O hot chicken de Johnny ‘bad guy’ Cash, o Vietnã e a boa mesa de Nashville, a capital da country music

MARCO MERGUIZZO - Indicado pelo jornalista e contista de quatro costados José Carlos Fineis, autor do imprescindível blog Conversa de Armazém, neste Coletivo, assisti dia desses ao documentário Nixon and the Man in Black, em exibição na Netflix, e me encantei com a trajetória contundente, errática e de posições polêmicas, porém, extremamente apaixonante, do cantor... Continuar Lendo →

Jazz e vinho: uma dupla super afinada que dá samba

MARCO MERGUIZZO - Confesso. Tenho algumas grandes paixões na vida que fazem meu coração bater mais forte: a literatura, o cinema, o jazz e o vinho - não necessariamente nessa ordem. Cada uma delas é capaz de tocar fundo a minha alma, aflorar minha sensibilidade, tirando-me, mesmo que por alguns poucos instantes, das batalhas cotidianas... Continuar Lendo →

Carnívoros, bois e outras bovinices

MARCO MERGUIZZO - Em tempos de satanização nutricional, modismos culinários e bovinices gastronômicas, que de tempos em tempos vilanizam e em seguida absolvem este ou aquele alimento, crucificar os adeptos desta ou daquela corrente alimentar virou carne de vaca, com o perdão do trocadilho. Alvo preferencial, a proteína animal - sobretudo a de origem bovina... Continuar Lendo →

Minha padoca, meu amor

MARCO MERGUIZZO - Você entra e, pronto, vira criança de novo. Na padaria não tem regime, não tem dieta, não tem modinha gastronômica que sobreviva. Padaria é lugar para mandar pro espaço o exame cardiológico e devorar sem medo a salsicha afogada no molho de tomate. Ou a descomunal e acintosa coxa de frango empanada,... Continuar Lendo →

No bar com Nat King Cole

MARCO MERGUIZZO – Cara a cara com um legítimo Daiquiri preparado nos bares de Havana dos anos 1940 e 50, o cantor de jazz norte-americano Nat King Cole (1919-1965) que, neste sábado, dia 23/3, caso estivesse vivo, completaria o seu centésimo aniversário, sucumbia inexoravelmente diante deste clássico da coquetelaria mundial. Em especial, em dois endereços... Continuar Lendo →

Sorvetes flamejantes

MARCO MERGUIZZO - Embora saboreado só pela elite carioca nos seus primórdios, o sorvete, hoje bastante popular, sobretudo nesta época do ano, desafiou o status quo masculino, influenciando o comportamento das mulheres no final do século 19, numa prévia do movimento feminista. Foram os bons e tépidos ventos da primavera de 1834 na Cidade Maravilhosa,... Continuar Lendo →

Licença para beber

MARCO MERGUIZZO - Criado no final do século 19, o vermute Lillet integra a fórmula do Vesper, o coquetel que tem a assinatura do agente 007, personagem do escritor Ian Fleming celebrizado nas telonas por Sean Connery, o mais espetacular dos espiões do cinema Para quem é fã de drinques, o cinema sempre foi uma... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑