Para brindar os 75 anos de Chico, as canções que lembram seu precioso legado artístico, o ativismo e, claro, a boa mesa

MARCO MERGUIZZO - “Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome”. Embora a frase, antológica, seja do genial Caetano Veloso, ela expressa em boa medida a trajetória grandiosa de um outro gigante da MPB e da cultura nacional: a de Chico Buarque de Holanda, uma figura superlativa nos cenários musical, cultural e político brasileiros... Continuar Lendo →

Ao lado da lareira, sob o edredom e um bom vinho, a fondue é pedida certa para estes dias gelados de outono com cara de inverno

MARCO MERGUIZZO - Sempre precisos, o Climatempo e o Sorocaba Plural, veículo comandado pelo incansável casal de multieditores Sandra Nascimento, do Rio Sorocaba Conta Histórias, e José Carlos Fineis, contista titular do Conversa de Armazém, além de timoneiro deste Coletivo e boulanger dos bons, já anteciparam: com previsão de os termômetros baterem nos 10ºC, o... Continuar Lendo →

Patrimônios da mesa caipira, tentações de milho, como a pamonha e o curau, reinam à mesa nos festejos juninos

MARCO MERGUIZZO - "Pamonhas, pamonhas, pamonhas... Pamonhas caseiras, pamonhas fresquinhas! Pamonhas de Piracicaba! É o puro creme do milho verde!" Vendidas no passado em velhas Kombis equipadas com potentes alto-falantes que perambulavam por Sorocaba e região, quem não se recorda com boa dose de nostalgia desse bordão que anunciava o quitute à base de milho,... Continuar Lendo →

O hot chicken de Johnny ‘bad guy’ Cash, o Vietnã e a boa mesa de Nashville, a capital da country music

MARCO MERGUIZZO - Indicado pelo jornalista e contista de quatro costados José Carlos Fineis, autor do imprescindível blog Conversa de Armazém, neste Coletivo, assisti dia desses ao documentário Nixon and the Man in Black, em exibição na Netflix, e me encantei com a trajetória contundente, errática e de posições polêmicas, porém, extremamente apaixonante, do cantor... Continuar Lendo →

Raspadinha, pudim, paçoca, laranja… A culinária inspira e alimenta apelidos e ressignificações Brasil afora

MARCO MERGUIZZO (do Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Laranja. Costelinha. Amendoim. Moqueca. Paçoca. Pudim. Goiaba. Pastel. Picolé de chuchu. Mortadela. Pão com ovo. Tomate. Groselha. Cebola. Mexerica. No Brasil, o laranjal, ops, ou melhor, o manancial de citações e referências aos alimentos e à boa mesa é enorme e inesgotável. E isso não é de hoje. Para continuar lendo, clique no título do post.

Laranja, raspadinha, paçoca, pastel… A culinária e o anedotário popular inspiram e alimentam apelidos Brasil afora

MARCO MERGUIZZO - Laranja. Raspadinha. Goiaba. Pastel. Costelinha. Amendoim. Paçoca. Pudim. Mortadela. Pão com ovo. Tomate. Groselha. Cebola. Mexerica. Picolé de chuchu. No Brasil, o laranjal, ops, ou melhor, o manancial de citações e referências aos alimentos e à boa mesa é enorme e inesgotável. E isso não é de hoje. De forma recorrente, o... Continuar Lendo →

Carnívoros, bois e outras bovinices

MARCO MERGUIZZO - Em tempos de satanização nutricional, modismos culinários e bovinices gastronômicas, que de tempos em tempos vilanizam e em seguida absolvem este ou aquele alimento, crucificar os adeptos desta ou daquela corrente alimentar virou carne de vaca, com o perdão do trocadilho. Alvo preferencial, a proteína animal - sobretudo a de origem bovina... Continuar Lendo →

Minha padoca, meu amor

MARCO MERGUIZZO - Você entra e, pronto, vira criança de novo. Na padaria não tem regime, não tem dieta, não tem modinha gastronômica que sobreviva. Padaria é lugar para mandar pro espaço o exame cardiológico e devorar sem medo a salsicha afogada no molho de tomate. Ou a descomunal e acintosa coxa de frango empanada,... Continuar Lendo →

No bar com Nat King Cole

MARCO MERGUIZZO – Cara a cara com um legítimo Daiquiri preparado nos bares de Havana dos anos 1940 e 50, o cantor de jazz norte-americano Nat King Cole (1919-1965) que, neste sábado, dia 23/3, caso estivesse vivo, completaria o seu centésimo aniversário, sucumbia inexoravelmente diante deste clássico da coquetelaria mundial. Em especial, em dois endereços... Continuar Lendo →

Sorvetes flamejantes

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Embora saboreado só pela elite carioca nos seus primórdios, o sorvete, hoje bastante popular, sobretudo nesta época do ano, desafiou o status quo masculino, influenciando o comportamento das mulheres no final do século 19, numa prévia do movimento feminista.

Licença para beber

MARCO MERGUIZZO (Do Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Criado no final do século 19, o vermute Lillet integra a fórmula do Vesper, o coquetel que tem a assinatura do agente 007, personagem do escritor Ian Fleming celebrizado nas telonas por Sean Connery, o mais espetacular dos espiões do cinema. Para continuar lendo, clique no título do post.

Acima ↑