Justiça para todos ou Sentimento de Vendetta? – Parte II: Essa Juventude é assim mesmo!

Everson Pires (Blog Café Envenenado) - Quem nunca foi em uma Festa de cidade do interior, seja do Peão, da Uva, do Bordado, Festa do Doce ,e , de repente, começa uma briga generalizada que ninguém sabe de onde veio e pra onde vai? Aliás, sabemos que, os "playboys" e "paladinos do bem, da moral e dos bons costumes", saem por cima. Já a "cambada", os "favela", a "corja", que nem sempre são detentores desses adjetivos, vão é se dar mal!

O fim está próximo…Soylent Green e o ano de 2022

FREDERICO MORIARTY - Harry Harrison foi um dos mais prolíficos escritores de ficção científica norte-americano. Make room. Make room!! ( Abram espaço, abram espaço!) foi publicado em 1966. Sete anos depois ganhou o Nebula de melhor roteiro adaptado para o cinema. Serviu para o filme Soylent Green de Robert Fleischer. Em Portugal o título virou... Continuar Lendo →

As muitas faces do Poderoso Chefão

FREDERICO MORIARTY )Blog Pipocando La Pelota)- Conheci Mario Puzo aos meus 12 anos. Era uma coleção de banca da Abril "Grandes Sucessos". Um livro a cada 15 dias. Meu pai, filho de um italiano nascido em Sernaglia de la Bataglia e emigrado para o Brasil em fins do século XIX, desafiou-me: "Se garantir que vai ler 1 livro a cada 15 dias, eu compro". A saga de Vito...

Fora da Margem, Ano 2, Edição 56 (Especial) – “Pois é, presidente, por quê?”

FORA DA MARGEM - A reação (para variar) destemperada do presidente desencadeou um turbilhão de reações nas redes sociais. Famosos de todos os setores reproduziram no Twitter a pergunta que se tornou um questionamento nacional, de dimensões covidianas. E os humoristas, famosos ou anônimos -- cuja perspicácia costuma conduzir governantes ao cadafalso -- literalmente deitaram e rolaram com o tema.

Nem todo mundo faz parte do esquema

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - Paxton Winters, o diretor de “Pacificado” (Brasil, Estados Unidos, 2019), morou durante oito anos na favela Morro dos Prazeres, no Rio de Janeiro, antes de fazer o filme. Americano naturalizado brasileiro, ele imprimiu na história uma visão pessimista – ou talvez realista – do atual estado de coisas no País.... Continuar Lendo →

Meu amigo arcebispo

JOÃO MAURÍCIO ROSA (BLOGUEIRO CONVIDADO) - Nunca fui de me gabar, mas desta vez não vou deixar passar batido. Eu tinha em meu rol de amigos um que era arcebispo de Porto Velho (RO). A notícia da morte no dia 17/06 de Dom Moacyr Grechi me deixou triste e frustrado, pois nesta quinta-feira, dia 27,... Continuar Lendo →

Tapas na escória, com luvas vermelhas

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - Uma juíza é encarregada de investigar empresários envolvidos em falcatruas, enriquecimento ilícito, negociatas inexplicáveis e evasão de recursos públicos. Os termos são bem conhecidos de todos que lêem jornal ou assistem à televisão no Brasil. Mas neste caso trata-se do enredo do filme “Comédia do Poder” (L'ivresse du Pouvoir ,... Continuar Lendo →

O incrível golpe da máquina de fazer dinheiro (conto). Parte 2 (final): Liberdade, abre as asas sobre nós!

JOSÉ CARLOS FINEIS - Almofadinha tinha uma resposta convincente para tudo. E uma qualidade que só os mentirosos profissionais dominam: a de responder olhando nos olhos, por mais absurda e improvável que fosse a resposta. Pelos dias em que a “família” começou a se reunir e a elaborar o golpe, Bacuri, Bernardo e madame Chevalier... Continuar Lendo →

O incrível golpe da máquina de fazer dinheiro (conto). Parte 1: Da arte de pescar lambaris

JOSÉ CARLOS FINEIS - Quem os visse lado a lado jamais imaginaria que poderiam ter algum relacionamento entre si e, mais que isso, ser amigos e sócios num dos negócios mais lucrativos do alvorecer do século XX (depois, é claro, dos bancos e da política): a aplicação de golpes em pessoas bobas, mas que se... Continuar Lendo →

A caça ao monstro (conto). Parte 2 (final): Nunca use uma arma sem estar pronto para morrer também

JOSÉ CARLOS FINEIS - Depois do suicídio do velho Ezequiel, nós todos da aldeia nos esforçamos por pensar mais no trabalho e menos na tragédia, até porque não se pode deixar as criações e a lavoura ao deus-dará. Nem bem o velho baixou à cova, cada qual retomou sua rotina, que só foi alterada no... Continuar Lendo →

Aplausos só para quem mata

GERALDO BONADIO - Guararema, um dos municípios mais tranquilos e menos povoados da Grande São Paulo, foi escolhido, há poucos dias, como alvo de uma quadrilha especializada em assaltos a agências bancárias. Apoiados num meticuloso trabalho de planejamento, o grupo, como de hábito, mobilizou uma equipe fortemente armada e desfechou o golpe. Desta vez, porém,... Continuar Lendo →

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: