1ª Jornada Teatral – Existimos por que coisa?

JOSÉ SIMÕES (Blog do Simões) - É justamente na crise que boas ideias e propostas vicejam. É o caso da 1ª Jornada Teatral - Existimos por que Coisa? Um encontro permeado de temas abrangentes, mobilizadores e inquietantes envolvendo o fazer teatral. Um encontro permeado de temas abrangentes, mobilizadores e inquietantes envolvendo o fazer teatral. Artistas se organizaram, discutiram e propuseram esta jornada que ultrapassa as fronteiras da região.

Ações públicas para Artes e a Cultura na Região Metropolitana de Sorocaba durante a pandemia

JOSÉ SIMÕES (Blog do Simões) - As administrações públicas das cidades de Salto e Araçoiaba da Serra apresentaram, na última semana de abril, editais destinados ao trabalho dos artistas das artes - Quarentena Cultural e Credenciamento para Oficineiros. Estes dois editais são os primeiros, dentre os municípios da Região Metropolitana de Sorocaba que, finalmente, saíram do papel. Isso...

A dramaturgia como formação de espectadores na região

JOSÉ SIMÕES -  Fiz uma  lista de desejos - que neste ano de 2020 foi mais extensa  - e dentre eles se encontra o que denomino como "dramaturgia como formação de espectadores". Eu gostaria que os os artistas, os grupos, os coletivos e companhias de teatro e região escolhessem textos considerados ou denominados clássicos para... Continuar Lendo →

Programa: Juntos pela Cultura

JOSÉ SIMÕES (Sorocaba) -O fomento e o apoio à Cultura realizada no interior do estado é fundamental. O governo do Estado de São Paulo apresentou hoje (09/09) aos secretários de Cultura dos municípios paulistas (e a convidados) o programa Juntos pela Cultura. Segundo o Secretario de Cultura do Estado de São Paulo: "Estado e prefeituras... Continuar Lendo →

Coletivo CÊ – 10 anos

JOSÉ SIMÕES - Fazer do teatro o seu oficio por si só requer coragem. Criar e manter um grupo ou coletivo, no interior do estado de São Paulo, é também um ato de muita determinação, teimosia e crença na arte. Isso porque as lutas e as batalhas diárias, para os artistas da cena da nossa... Continuar Lendo →

Crítica: Rua sem saída

JOSÉ SIMÕES - Fazer teatro na ou para a rua não é nada fácil. Isso porque o espetáculo nesse espaço fica à mercê de várias interferências, tais como: barulhos dos carros, das motos, do vai e vem dos transeuntes, das condições climáticas, etc. Isso sem falar nas questões ligadas diretamente ao oficio teatral. Interpretar na... Continuar Lendo →

Crítica: Valsa nº6

JOSÉ SIMÕES - Valsa nº6 de Nelson Rodrigues, com direção de Angela Barros e interpretação de Gui Miralha, esteve em cartaz no Teatro Municipal Teôtonio Vilela, numa das raras temporadas teatrais realizadas nesse espaço, na cidade de Sorocaba. A peça foi escrita em 1951. No mesmo ano estreou no Rio de Janeiro, sob a direção... Continuar Lendo →

Valsa nº 6 –Nelson Rodrigues no Teatro Teotônio Vilela

Valsa nº 6 foi escrita pelo dramaturgo Nelson Rodrigues em 1951. Sua primeira encenação não recebeu boas críticas, tendo em vista a estrutura dramatúrgica proposta, na qual o autor, dentre outras questões, aponta para um diálogo direto com a música. A encenação desse texto é sempre um desafio. Segue o trecho de abertura do texto... Continuar Lendo →

Crítica teatro – Gavetas do Corpo

JOSÉ SIMÕES -   Gavetas do Corpo, o novo espetáculo da Camarim Cia de Teatro, toma como ponto de partida a discussão do corpo e da corporeidade neste tempo e lugar. São as histórias/memórias do corpo particular,  privado e  vivido pelos artistas interpretes,  rememoradas, disfarçadas, reconfiguradas, inventadas e recusadas que estão postas em cena. Gavetas do... Continuar Lendo →

Crítica teatro: As Criadas

JOSÉ SIMÕES - TT6 em cena. Jean Genet não é um autor fácil. Obra complexa e  com inúmeras possibilidades de se cair na tentação de classifica-lo e, de certo modo, empareda-lo e diminuí-lo. Sua história de vida - na bandidagem, na prisão, no comportamento pouco cordial e no envolvimento com intelectuais como Sartre- servem, por... Continuar Lendo →

O teatro quando a vida pede calma

JOSÉ SIMÕES - Há momentos que a vida nos pede calma. Pede para pararmos de remar e deixarmos o corpo ser levado pela correnteza. Saber remar é tão importante quanto saber parar. Acalmar-se e ganhar o fôlego necessário para poder seguir na labuta diária. Quem não sabe parar se arrebenta. A ida ao teatro é... Continuar Lendo →

Pequeno comitê performativo em São Roque

JOSÉ SIMÕES - Quatro artistas sorocabanos. Quatro experiências de vida ligadas às artes visuais, ao teatro e a dança contemporânea. Quatro performances individuais que se entrelaçam. A proposta surgiu da imagem do cubo, da arquitetura e da moradia como palco. As quatro performances acontecerão na Casa Rosa Manjericão, em São Roque, dentro da proposta “pague... Continuar Lendo →

Teatro em São Roque: Solamente

JOSÉ SIMÕES - Na cidade de São Roque o teatro, também, se espalha. Nesse final de semana, nos dias 3 e 4 de maio, as 20h,  na Casa Rosa Manjericão, acontece o espetáculo Solamente,  com o ator Humberto Gomes. Segundo o ator O espetáculo retrata as coleções pessoais do convívio cotidiano: histórias, memórias, crenças, valores,... Continuar Lendo →

A importância do texto no teatro

O poder é a escola do crime. (Macbeth)   JOSÉ SIMÕES - Antes de começar este post é preciso afirmar que qualquer texto pode ser teatralizado. Isto é: todo texto literário  ou não pode ser levado à cena. Tal como  poemas, literatura,  fábulas, etc. Mas há uma forma de escrita específica para o teatro -... Continuar Lendo →

Perigo: teatro

JOSÉ SIMÕES -  Toda vez que a sociedade se encontra em crise o teatro se torna algo perigoso para aqueles que estão no poder. Nesses tempos os artistas são fortemente atacados, desqualificados profissionalmente e economicamente. Já assistimos a este filme em diversas partes do mundo. No Brasil, por exemplo, durante o período da ditadura militar... Continuar Lendo →

Frankenstein – emocionante e necessário para os dias de hoje

JOSÉ SIMÕES -  Frankenstein de Mary Shelley ganha recriação de Sérgio Roveri, com atuava de Juliana Galdino e direção de Roberto Alvim, estará em cartaz no SESC Sorocaba,  dia 18 de abril, integrando o projeto Tudo é Mentira. Nesta versão de Sergio Roveri o monstro é composto por pedaços de cadáveres da guerra da Síria.... Continuar Lendo →

Crítica: artEfeito

JOSÉ SIMÕES - A proposta cênica do ArteEfeito é a de colocar o espectador como o sujeito da experiência. No espetáculo somos colocados diante de um espetáculo híbrido que mistura elementos do teatro, da performance, do site specific  e do ativismo. Nosso desafio é precisamente considerar os elementos da teatralidade presentes. A palavra teatralidade foi... Continuar Lendo →

26º Festival das Artes de ITU

JOSÉ SIMÕES - Que tal enviar a sua proposta para participar do 26º Festival das Artes da cidade de Itu? A cidade de Itu, na região metropolitana de Sorocaba, lançou nesta semana o edital para o apoio à projetos que desejem integrar a programação do 26º Festival das Artes, que acontecerá  de 06 a 26... Continuar Lendo →

Associação de Teatro da Região Metropolitana de Sorocaba

JOSÉ SIMÕES - Nasce a Associação de Teatro da Região Metropolitana de Sorocaba - REDE TEATRO cujo os principais objetivos são o de integrar e fomentar o teatro, os artistas e o público da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). Os artistas da região envolvidos na proposta da criação desta associação desejam,  fundamentalmente, fazer circular as... Continuar Lendo →

A força do riso

JOSÉ SIMÕES - Vamos falar da força do riso vinda da cena teatral. Vamos falar do bobo da corte. Em primeiro lugar os bobos não eram nada bobos. Os bobos da corte,  na idade média, eram excelentes comediantes mantidos pela nobreza ou realeza. Também nem eram cheios de deformidades ou loucos. Na verdade tinham múltiplas... Continuar Lendo →

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: