A melhor banda de rock do mundo fez show em Sorocaba

GERALDO BONADIO – O rock surgiu nos Estados Unidos, em fins da década de 1940, como resultado da mistura entre o blues, o country e o rhythm and blues e foi apreciado, de início, apenas em mercados periféricos.

Em 1954, o diretor Richard Brooks adaptou para o teatro o The Blackboard Jungle, romance de Evan Hunter ambientado numa escola secundária de Nova York, e elegeu, como trilha sonora – e nome do espetáculo – Rock Around the Clock (Ao balanço das horas), interpretada por Bill Halley e seus cometas. No ano seguinte, o drama virou filme, com um elenco liderado por Glen Ford e pelo jovem Sidnei Poitier.

Hunter foi um dos pseudônimos do prolífico escritor Salvatore A. Lombino, que com outro nome – Ed McBain -, gerou os romances policiais da série 87º Distrito. Também escreveu o roteiro de Os Pássaros, dirigido por Hitchcock. Na esteira do sucesso, a banda de Halley, famoso pelo pega rapaz que lhe adornava a testa, trocou a imagem campestre por um novo visual. Em 1958 tornara-se sucesso mundial e veio a São Paulo, em turnê promovida pela TV Record.

O giro incluiu uma esticada a Sorocaba, para um show no Ginásio de Esportes, que teve, entre os espectadores, o poeta Gonçalves Viana, do Coesão Poética, então com 14 anos.

Construído às pressas na primeira gestão do prefeito Gualberto Moreira, o Ginásio ganhou, quando de sua volta ao mando político local, em 1955, um projeto paisagístico, com mudanças no visual interno e ajardinamento, a um preço que gerou muito debate. A repaginação não beneficiou a acústica, mas a cidade não tinha teatro nem espaços abertos capazes de acolher grandes espetáculos e o Ginásio manteve, por muto tempo, a condição de palco de grandes espetáculos.

Curiosamente, a turnê de Halley foi assumida pela TV Record, a mais nova das emissoras paulistanas, criada em 1953, depois da TV Tupi, de Assis Chateaubriand (1950) e da TV Paulista, de Oswaldo Junqueira Ortiz Monteiro (1952) até porque vivíamos a década de ouro do rádio e os televisores em São Paulo eram pouquíssimos.

Nesse avanço precoce da televisão destaca-se Paulo Machado de Carvalho. De abastada família de classe média, ele se formou em Direito, nunca advogou e jogou-se, por inteiro, na radiodifusão que, a contar de 1931, se profissionalizara. Criou a Rádio Record na década de 1930; em 1944, comprou a Pan Americana, especializada em esportes; a Excelsior dedicada a musicais de elite e a São Paulo, focada em radionovelas.

Em 1958, apostou no sucesso do rock, incluindo a esticada, a Sorocaba, da banda que, naqueles tempos, anteriores a Elvis e aos Beatles, era a melhor do mundo.

O giro dos Cometas coincide com o primeiro e pouco conhecido capítulo inicial da história do rock no Brasil, escrito por figuras como o tieteense Fued Jorge Jabur, filho de imigrantes libaneses e os irmãos Celly e Tony Campello, descendentes de italianos fixados no Vale do Paraíba.

Fued, que adotou o nome artístico de Fred Jorge, formou-se na Escola Normal de sua cidade e foi tentar a sorte, na capital, na emissora noveleira de Carvalho. Firmou-se como novelista, cronista e redator de cartas de amor, gênero radiofônico e literário que gozava de grande influência.

Vivendo um ano nos Estados Unidos, conheceu os trabalhos das estrelas emergentes do rock e desenvolveu a técnica de verter suas canções, como Diana, de Paul Anka, ou criar novas letras para elas, como em Pink Shoe Laces (Lacinhos Cor-de-Rosa), de Neil Sedaka, esta interpretada por Celly Campello e aquela por Carlos Gonzaga. À leva inicial pertenceu Ronnie Cord, que vendeu muito disco com Rua Augusta, de letra politicamente mais que incorreta (Entrei na rua Augusta a 120 hora…).

Fred Jorge, além de versionista, compôs e até foi parceiro do novato Roberto Carlos. Mesmo no auge da maior popularidade, manteve suas raízes locais e regionais, tendo, inclusive, participado, como jurado, de festivais de música realizados em Pereiras pelos compositores e intérpretes liderados, naquela cidade, pelo intelectual sorocabano Haroldo Prestes Miramontes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: