Bonis nocet, qui malis parcit

LUIZ MARINS - “Quem poupa os maus, ofende os bons”. Originalmente do latim “bonis nocet, qui malis parcit”, este ditado é repetido em vários países: “Who pardons the bad, injuries the good”, na Inglaterra;  “Chi perdona ai cattivi, nuoce ai buoni” na Itália; “Qui épagne le vice, fait tort à la vertu” na França; “Ofensa... Continuar Lendo →

Deixe comigo…

LUIZ MARINS - Se alguém lhe disser: "- Deixe comigo!", invente a mais absurda desculpa, mas não deixe com ele. Fico literalmente apavorado quando uma coisa precisa ser feita com urgência e alguém diz: - Deixe comigo!  É a maior garantia de que nada será feito! Todo mundo já passou pela experiência de ter confiado... Continuar Lendo →

Braço curto e corpo mole

LUIZ MARINS - Em toda empresa haverá pessoas de “braço curto” e que fazem “corpo mole” quando se trata de fazer aquilo que se espera delas. “Braço curto” é aquela pessoa que não ajuda. “- Seu braço não alcança as demais para ajudar”, como me disse um colaborador. Já pessoas que fazem “corpo mole” são... Continuar Lendo →

A arte de sair de cena com classe

LUIZ MARINS - Embora poucos gostem de falar nisso, nós não somos imortais. Da mesma forma, nosso tempo como líderes é limitado. Uma saída de cena com classe – enquanto estivermos no topo – é preferível a uma rápida derrocada montanha abaixo. Por outro lado, alguns líderes empresariais têm o bom senso de partir com... Continuar Lendo →

Não brigue com o tema

LUIZ MARINS - Foi formada uma comissão para decidir quais os passos que deveriam ser dados para transferir uma instituição federal do Rio de Janeiro para Brasília. A decisão da transferência já havia sido tomada pelo governo e estávamos sendo solicitados a dizer o “como fazer”. Na primeira reunião da comissão, um membro disse: -... Continuar Lendo →

Abaixo o “eu consigo”

LUIZ MARINS - Chamo o bombeiro-encanador. Tem até site na Internet. Chega em minha casa e mostro a ele o vazamento e pergunto: o sr. sabe consertar? Ele responde “acho que consigo”.  Contrato um pintor que se dizia especializado em pintura texturizada.  Pergunto se ele realmente sabe fazer pintura texturizada. Ele responde, “eu consigo”. Contratei... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑