Rio Sorocaba torna-se cenário do filme “Benzedeiras do Brasil”, lançado em julho/21, durante o Festival da Paz de Augsburg, na Alemanha

Sandra Nascimento

Paisagens do rio Sorocaba foram usadas como cenário para o documentário “Benzedeiras do Brasil”, produzido pela Loja de Ideias Produção Audiovisual e Jornalismo em parceria com a Associação Mulheres pela Paz – Frauen für Frieden e. V. Augsburg. O vídeo foi lançado no dia 23 de julho de 2021, em Augsburg, Alemanha.

Para a idealizadora do documentário, Alexandra Magalhães Zeiner, brasileira de Fortaleza/CE e atual presidente da Associação Mulheres pela Paz, mostrar a tradição das benzedeiras na Alemanha é um motivo de orgulho: “Essas mulheres me representam.”

Na versão para o alemão, o título do filme ganhou um significado mais abrangente: “Die Benzedeiras in Brasilien – Die Hoffnung der Unterdrückten”, ou seja: “As Benzedeiras no Brasil, esperança dos oprimidos”.

Essa exibição constou no catálogo do Festival da Paz de Augsburg/2021, festividade que acontece desde 1650, entre os meses de julho e agosto, em referência ao encerramento de um período de guerras e conflitos religiosos na Europa.

Tradução: “As Benzedeiras (curandeiras) do Brasil são mulheres que herdaram o papel de confortar os oprimidos e promover a cura de muitas doenças físicas e mentais. Em seus rituais usam boas palavras e bênçãos e o magnetismo que está presente tanto na água quanto nas plantas medicinais.
(Do catálogo, p 59)

O documentário

“Benzedeiras do Brasil” é um documentário de 27 minutos, sobre a tradição de fé de mulheres que dedicam seu tempo para ajudar os que sofrem. A história é construída a partir de uma visita à Capela Nosso Senhor do Bonfim, localizada em Sorocaba. Essa capela foi escolhida por ser o seu criador, João de Camargo, uma forte referência de fé para toda uma comunidade.

Perspectiva da capela de João de Camargo. Foto: J.C. Fineis

Mais sobre as filmagens

Outros cenários são quintais e jardins; os rios Wertach, Forellenbach e Sinngold de Augsburg; o Córrego da Água Vermelha, afluente do Sorocaba. No filme, todas as paisagens são integradas para retratar uma natureza generosa, rica em elementos usados nas terapias. 

Histórias de fé, de amor e devoção são apresentadas em depoimentos, a oração ganha contornos na poesia e a trilha musical do violeiro Zeca Collares destaca os temas “Anjo Bom”, “Ausência” e “Goteira”.

Benzedeiras do Brasil” conta ainda com a participação especial do ator Paulo Betti, que também é filho de uma benzedeira.

O Córrego da Água Vermelha passando pelo quintal de Nhô João também é parte do cenário.

Ficha Técnica

Idealização: Alexandra Magalhães Zeiner

Direção e Roteiro: Sandra Nascimento

Artes e Edição: José Otávio Finessi

Imagens: Alexandra Magalhães Zeiner, Débora Priscilla de Oliveira, Eduardo Henrique (Jundiaí-SP), José Otávio Finessi, Juca Mencacci, TV Cultura – Repórter Eco (incêndio na Amazônia)

Fotos: Acervos familiares, Débora Priscilla de Oliveira, José Carlos Finessi, José Otávio Finessi, Waldemar de Andrade e Silva

Tradução para o alemão: Alexandra Magalhães Zeiner e Brigitte Lorenz

Trilha Musical: Zeca Collares. Discografia: www.zecacollares.com. Composições: Anjo Bom, Ausência, Goteira   

Narração de abertura: Sandra Nascimento

Celebrante: Dilmar Nitheroy

Clipe de músicas “Sons dos Continentes”: Coleções de Sons do Facebook, Creative Commons/Youtube. Mashup: José Carlos Finessi. Pela ordem: Remember – Jayme Stone (participação de Greg Tanner Harris), Rag Sarang – Jim Santi Owen (participação de Arjun Verma), African Skies – Brent Bourgeois, Five Elements – Chinese Performing Arts of North America (produção de Mike Block), Canto Sagrado da Mãe Terra – Tribo Fulni-ô (Aldeia Multiétnica, São Jorge, GO)

Clipe visual “Prece à Mãe das Florestas”: tela de Waldemar de Andrade e Silva, poema de Alexandra Magalhães Zeiner, interpretação de Débora Priscilla de Oliveira

Gravado emAlemanha, Augsburgo: Forellenbach, Sinngold, Wertach. Brasil: Jundiaí (Quintal da dona Angelina); Sorocaba (Capela Senhor do Bonfim João de Camargo, Córrego da Água Vermelha, Quintal do Nhô João, Rio Sorocaba); Pindoretama (Caponguinha) – CE: Jardim da dona Margarida; Votorantim (Cachoeira da Chave, Rio Sorocaba).

Referências – Carlos Carvalho Cavalheiro: João de Camargo, o homem da Água Vermelha (A.R. Publisher Editora, 2020); Débora Priscila de Oliveira: O Encontro com a História de Vida de uma Mulher Benzedeira (Ufscar, 2018: https://bit.ly/3xFWLCm); Francisco Cordeiro Campos Primo e Ary de Oliveira Lima: Sorocaba e seus monumentos – Projetos Culturais (Exata Comunicações, 1994); Laurentinho Gomes – História do Brasil: 1808 (Globolivros, 2014); 1822 (Nova Fronteira, 2010); Spix e Martius: Viagem pelo Brasil (1817 – 1820) – Volume I (Edições Melhoramentos, 1938); Várias autoras: A Literatura das mulheres da floresta (Scortecci, 2013).

Realização: Associação Mulheres pela Paz – Frauen für Frieden e. V. Augsburg; Loja de Ideias Produção Audiovisual e Jornalismo Ltda/ SP.                                        

Agradecimentos: Ana Cristina Cação de Almeida, Ana Maria Mesquita, Arbeiter-Samariter-Bund – Regionalverband Augsburg e V. Arbeitsgemeinschat Augsburger Frauen AAF, Christiane Lembert-Dobler, Dilmar Nitheroy, Diretores da Capela Nosso Senhor do Bonfim João de Camargo na pessoa de seu presidente João Antunes, Dona Margarida, benzedeira da Caponguinha, Pindoretama, CE, Família Henrique, Friedensbüro der Stadt Augsburg, Ingrid Miranda, Instituto Histórico Geográfico e Genealógico de Sorocaba, José Carlos Finessi, Mehr Generationen Treffpunkt Augsburg, Paulo Betti, Raum 2021, Sandra Fröhlig, Vânia Camargos, Waldemar de Andrade e Silva, Zeca Collares.E a todas as pessoas que ajudaram na realização do documentário.

Foto principal (Ninho): Juca Mencacci

Veja no YouTube

Benzedeiras do Brasil com legendas em alemão


Benzedeiras do Brasil, em português, para escolas e comunidades locais:   


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: