Só serve para o lixo

GERALDO BONADIO – Quando, ao retirar do pacote a primeira fatia de pão de forma, alguém constata que ela está mofada, a coisa mais sensata a fazer é jogar tudo no lixo. Ainda que a mancha visível seja pequena, seus prolongamentos já alcançaram, àquela altura, toda a primeira fatia e, possivelmente, também as demais, tornando-as perigosas ao consumo.

A tentativa de salvar o restante do pacote revelar-se-á negativa, em termos de custo x benefício, rendendo ao incauto economizador, intoxicação, mal estar, dores, tempo perdido e gastos com consulta médica e remédios. O governo Bolsonaro é um grande pão mofado. Nele nada pode ser salvo sem que o povo brasileiro tenha de suportar grandes e dolorosas perdas. Nos hospitais públicos, um número assustador de contaminados pelo covid 19 vem sendo entubados e desentubados sem analgesia.

O dinheiro a ser gasto com anestésicos foi desperdiçado na compra, estocagem ou processamento de paquidérmicos estoques de cloroquina, produto que, como têm demonstrado sucessivas pesquisas ao redor do mundo, não contribui em nada para curar ou amenizar as dores dos contaminados, podendo, isto sim, levá-los à morte por sequelas que sobre estes se abatem durante o tratamento ou após a suposta cura.

Em nenhum momento do passado, tantos e tão valiosos ativos do patrimônio nacional foram dilapidados. Fiquemos, a título de exemplo, em dois deles, denunciados, sem contestação, pelo ex-ministro Ciro Gomes: a transferência, a preço ínfimo, da carteira de títulos do Banco do Brasil para o BTG Pactual, banco como o qual o ministro da Economia, Paulo Guedes, tem velhas e profundas ligações.

Em condições igualmente danosas aos cofres públicos e à nação, se fez ou está se fazendo a entrega a particulares, da BR Distribuidora e das redes da gasodutos da Petrobrás, segmentos lucrativos da empresa. O malévolo Ricardo Salles fez passar uma boiada de medidas destruidoras da floresta amazônica e que deixam os povos indígenas indefesos ante à sanha de grileiros, desmatadores e mineradores clandestinos.

Agrotóxicos proibidos em países civilizados foram e continuam a ser liberados, para uso nas lavouras do país. Mudanças nos planos da Defesa Nacional criam o justificado temor de que venhamos a ser arrastados a algum confronto bélico com países vizinhos, com os quais sempre mantivemos boas relações, em que jovens brasileiros servirão como bucha de canhão para gerar a guerra de que Trump necessita para tentar conquistar um novo mandato como presidente dos Estados Unidos.

Transformado em órgão de polícia política do regime, o Ministério da Justiça – na abalizada denúncia do Procurador Geral da Justiça, Augusto Aras – vem espionando e investigando milhares de brasileiros pelo crime de se oporem à fascistização do país e batalharem pela preservação da Constituição Federal e do Estado Democrático de Direito.

Quem tenta isolar porções do pão mofado do bolsonarismo se dá mal.
Empurrada para posições mais ao centro, após a franquia local da CNN ser investida em porta-voz da direita extrema, a Rede Globo ficou sem chão, na medida em que a Procuradoria Geral da República, ecoando a percepção dos cidadãos lúcidos, demonstra que nada separa os adeptos de Moro dos fanáticos bolsonaristas a não ser a impossibilidade de atendimentos das ambições colidentes de ambos os grupos.

Isso só faz destacar a importância de grupos efetivamente suprapartidários, não atados a facções, como o Prerrogativas, ponto de convergência de juristas de diferentes áreas e tendências, que, de forma destemida, denunciam os excessos e as ilegalidades observáveis na encarniçada guerra de facções em que se empenham, a dano do povo brasileiro, os fanáticos de direita de todos os matizes, inclusive aqueles que, despudorados, tentam ocultar seus desatinos sob o manto da religiosidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: