Jornada III: Diante da Lei

LUIZ PIEROTTI – Em 1919, Franz Kafka escrevia um pequeno conto em que propunha a ideia de que a Lei era um lugar físico e para ser admitido em tal local, era necessário adentrar uma porta vigiada pelo Guardião da Lei.

A dinâmica simples torna-se um exercício de autocrítica ao percebermos que essa admissão se dá como reflexo de nossas próprias escolhas que, por vezes, destoam de nossa noção ética e moral.

Hoje, leio para vocês o conto “Diante da Lei”, de Franz Kafka, como parte da Jornada de leituras que proponho ao longo desse difícil momento de isolamento e incerteza ao qual encaramos.

Então, boa leitura.

Franz Kafka foi um autor de língua alemã, nascido em Praga, considerado pelos críticos como um dos mais influentes escritores do século XX. A maior parte de sua obra, como A Metamorfose, O Processo e O Castelo, está repleta de temas e arquétipos da brutalidade e alienação física e psicológica do ser humano.

O escritor Franz Kafka

Um comentário em “Jornada III: Diante da Lei

Adicione o seu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: