânica. Mulheres cometem aborto ouvindo os Beatles. Feministas adoram Rolling Stones. O nome The Doors é retirado do Manifesto Comunista. “Open the Doors. Proletarian world: unite”
  • A verdadeira música de raiz é “Juntos e shallow now”;
  • As queimadas na Amazônia foram feitas por um ciclista com uma garrafa de gasolina na mão. Ele andava pelas matas e ia espirrando nas matas, depois acendia um fósforo, incendiando as mesmas;
  • O melhor alimento japonês é o miojo com hambúrguer;
  • Japonês: além de pinto pequeno, gosta de peixe cru;
  • A Terra é plana e o céu é do avião;
  • Certos nomes remetem a sexo: Pica Pau, é o desenho que elogia o pênis (duas vezes). Bock, a cerveja, fala de sexo oral, o famoso boquete;
  • Humanas, assim como o Ky, ensinam você a dar o cu sem dor;
  • Frozen é lésbica. Inclusive, por isso, ela usa azul. Desenho pervertido;
  • Leo di Caprio é um terrorista. Aliás, o mundo está cercado de terroristas gayzistas e comunistas. Ele dá 59% do salário para as ONGs ambientalistas destruírem nosso meio ambiente;
  • Eu não dou bola para uma Pirralha e autista só poruqe ela é capa da Time e amiga do Scharzene (sei lá como escreve essa porra). Prefiro o Rambo;
  • A Venezuela encheu um monte de navio de petróleo e veio despejar tudo nas nossas praias. Roubou os adesivos da Shell e pregou nos 15.000 barris pra gente achar que eram deles;
  • Meninas vestem rosa e meninos, azul. Só eu visto verde, pois sou palmeirense;
  • Aquecimento global é só comer menos, daí a gente faz cocô dia sim e dia não. O elefante que caga 90kg todo dia é um ‘cereal-killer’ da natureza;
  • Se não tem picanha, comam ovo!
  • Golden shower é a prática do carnaval brasileiro. O cara enfia o dedo no fiofó e o outro urina nele. Todo mundo faz isso;
  • Venha para o Carnaval no Brasil. Venha comer nossas mulheres e não os gays;
  • Falando em gay, precisamos tirar essa fama de terra de viados;
  • A carne tá barata. Só não cai mais o preço porque 180 milhões de hectares de terra para pasto é muito pouco. Fica esses índios ocupando metade das terras e não tem lugar pra boi;
  • Marcon, Maron, sei lá, o presidente francês, além de idiota, é casado com uma baranga, não uma beldade que nem eu;
  • Se o babaca do presidente da OAB quiser, eu conto onde está o desaparecido do pai dele;
  • Sentimentos ao João Gilberto, era uma pessoa conhecida no teatro;
  • MC Reaça foi um dos grandes talentos da música brasileira;
  • Paulo Freire é um energúmeno. Bom era milho no chão;
  • Escravidão foi benéfica. Se não fossem os portugueses, a África seria um país terrível;
  • Fui trabalhador infantil e isso não me fez mal. Pesquei até um lambari com 19 anos. Fui soldado dos 18 aos 32 anos, daí me aposentei;
  • Não somos racistas. Tenho até um assessor preto;
  • Inpe, a Nasa e os institutos de pesquisas mentem. Todo esse frio e falam do aquecimento global;
  • Papa é comunista. Por isso pisa em tapete vermelho;
  • Kit-gay nas escolas continua sendo distribuídos pelos gayzistas;
  • Todo jornalista que não gosta de mim é viado e comunista. Se for mulher é mal comida e feia, ou sapatão;
  • Universidades só têm putaria, festas e maconha. Lugar de balbúrdia;
  • Funcionário público é tudo vagabundo, menos eu, meus quatro filhos e a Michelle, que sabe libras;
  • Meu filho merece ser embaixador nos Estados Unidos, afinal frita hambúrguer sozinho.
  • – Anotou tudinho, Frederico? Era o Ponte Preta novamente.
  • Agradeci as dicas.
  • – Feito!!
  • – Viva 2020!
  • – Taokey!
A música do ano, segundo o Lalau

2 comentários em “Festival de Besteiras que Assola o País (Febeapá) – Edição 4

Adicione o seu

  1. Além de eterno Febeapá, o Brasil de 2019 também ganhou em definitivo o troféu de país da piada pronta! Rimos, sim, mas meio que nervosamente e perplexos, pra não chorarmos das coisas tragicômicas, nonsense, medievais, não-republicanas e incivilizadas registradas ao longo do ano todo. Que venha 2020 com mais pluralidade, justiça social e oportunidades pra todos os brasileiros. E que os protagonistas melhorem a performance circense.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: