Pouca água no curso do rio já revela as consequências das reduções de vazão ocorridas em Itupararanga

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Sem precisar andar muito, quem percorre apenas um pequeno trecho do passeio às margens do Sorocaba já pode perceber um fino curso d’água seguindo lentamente. Neste período de seca, já considerada a maior da história, as sete reduções de vazão que ocorreram nos últimos meses na represa de Itupararanga demonstram claramente que o reservatório (sinalizando um índice de menos de 817,45 metros sobre o nível do mar) já atingiu o seu volume morto. Abaixo deste índice a água é considerada imprópria para o consumo.

“Filmambiente/2021” reuniu 43 produções para promover o conhecimento e debates sobre questões ambientais

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Anualmente, acontece no Brasil um festival internacional de filmes que apresenta as melhores e mais recentes produções sobre importantes questões ambientais de todo o mundo. Intitulado "Filmambiente", o festival foi criado em 2010 com o propósito de promover filmes e animações que possam ampliar o conhecimento ambiental, bem como provocar o debate sobre mudanças que precisam acontecer no comportamento de governos, empresas e sociedades.

Crise hídrica no rio Sorocaba e Itupararanga é resultado de desmatamentos, queimadas e uso indevido de água e terra

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba conta histórias/ Entrevista com o professor André Cordeiro) - As poucas chuvas da última temporada (setembro e outubro) confirmaram a crise hídrica prevista para este ano. Com os desmatamentos, queimadas e o uso indevido de bens comuns, como água e terra, a triste realidade se estendeu por todo país e chegou ao rio Sorocaba. Tal consequência pode ser confirmada pelos baixos níveis da represa de Itupararanga, já muito próximos do volume morto.

Crise hídrica chega a Itupararanga e represa apresenta níveis de água próximos do volume morto  

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Com a escassez de chuvas, a represa de Itupararanga chega em outubro apontando os menores níveis de recursos hídricos e um alerta ecoa: pode faltar água! Se não chover, o volume existente poderá não ser o suficiente para as cidades abastecidas pelo rio Sorocaba, nem até o fim do ano.  

Rio Sorocaba torna-se cenário do filme “Benzedeiras do Brasil”, lançado em julho/21, durante o Festival da Paz de Augsburg, na Alemanha

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Paisagens do rio Sorocaba foram usadas como cenário para o documentário "Benzedeiras do Brasil" (Loja de Ideias, 2021). O filme, lançado na Alemanha, em 23/7, constou no catálogo do Festival da Paz de Augsburg, festividade que acontece desde 1650, entre os meses de julho e agosto, durante o verão europeu.

Presença de colhereiro é indicativo de boa qualidade do meio ambiente*

SANDRA NASCIMENTO (Rio Sorocaba conta Histórias/ *Da série Fauna do Sorocaba) - Uma das características mais marcantes dos colhereiros são os tons de rosa em suas penas. A presença dessas aves é um bom indicativo da qualidade do meio ambiente. Por serem sensíveis, não resistem à poluição e à contaminação dos lugares, principalmente das águas.

Dócil e interativo, o joão-de-barro também se chama amassa-barro*

SANDRA NASCIMENTO (Rio Sorocaba Conta Histórias/ * Da série Fauna do Sorocaba) - O joão-de-barro pode ser observado em campos, pastagens, jardins e em toda região de Sorocaba. Costuma ser visto pelo chão revirando folhas ou ciscando insetos em gramas, sobre pedras e em troncos caídos. Alimenta-se de formigas, minhocas, moluscos e até de farelo de pão que as pessoas deixam pelo caminho.

Saracura-do-brejo: ela é discreta e se esconde no silêncio. Seu canto anuncia chuvas*

SANDRA NASCIMENTO (Rio Sorocaba Conta Histórias/ Da série Fauna do Sorocaba) - A saracura-do-brejo gosta de viver nas áreas alagadas e de vegetação densa. As cores na plumagem ajudam a camuflá-la nas matas, onde é mais fácil ouvi-la do que vê-la. Em todas as terças e sextas, neste blog, informações sobre os bichos do rio Sorocaba.

Pequeno e de cauda longa, o elegante calango gosta de se camuflar*

SANDRA NASCIMENTO (Rio Sorocaba Conta Histórias) - Calango é o nome dado ao pequeno lagarto que vive em árvores, pedras e rochas. De corpo cilíndrico e cauda forte e longa, gosta de se camuflar em madeiras, concretos, costas rochosas e fendas para caçar ou tomar sol. Histórias de bichos e aves do rio Sorocaba serão publicadas todas as terças e sextas-feiras.

Ong internacional oferece apoio cultural à produção de documentário sobre o rio Sorocaba

SANDRA NASCIMENTO (Rio Sorocaba conta Histórias) - A equipe da Loja de Ideias, que desenvolve um videodocumentário sobre o rio Sorocaba, recebeu, no último dia 20 de dezembro, a visita de Alexandra Magalhães Zeiner, presidente da Associação Mulheres pela Paz - Frauen für Frieden e. V. Augsburg. O motivo da visita foi a confirmação de um apoio cultural dessa ong à produção do documentário.

Projeto de documentário sobre o rio Sorocaba recebe apoio da Associação Mulheres pela Paz – Frauen für e V. Augsburg

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - “Sorocaba, o rio que reviveu”, o projeto de produção de um documentário sobre o rio Sorocaba, que tem neste blog o seu porta-voz, recebeu recentemente o importante apoio da Associação Mulheres pela Paz - Frauen für e V. Augsburg, por meio de sua coordenadora e embaixadora da paz na Alemanha (pelo Círculo Universal dos Embaixadores da Paz Suíça/França), Alexandra Magalhães Zeiner.

Instabilidade ambiental põe em risco gerações futuras

SANDRA NASCIMENTO (Blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - As queimadas na Amazônia trouxeram à tona antigas discussões sobre o meio ambiente. Em 2003, quando nossa equipe de vídeo trabalhava na produção do documentário “Sorocaba, o rio de nossas vidas” (Loja de Ideias, 2005, 34 minutos), Paulo Celso da Silva, professor de Geografia Humana e historiador, já explicava em entrevista que o critério ambiental dos dias atuais deve ser diferente do momento em que valorizar a industrialização e a urbanização eram mais importantes do que conservar a natureza.

Países de todo o mundo discutem formas de reduzir a poluição do ar

SANDRA NASCIMENTO - No período em que se comemorou o Dia Mundial do Meio Ambiente (1), entre ideias e projetos, foram apresentados à Organização das Nações Unidas (ONU) 6.206 compromissos de melhorias relativas a questões ambientais. Esse número está registrado no site oficial da ONU Meio Ambiente, instituição global que trabalha em parceria com governos,... Continuar Lendo →

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: