Olhar despótico, gestos igualmente tirânicos

Os auges são muito escorregadios…

Evandro Affonso Ferreira

Pílula do dia

Pergunta insólita

Fragmentos

FOTO/EVANDRO

Vive tentando se precaver contra as próprias contradições. Ainda não aprendeu a eliminar, no nascedouro, as próprias antinomias – quando se entrega às reflexões, feito agora, sente que suas intensas cogitações são esbatidas pelas discrepâncias, pela falta de nexo – algaravias paradoxais. Motivo pelo qual acaba de perguntar a si mesmo: E esse invisível, acocorado ali no canto, carente de apalpamentos?

Motejos

Anatomia do inimaginável

FOTO/EVANDRO

Livros de minha autoria

Foto principal

As fotos que abrem este blog pertencem ao meu futuro livro, Ruínas. Passei um ano fotografando paredes carcomidas pelos becos, veredas, ruas do centro, e de alguns bairros paulistanos.

As imagens apresentam uma concretude pobre e miserável, de ruína mesmo, que na sua própria deterioração encontra rasgos inesperados de um refinado expressionismo abstrato – força das paredes arruinadas e das tintas expressivas do tempo. (Alcir Pécora)

Capa: Marcelo Girard

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: