Um tal de D’Abreu Medeiros

GERALDO BONADIO - A rua D’Abreu Medeiros, de pouca expressão em nosso sistema viário, começa na avenida São Paulo e tem dois quarteirões. O primeiro se estende até à rua João Ferreira da Silva; o segundo se prolonga dali até um estreito pontilhão sob as linhas da velha Estrada de Ferro Sorocabana que, em sua... Continuar Lendo →

Aplausos só para quem mata

GERALDO BONADIO - Guararema, um dos municípios mais tranquilos e menos povoados da Grande São Paulo, foi escolhido, há poucos dias, como alvo de uma quadrilha especializada em assaltos a agências bancárias. Apoiados num meticuloso trabalho de planejamento, o grupo, como de hábito, mobilizou uma equipe fortemente armada e desfechou o golpe. Desta vez, porém,... Continuar Lendo →

Herdeiros de Guerrero

GERALDO BONADIO - No início do século XX, os Estados Unidos, atentos à sua condição de país cujas fronteiras, a leste e oeste, são os oceanos Pacífico e Atlântico, estavam determinados a rasgar um canal para interligá-los. Isso lhes permitiria duplicar, na prática, seu poderio militar naval e alavancar os interesses econômicos de suas empresas.... Continuar Lendo →

O dia em que eu vi o Jango

GERALDO BONADIO - Há sessenta anos o Brasil se preparava para realizar, em outubro, na maioria dos seus 21 Estados, eleições para governador, vice (votado separadamente), um senador e deputados federal e estadual. São Paulo era governado por Jânio Quadros que, com uma coligação de centro direita, tentava eleger, como sucessor, seu Secretário da Fazenda,... Continuar Lendo →

A terra dos castos

GERALDO BONADIO - As lideranças brasileiras – civis, religiosas, administrativas – reagem de forma irada a qualquer iniciativa das autoridades da saúde pública ou da educação que, partindo da constatação que a população brasileira tem corpo, intentam, de alguma forma, fornecer aos adolescentes algum tipo de informação fundamentada sobre as funções sexuais. Não há nada... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑