A precificação da vida humana

GERALDO BONADIO – Em fevereiro, quando a epidemia do coronavírus ainda não se iniciara em nosso país, o presidente afirmou que pessoas portadoras de HIV, além de serem um problema sério para si mesmas, geram “uma despesa para todos no Brasil”.

Na mesma toada, semanas depois, o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, criticou o isolamento social, recomendado pelas autoridades sanitárias em todo o mundo e, de quebra, classificou como bobagem o entendimento de que a vida tem valor infinito e disse que “o vírus tem que ser balanceado com a atividade econômica.”

As palavras de um e outro me vieram à lembrança ao assistir, num dos canais do Telecine, o drama político inglês “A Exceção”, filmado em 2016. Nele, Heinrich Himmler, ao cabo do jantar a ele oferecido pelo antigo casal imperial da Alemanha, exilado na Holanda desde o término da I Guerra Mundial, descreve uma “experiência”, levada a termo por médicos a serviço da Gestapo, visando eliminar, com uma injeção letal, crianças portadoras de retardo mental.

Após descrevê-la, aos estarrecidos anfitriões, observa, consternando, que, em razão do custo e tempo necessários para levar a óbito os que a receberam, talvez não fosse aquele o modo mais rápido e barato de desonerar o Tesouro do Reich do encargo de sustentar pessoas inúteis.

A cena me trouxe à mente tanto as propostas antes referidas e outras que, inclusive no plano local, defendem o abandono do isolamento social como forma de reduzir o impacto da pandemia da covid-19, para não prejudicar a economia, pois todos esses discursos embutem, em si, a precificação da vida humana.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: