O barreado azedou

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes que me Esqueça) - Pode-se afirmar que Moro foi um algoz sem entranhas na perseguição ao líder operário. Moro passou anos negando qualquer regalia ao seu preso, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

Goodbye, fellows

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes que me Esqueça) - Entre celebrações e lamento, o império britânico deixou de existir. A famosa bandeira continuará a ser iluminada onde existir a luz do Sol, mas a União Européia perdeu 60 milhões de habitantes. Se pudesse ter escolhido eu teria nascido em alguma aldeia da Ilha, mas de modo especial estou ligado à velha Albion.

Quem tem a força?

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes Que Me Esqueça) - Tivemos, ao anoitecer do penúltimo dia deste janeiro surpreendente de tragédias urbanas, verdadeiras demonstrações dos elementos em fúria, como se a natureza quisesse que os apedeutas palacianos de Brasília entendam quem tem a força! Durante algumas horas a chuva e os ventos que tanto têm castigado o Rio, Belo Horizonte, Espírito Santo e tantas outras.., (Continue lendo)

Sorocaba chegou lá

RUBENS NOGUEIRA (Antes que me esqueça) - Lisboa vai ter um mês pra se divertir com o belo espetáculo que Paulo Betti escreveu sobre sua própria existência.

Paulo Henrique Amorim

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes que me Esqueça) -- Meu registro no antigo INSS tem o número 468. Perdi a carteira de trabalho na Delegacia de Sorocaba. Nos muitos anos depois, minha coleção é de umas oito, sei lá. De uma anotação na loja de ferragens na Praça Tiradentes, passando pela Confederação Evangélica na rua Buenos Aires, Edifício da Bíblia, General Eletric, agências de publicidade e relações-públicas, Artes Gráficas Gomes de Souza, Standard Propaganda, e, desde 1976, Itaipu Binacional. Todo esse introito para explicar onde entra Paulo Henrique.

Onde o céu azul é mais azul

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes Que Me Esqueça) - A Bahia, onde o Brasil nasceu como civilização cristã, é um tesouro ainda a ser descoberto. Fui lá. Ou voltei. Como dizem de Portugal – “não vamos a Portugal, voltamos para lá”. Por que a Bahia vive em nós. O próprio D. João VI quase instala o Reino na terra de Gilberto Gil.

Milton Nogueira, radialista

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes que Me Esqueça) - Éramos seis. Três homens. Três mulheres. Ele era o segundo filho. A vocação, ele descobriu na adolescência. Tinha a ferramenta básica – Voz, Voice, Voix, Vocce. Era, entretanto, muito indisciplinado. Boêmio incorrigível. Viveu bem, morreu mal, o meu irmão Milton. Amigos, companheiros de trabalho, minhas irmãs, Hilda, Neide, Eunice e meu irmão Edward cuidaram dele até o fim. Sorocaba chorou sua morte sofrida.

Memórias de um carioca de coração

RUBENS NOGUEIRA (Antes que Eu me Esqueça) - Aconteceu há muito tempo uma parte da história que vou contar. O rapaz vivia encantado com tudo ao seu redor: a terra, o mar, o ar. Sentado na mureta de pedra da praia do Flamengo, olhava o horizonte: Nictheroy, a praia de Icaraí, os morros, as montanhas. Aspirava o ar puro, marinho, salgado e fresco. Baixava os olhos e via sob seus pés as pedras cobertas de verde limo e cravejadas de mexilhões. Ficava horas por ali.

Acima ↑