A ovelha empacada que não acompanha o rebanho merece sua paciência

FABIANA BLASECK SORRILHA – O vídeo produzido pelo @Parafernalhareal me chegou via rede social. De cunho engraçado, maneira de se comunicar desse grupo, o vídeo nos faz refletir o quanto mudamos quando estamos dentro de um carro ou em cima de uma motocicleta. Nos sentimos poderosos e poderosas, proprietários do mundo, da cidade, da rua e de tudo mais que nos cerca. E com isso esquecemos que ao carro ao lado há uma pessoa, sobre a moto, um familiar de alguém, atravessando a rua ou numa bike, uma vida! E sai da frente que tô passando!

O trânsito tem esse poder. De transformar, seja para o bem, seja para o mal. Infelizmente, na maioria das vezes, para o mal. Dentro de um veículo nos sentimos com uma armadura. não Somos fortes, poderosos e a máquina é extensão dos nossos frágeis corpos humanos. Nos mostramos para o outro, e assim fica mais fácil deixarmos a gentileza de lado.

Basta observar o nosso comportamento na porta de um elevador, gentilmente cedendo a passagem para uma pessoa, segurando a porta para ela entrar, em comparação ao trânsito. “Esse lerdo não vai entrar na minha frente!” “Espera aí, seu doido!” “Cadê a seta?” E por aí vai…

Trânsito é assim, só vai mudar se mudarmos. Não adianta esperar do outro o que você não faz, não pratica, não adota como boa conduta. A regra de bem conduzir, todo mundo conhece (ou deveria conhecer). Simples assim.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: