A história de uma canção

JOSÉ CARLOS FINEIS (Blog Conversa de Armazém) - O 27 de agosto de 1980 ficou inscrito como um dos dias mais tristes e indignos da história brasileira. Foi o dia do atentado covarde e assassino à sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Rio de Janeiro. Acorde por acorde, verso por verso, a canção foi escrita inteira, assim como é hoje, numa única pegada, sem titubeios, como se já existisse em forma e conteúdo em algum lugar do meu cérebro.

Distopias, o lado cético das pandemias

FREDERICO MORIARTY - Thomas Morus publicou o livro "A Utopia" em 1516, sua última obra. O antigo conselheiro de Henrique VIII caiu em desgraça após a defesa do casamento do rei inglês e contra a anulação. Henrique VIII, como todo bom monarca, mandou matar o filósofo, conseguiu a anulação do primeiro casamento e de quebra... Continuar Lendo →

Como Temer e Bolsonaro estão tirando o arroz da mesa do pobre

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - O governo e a grande mídia têm feito o quanto podem para impedir que as pessoas entendam por que isso está ocorrendo. Não poderia ser de outra forma. Ambos são culpados por esse iminente desastre alimentar. O governo atua de forma incompetente e insensível; a grande mídia se acumplicia com tal realidade através do silêncio.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 56 (Especial) – “Pois é, presidente, por quê?”

FORA DA MARGEM - A reação (para variar) destemperada do presidente desencadeou um turbilhão de reações nas redes sociais. Famosos de todos os setores reproduziram no Twitter a pergunta que se tornou um questionamento nacional, de dimensões covidianas. E os humoristas, famosos ou anônimos -- cuja perspicácia costuma conduzir governantes ao cadafalso -- literalmente deitaram e rolaram com o tema.

Aos olhos perplexos do mundo um Verde Brasil vai se tornando cinza

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba conta Histórias) - No Brasil, diferente do lendário bem-te-vi que vendo o incêndio na floresta tentou, confiante, apagar o fogo levando água no bico, o cidadão comum se sente um tanto impotente diante das tomadas de decisões do governo federal, que, conivente com os incêndios, investe nas ações comprometidas com os setores mais atrasados do agronegócio.

Kathrine Switzer: correndo contra o machismo

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - Filha de um major norte-americano alocado em Amberg, na Alemanha ocupada, Kathrine Switzer veio para os Estados Unidos aos 2 anos de idade por conta da divisão política do país em duas Alemanhas ( 1949). Boa aluna e excelente escritora, Kathrine decidiu fazer o curso de Comunicações. Suas notas a levaram até a Syracuse University, em Nova York...

Ele sabe o que diz

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes que eu me Esqueça) - O nosso país já viu passar pelo cargo vários homens públicos, entre eles alguns baianos tão notáveis como foram Ruy Barboza e Octavio Mangabeira, que fazem parte da história política brasileira. Gilberto Gil, profissão cantor e compositor de música popular, ficou bem na foto com seus antecessores. Digo mais: tudo somado, ele fez mais do que seus antecessores aqui citados.?

Os povos indígenas do Brasil seguem resistindo contra madeireiros, garimpeiros, fazendeiros e a covid-19, enquanto aguardam ajuda da pátria mãe gentil

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Os índios brasileiros enfrentam atualmente, além de todos os retrocessos da política ambiental que está sendo imposta ao país e ao mundo, as consequências da covid-19, doença que nos últimos quatro meses dizimou centenas de nativos. Em 27 de julho, estavam confirmados 18.854 casos e 581 mortes. Em 30 de julho, já eram 20.809 casos e 599 mortes.

Precisamos falar sobre racismo, ainda: algumas perspectivas filosóficas

MARCELLO FONTES (Blog Em toda e em nenhuma parte) - Chega a ser constrangedor para a humanidade que em pleno século XXI ainda tenhamos que estar discutindo sobre algo que se esperava estar há muito superado [...] Aprendemos a desenvolver vacinas diversas, a voar, a construir arranha céus, a nos comunicarmos à distância, dentre muitas outras coisas incríveis, contudo, muitos ainda não aprenderam a deixar de fazer acepção de pessoas em função de um detalhe acidental: a cor da pele do outro.

Racismo e contexto

LÚCIA HELENA DE CAMARGO (Blog Todas as Telas) - O clássico filme “…E o Vento Levou”, de 1939, foi recentemente retirado da plataforma de streaming pela HBO, por ter sido alvo de polêmica nos Estados Unidos, depois da morte de George Floyd, que fez aflorar discussões sobre racismo no mundo todo. Queria fazer um convite para que pensemos juntos se essa é uma ação louvável ou mesmo necessária. Entendo o valor de certas revisões históricas, em casos extremos. Afinal, não convém permitir que membros de grupos de supremacia branca saiam por aí empunhando bandeiras nazistas. Seria por demais desrespeitoso a todos aqueles que sofreram em consequência dessas ideias execráveis, além de pernicioso para toda a sociedade, pela própria disseminação do ódio embutido nas ideias.

Dia Mundial do Meio Ambiente impõe reflexões sobre nossa relação com o planeta

SANDRA NASCIMENTO (do blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Devido à pandemia de Covid-19, neste ano de 2020, a semana que antecedeu o Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho, aconteceu sem muitos motivos para comemorações. O gráfico acima mostra que a curva do novo coronavírus no Brasil vem crescendo desde o primeiro caso divulgado, enquanto outros países se mantêm estabilizados. A ilustração foi desenvolvida pelos alunos da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto a partir de pesquisas. Os estudos concluíram que o país é o único no mundo a manter o crescimento do número de casos e mortes depois de 50 dias de pandemia.

Algo mais poderoso que a morte fermenta no silêncio e na tristeza

JOSÉ CARLOS FINEIS (Blog Conversa de Armazém ) - O ex-metalúrgico e sindicalista que se fez também professor de História era dessas pessoas inquietas, que você jamais encontraria enfiado em pijamas, olhando para um álbum de fotografias. Seu viver era um eterno criar e dar forma para coisas boas que não existiam até então, e que ele pôs para funcionar. Sorocaba e a região devem muito a ele.

‘Ainda bem’ que tem ‘tubaína’

LUCY ROCHA - Saúde, educação, saneamento básico, água potável, comida e moradia para todos. Na pauta da distorcida direita brasileira nada disso tem lugar por um motivo muito simples: essas pessoas não têm nenhum desses problemas. Para elas, essas questões são igual caviar: nunca vi, nem comi, eu só ouço falar.

Tigres, poligamia, intrigas. E lantejoulas.

LÚCIA HELENA DE CAMARGO (Blog Todas as Telas) - Comecei a ver “A Máfia dos Tigres”, na Netflix, pelo interesse nos felinos. Como muita gente, sou absolutamente fascinada pela graça, beleza, pragmatismo e modo de viver dos gatos grandes e pequenos. A cena mais bela que já vi na vida foi protagonizada por uma família de leões, em um...

Em casa, refletindo sobre a desigualdade

LÚCIA HELENA DE CAMARGO (Blog Todas as Telas) - A pandemia de coronavírus levou um coletivo sem fins lucrativos (como este Terceira Margem) de Copenhagen, na Dinamarca, criar o festival “Locked In Film Festival (A Film Festival In Quarantine)”, de curtas sobre diversas formas de morar, para celebrar o confinamento ao qual todos estamos submetidos. Em nome do...

Negação dos fatos, má fé e risco civilizatório

MARCELLO FONTES (Blog em toda e em nenhuma parte) - No campo da ciência ou das evidências claras e concretas, brigar contra fatos não é uma atitude razoável ou inteligente. Aquele indivíduo que, diante de fatos evidentes, inequívocos e empiricamente comprovados de diversos modos insiste em afirmar o oposto ou age de má fé ou tem dificuldades cognitivas sérias decorrentes de alguma patologia. Falaremos da má fé que faz com que se afirme algo nitidamente irreal. Temos visto com muita frequência situações nas quais, mesmo diante das mais fortes e demonstráveis evidências, pessoas insistem em afirmar o contrário do que a ciência, a razoabilidade e o bom senso demonstram. Isso não é uma novidade, mas tem se acentuado nos últimos anos por meio da livre circulação de ideias no universo virtual. Mas, como o momento atual bem demonstra, cada vez mais a propagação de tais negações dos fatos constituem uma séria ameaça para a civilização em termos políticos, econômicos, ecológicos e sanitários.

A festa do Tri e o beijo de língua

PEDRO CADINA (Blog Safra Vermelha) - Até chegar em sua primeira namorada, um garoto se depara com muitas novidades: as ruas perigosas da cidade, fascinantes aulas de matemática, a poesia de Fernando Pessoa, a final da Copa de 1970, as ações da Ditadura e dos guerrilheiros.

A ignorância como fermento para a banalidade do mal

MARCELLO FONTES (Blog Em toda e em nenhuma parte) - O mal não estaria ligado à liberdade, mas à não liberdade. Aquele que perpetra o mal não é um “monstro” ou um ser necessariamente perverso ou cheio de motivações aterrorizantes, mas acima de tudo um Homem comum. Uma assustadora normalidade cerca o mal, que para Arendt evidencia-se principalmente no aspecto político e histórico, sem que se tenha qualquer evidência de que foi cometido por crueldade absoluta, mas principalmente por omissão e ignorância. O perpetrador do mal, para Arendt, nada tem a ver com o vilão tradicional ao qual muitas vezes nos acostumamos.

Vamos adiar o fim do mundo?

LÚCIA HELENA DE CAMARGO (Blog Todas as Telas) - Aquecimento global, novo corona vírus, governo ensandecido e injusto... tem dias em que nem parece tão ruim a ideia da completa extinção dos humanos na Terra. Mas em outros, quando a vida parece melhorar, a gente percebe que ainda é possível rir, tomar chuva (eu gosto),... Continuar Lendo →

Goodbye, fellows

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes que me Esqueça) - Entre celebrações e lamento, o império britânico deixou de existir. A famosa bandeira continuará a ser iluminada onde existir a luz do Sol, mas a União Européia perdeu 60 milhões de habitantes. Se pudesse ter escolhido eu teria nascido em alguma aldeia da Ilha, mas de modo especial estou ligado à velha Albion.

Tolerância x Intolerância = Intolerância

MARCELLO FONTES (Blog Em toda e em nenhuma parte)
- O intolerante, se for tolerado, causará em algum momento a destruição dos tolerantes e da própria sociedade que assim se posiciona. Isso porque o intolerante aproveitaria a tolerância a ele concedida para difundir e praticar suas ideias intolerantes, que incluem, como vimos, a eliminação de todo aquele que não for semelhante a ele. Seria uma tolice da parte dos tolerantes estenderem essa tolerância aos intolerantes. E essa tolice custaria muito caro.

Democracia, multiculturalismo e reconhecimento

MARCELLO FONTES (Blogueiro Convidado) - Cada indivíduo ou grupo deve ter sua identidade reconhecida, pois como dizia o filósofo canadense Charles Taylor “o reconhecimento errôneo não se limita a faltar ao devido respeito, podendo ainda infligir uma terrível ferida, aprisionando suas vítimas num paralisado ódio por si mesmas. O devido reconhecimento não é uma mera cortesia que devemos conceder às pessoas. É uma necessidade humana vital”.

Nem todo mundo faz parte do esquema

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - Paxton Winters, o diretor de “Pacificado” (Brasil, Estados Unidos, 2019), morou durante oito anos na favela Morro dos Prazeres, no Rio de Janeiro, antes de fazer o filme. Americano naturalizado brasileiro, ele imprimiu na história uma visão pessimista – ou talvez realista – do atual estado de coisas no País.... Continuar Lendo →

A Rede Vespa: ferroadas para refletir

LÚCIA HELENA DE CAMARGO (Blog Todas as Telas) - Baseado em acontecimentos reais, Wasp Network, além de ser uma boa história, pode convidar à reflexão. Até que ponto alguns estão dispostos a ir para defender uma ideologia?

Mostra de cinema: a cultura resiste

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - Vai começar a 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O blog Todas as Telas esteve na coletiva de imprensa de lançamento do evento, no último sábado, e já estamos selecionando os filmes mais interessantes para assistir e comentar aqui neste espaço.   O festival começa no dia 17... Continuar Lendo →

Fora da Margem, ano 1, ed. 5

FORA DA MARGEM (Blog do Coletivo) - Uma coleção sempre renovada de memes, vídeos, montagens, prints, frases e outros conteúdos que circulam nas redes sociais e WhatsApp, fazendo-nos rir e refletir sobre o País e o mundo em que vivemos. Publicações aos domingos e quartas-feiras. Atualizações a qualquer momento.

Bacurau: filme-porrada

LÚCIA HELENA DE CAMARGO (Blog Todas as Telas) - “Bacurau” é o filme-porrada do ano. Ganhador do prêmio do júri no Festival de Cinema de Cannes de 2019, poderia ser um daqueles longas intelectuais e rebuscados. Mas não é. Os críticos gostaram, sim, mas o público tem gostado também. E vale o ingresso. Brasileiro, fala de causas e problemas que acometem gente da região Nordeste, como a sempre presente seca. Só que vai além. É um longa-metragem para o público adulto, seja brasileiro, francês, japonês. A história é universal.

Instabilidade ambiental põe em risco gerações futuras

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - As queimadas na Amazônia trouxeram à tona antigas discussões sobre o meio ambiente. Em 2003, quando nossa equipe de vídeo trabalhava na produção do documentário “Sorocaba, o rio de nossas vidas” (Loja de Ideias, 2005, 34 minutos), Paulo Celso da Silva, professor de Geografia Humana e historiador, já explicava em entrevista que o critério ambiental dos dias atuais deve ser diferente do momento em que valorizar a industrialização e a urbanização eram mais importantes do que conservar a natureza.

Zé Muleque, o leva e traz (conto). Parte 1: Todos (até dona Rosa) contra Zé

JOSÉ CARLOS FINEIS (Blog Conversa de Armazém) - Zé Muleque devia ter desconfiado de que havia alguma coisa errada quando foi convidado – ele, que entrava sem bater – para a sala do prefeito naquela manhã de sol. Desde que pisara na Prefeitura, sentira um excesso de mesuras no ar, incomum para um aspone que, embora sem cargo no papel, era considerado “gente da casa”.

No céu do Brasil, a enorme nuvem de fumaça proveniente da Floresta Amazônica retrata o fogo, a dor e a insensatez

SANDRA NASCIMENTO (Rio Sorocaba Conta Histórias) - Como milhares de brasileiros puderam testemunhar com seus próprios olhos, na segunda-feira, 19 de agosto, uma cortina de fumaça cobriu várias cidades do Estado de São Paulo, incluindo a capital, assim como áreas dos estados do Mato Grosso e Paraná. A enorme nuvem pôde ser vista do espaço e foi registrada pela Nasa por imagens de satélite. Por trás da extensa mancha, constatava-se a dramática realidade de se ter grande parte de uma floresta em chamas. Nada mais, nada menos do que significativos trechos da Floresta Amazônica.

Larissa e Joana (conto). Parte 2 (final): O amor verdadeiro

JOSÉ CARLOS FINEIS (Conversa de Armazém) - Nos dias seguintes ao primeiro encontro (creio que foi numa quarta ou quinta-feira), Larissa e Joana pensaram muito no trato que haviam feito. A bem da verdade, refletiram sobre o assunto de maneira quase obsessiva, talvez porque as intrigasse uma ideia que ocorreu a ambas – a de que pudessem ter sido levadas por algum motivo desconhecido por elas mesmas, alguma intenção não consciente que não fosse apenas a de reunir-se para conversar.

Larissa e Joana (conto). Parte 2 (final): O amor verdadeiro vai encontrar você

JOSÉ CARLOS FINEIS (Conversa de Armazém) - Nos dias seguintes ao primeiro encontro (creio que foi numa quarta ou quinta-feira), Larissa e Joana pensaram muito no trato que haviam feito. A bem da verdade, refletiram sobre o assunto de maneira quase obsessiva, talvez porque as intrigasse uma ideia que ocorreu a ambas – a de que pudessem ter sido levadas por algum motivo desconhecido por elas mesmas, alguma intenção não consciente que não fosse apenas a de reunir-se para conversar.

Lembra-se de Homero Homem?

RUBENS NOGUEIRA - Um menino de asas, um cabra das rocas, um nordestino arretado, um jornalista atuante, um escritor popular, um poeta maravilhoso, um ser generoso, um homem de esquerda, um pai afetuoso, um marido apaixonado, um homem brilhante – Homero Homem de Siqueira Cavalcanti. As reportagens semanais que ele assinava cobriam uma página inteira... Continuar Lendo →

Meu amigo arcebispo

JOÃO MAURÍCIO ROSA (BLOGUEIRO CONVIDADO) - Nunca fui de me gabar, mas desta vez não vou deixar passar batido. Eu tinha em meu rol de amigos um que era arcebispo de Porto Velho (RO). A notícia da morte no dia 17/06 de Dom Moacyr Grechi me deixou triste e frustrado, pois nesta quinta-feira, dia 27,... Continuar Lendo →

Cultura Brasileira

RUBENS NOGUEIRA - O Jornal do Brasil dedicou uma página inteira ao livro “Cultura Brasileira hoje: diálogos”, mostrando, graças a Deus, que o mais que centenário veículo de comunicação – impresso e digital – está aí para incentivar os valores eternos da Educação e da Cultura. A autora do livro enriquece a reportagem com o... Continuar Lendo →

Roberto Marinho, mecenas brasileiro

RUBENS NOGUEIRA - Há tempos eu não sentia o fenômeno mental que um filósofo moderno resumiu na frase: “Nós somos o que lembramos.” Aconteceu quando li que a casa em que morou por muitos anos o doutor Roberto Marinho foi transformada em Centro Cultural – muito apropriadamente batizada como “Morada da Arte”. A casa fica... Continuar Lendo →

Acima ↑