Eterna

FREDERICO MORIARTY - Entrei pela imensa porta e vi centenas de velas daquelas antigas, bem grossas, acesas, com chamas desconexas. Veio um imenso salão escuro, quase imperceptível à visão. Havia uma profusão de claro e escuro que me conduzia ao interior. Aos poucos, a tênue luz das velas permitia que observasse as cadeiras centenárias, as... Continuar Lendo →

Aplausos só para quem mata

GERALDO BONADIO - Guararema, um dos municípios mais tranquilos e menos povoados da Grande São Paulo, foi escolhido, há poucos dias, como alvo de uma quadrilha especializada em assaltos a agências bancárias. Apoiados num meticuloso trabalho de planejamento, o grupo, como de hábito, mobilizou uma equipe fortemente armada e desfechou o golpe. Desta vez, porém,... Continuar Lendo →

Deixe comigo…

LUIZ MARINS - Se alguém lhe disser: "- Deixe comigo!", invente a mais absurda desculpa, mas não deixe com ele. Fico literalmente apavorado quando uma coisa precisa ser feita com urgência e alguém diz: - Deixe comigo!  É a maior garantia de que nada será feito! Todo mundo já passou pela experiência de ter confiado... Continuar Lendo →

Giap & Golias

FREDERICO MORIARTY "- Você é homossexual?   - Não, mas iria pra cama com o Mick Jagger..."   O diálogo acima é uma das cenas magistrais do filme de Milos Forman, Hair (1979). A trupe de hippies decide se alistar para ajudar o caipira Claude (John Savage). Dono de uma imensa cabeleira loira, Woof (Don Dacus,... Continuar Lendo →

As novas cores de Rimbaud

LUIZ PIEROTTI - Há, por vezes, jovens geniais que parecem vir à Terra com um único motivo: causar inveja aos demais habitantes locais. Isaac Newton, Wolfgang Amadeus Mozart, Maria Gaetana Agnesi, dentre outras personalidades que – ainda crianças – já mantinham uma produção sólida e preciosíssima, seja no campo da arte, da ciência, da política,... Continuar Lendo →

Crítica. Ou um exercício de humildade.

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - Vou pedir licença ao leitor dos textos deste coletivo Terceira Margem para convidá-lo a pensar um minuto sobre a questão: ao ler uma resenha ou crítica, quanto daquilo que está escrito influencia na sua escolha futura de filme ou série para assistir? Será que a percepção muda caso o texto... Continuar Lendo →

Nem um oceano nos separa

RITA BRAGATTO - 9.757km. Segundo o Google Maps, essa é a distância, em linha reta, que separa a Itália (país onde estou, neste momento) de São Paulo (estado onde mora a maioria da minha família, amigos e pacientes). É longe, se considerarmos que temos um oceano entre nós e toda a logística que envolve esse... Continuar Lendo →

À flor da Terra

JOSÉ CARLOS FINEIS - Havia horas que ela se perguntava o que podia lhe ter ocorrido. Não que isso fizesse muita diferença: por tudo o que conseguia sentir e perceber desde que recobrara a consciência, sabia que estava muito ferida e, talvez, desenganada, apesar do ar que aspirava com dificuldade pelas narinas amassadas e do... Continuar Lendo →

Até que ponto estamos VIVENDO ou apenas EXISTINDO?

LUCY DE MIGUEL –  Ouvi essa frase ao assistir uma comédia italiana chamada “Bendita Loucura” (Benedetta Follia). Nela, o protagonista, de uns 60 anos, se questiona se durante toda a sua jornada ele viveu ou apenas existiu. A cena acontece durante uma conversa através do espelho, onde ele vê sua imagem ainda jovem.  É claro... Continuar Lendo →

O tempo que o tempo tem

VANESSA MARCONATO NEGRÃO (TEXTO) / PEDRO HENRIQUE NEGRÃO (FOTO) - Antes de mais nada: a gaiola fica aberta. Só serve de pouso aos pássaros que vem comer quirera e tomar água. Vez ou outra um se prende lá dentro, meu pai deixa o que estiver fazendo pra libertar a ave e abreviar sua agonia. Quando... Continuar Lendo →

Braço curto e corpo mole

LUIZ MARINS - Em toda empresa haverá pessoas de “braço curto” e que fazem “corpo mole” quando se trata de fazer aquilo que se espera delas. “Braço curto” é aquela pessoa que não ajuda. “- Seu braço não alcança as demais para ajudar”, como me disse um colaborador. Já pessoas que fazem “corpo mole” são... Continuar Lendo →

Leopoldo II e o Holocausto africano

FREDERICO MORIARTY - Charles Marlow narra sua história num porto inglês. Contratado por uma empresa belga, ele descera em sentido contrário as mais de 70 corredeiras do Rio Congo (o segundo em vazão ao mar). Num traçado repleto de meandros e perigosas cachoeiras, a bacia tem o formato de uma imensa curva a cortar duas... Continuar Lendo →

Herdeiros de Guerrero

GERALDO BONADIO - No início do século XX, os Estados Unidos, atentos à sua condição de país cujas fronteiras, a leste e oeste, são os oceanos Pacífico e Atlântico, estavam determinados a rasgar um canal para interligá-los. Isso lhes permitiria duplicar, na prática, seu poderio militar naval e alavancar os interesses econômicos de suas empresas.... Continuar Lendo →

As pontas soltas de Boneca Russa

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - “Boneca Russa” (“Russian Dool”, Netflix, 2019), que estreou no streaming em fevereiro, é dessas séries cuja premissa provoca a curiosidade. A mulher, Nádia (Natasha Lyonne, conhecida pela atuação em “Orange is the New Black”) morre todos os dias. Ou quase todos. E sempre retorna, após morrer, ao mesmo banheiro da... Continuar Lendo →

O fio do destino

RITA BRAGATTO - O que faz uma pessoa se conectar a outra: o espaço físico ou a energia? Quanto tempo é necessário para conquistar um coração alheio: um segundo ou uma vida? O que é preciso para tocar, profundamente, a alma de outra pessoa: a frequência ou a intensidade? Na semana passada, me peguei pensando... Continuar Lendo →

Há um mestre perto de você

NILSON RIBEIRO - Eu conheço e reconheço muitos mestres. Todos eles me fizeram – e ainda fazem -  aprender alguma coisa importante na minha jornada. Alguns são santos, outros sábios. Alguns nem tanto: bêbados encontrados na noite, loucos poetas com suas canetas trêmulas praticando seu ofício de dizer o indizível. Outros ainda amigos do meu... Continuar Lendo →

Carnívoros, bois e outras bovinices

MARCO MERGUIZZO - Em tempos de satanização nutricional, modismos culinários e bovinices gastronômicas, que de tempos em tempos vilanizam e em seguida absolvem este ou aquele alimento, crucificar os adeptos desta ou daquela corrente alimentar virou carne de vaca, com o perdão do trocadilho. Alvo preferencial, a proteína animal - sobretudo a de origem bovina... Continuar Lendo →

A ratoeira

JOSÉ CARLOS FINEIS - O velho passou meses levando vasilhas com líquidos, canos, latas, engrenagens e toda sorte de ferramentas e engenhocas para cima da laje de sua loja – várias semanas de trabalho duro e misterioso que entrava pelas madrugadas – porque sabia que, mais dia menos dia, eles chegariam. E eles chegaram. Na... Continuar Lendo →

A arte de sair de cena com classe

LUIZ MARINS - Embora poucos gostem de falar nisso, nós não somos imortais. Da mesma forma, nosso tempo como líderes é limitado. Uma saída de cena com classe – enquanto estivermos no topo – é preferível a uma rápida derrocada montanha abaixo. Por outro lado, alguns líderes empresariais têm o bom senso de partir com... Continuar Lendo →

Guerra Fria sem fim

FREDERICO MORIARTY - Em menos de três anos morreram três líderes soviéticos. A crise política era acentuada pela econômica. A corrida armamentista consumia 10% do PIB norte-americano e 40% da renda do país comunista. A solução era trazer um jovem economista para o Politburo: Mikhail Gorbatchev. O camarada Gorbi adotou uma política de contenção e... Continuar Lendo →

É coisa nossa!

PAULO BETTI - Filipe Martins, assessor especial do presidente Jair Bolsonaro para assuntos internacionais, é tema de reportagem da revista Época sob o título "Robespirralho" -- um trocadilho com o nome de um dos líderes da Revolução Francesa, Maximilien Robespierre. Pra quem não sabe, o jovem conselheiro Filipe Martins é de... Bem, veja o vídeo!... Continuar Lendo →

As árvores da minha vida

PEDRO HENRIQUE NEGRÃO (FOTO) VANESSA MARCONATO NEGRÃO (TEXTO) - A silhueta do Jatobazeiro mora na minha memória desde sempre. Desde que eu ia de bicicleta, aos 4 anos pra escola da fazenda, a grande árvore dividia o caminho ao meio. Dali em diante é só descida. Depois o estábulo dos búfalos, cujos olhos azuis me... Continuar Lendo →

Um retrato cru do racismo

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - Sem meias palavras ou meias verdades, nada de eufemismos ou pílulas douradas. “Infiltrado na Klan” (BlacKkKlansman, 2018), dirigido por Spike Lee, fala sobre racismo de maneira crua, direta e pragmática. Ao contar a história, baseada em fatos reais, do policial negro Ron Stallworth (John David Washington), que decide investigar a... Continuar Lendo →

Decálogo Canino

FREDERICO MORIARTY - Sabedoria Canina - Capítulo 27 - O que aprendi com os cachorros.Decálogo1. Receba todo dia as pessoas que ama com festa. Rejubile-se como se fosse a primeira vez;2. Ame a todos sem distinção;3. Não repreenda demais quem você ama. Isso a magoa e não surte nenhum efeito, a não ser a raiva;4.... Continuar Lendo →

Não esqueçamos Carolina

LUIZ PIEROTTI - Nascida em 14 de março de 1914, Carolina Maria de Jesus foi uma das primeiras e mais importantes escritoras brasileiras. Representava uma parcela muito oprimida da sociedade: era negra, favelada e trabalhava como catadora de papéis. Em vida, publicou 4 livros, Casa de Despejo, Casa de Alvenaria, Pedaços da Fome e Provérbios,... Continuar Lendo →

O dia em que eu vi o Jango

GERALDO BONADIO - Há sessenta anos o Brasil se preparava para realizar, em outubro, na maioria dos seus 21 Estados, eleições para governador, vice (votado separadamente), um senador e deputados federal e estadual. São Paulo era governado por Jânio Quadros que, com uma coligação de centro direita, tentava eleger, como sucessor, seu Secretário da Fazenda,... Continuar Lendo →

A difícil missão de ser pedestre

FABIANA BLASECK SORRILHA - Todos somos pedestres, já diz o lema daqueles que defendem a mobilidade humana. Esse é o fundamento básico da segurança no transitar:  protegermos o mais frágil. Afinal, todos nós vamos usar o meio de locomoção mais democrático que existe em algum momento: seremos pedestres. Mas o pedestre, frágil como é, quase... Continuar Lendo →

Nossos lugares sagrados

NILSON RIBEIRO - Há muitos lugares considerados sagrados no mundo todo. O Ganges para os Hindus, o Caminho de Santiago de Compostela para místicos e buscadores, Meca para os muçulmanos, Lhasa para os budistas, o Monte Sinai, Jerusalém, e tantos outros pontos de peregrinação, meditação, purificação e oração. Todos eles lugares especiais para quem assim... Continuar Lendo →

Viver na Europa é chique?

RITA BRAGATTO - Semana passada, saí pra caminhar logo cedo. No quarteirão seguinte, dei de cara com um homem. Tinha lá seus sessenta anos. Uma bela casa. Uma Mercedes na garagem. E uma WAP auxiliando-o na lavagem. A cena, obviamente, me provocou muitas reflexões. Para qualquer brasileiro isso seria um choque. Um homem com um... Continuar Lendo →

Minha padoca, meu amor

MARCO MERGUIZZO - Você entra e, pronto, vira criança de novo. Na padaria não tem regime, não tem dieta, não tem modinha gastronômica que sobreviva. Padaria é lugar para mandar pro espaço o exame cardiológico e devorar sem medo a salsicha afogada no molho de tomate. Ou a descomunal e acintosa coxa de frango empanada,... Continuar Lendo →

O amor acabou. Devo me separar? (final)

JOSÉ CARLOS FINEIS - Priscilla terminou de responder ao questionário numa tarde de céu limpo e pássaros no jardim, cuja beleza ela admirava da varanda mas não conseguia sentir. Quando começou o teste, ela achava que estava preparada para confrontar-se com seus sentimentos e emoções, mas não estava. Dia após dia, noite após noite, foi... Continuar Lendo →

Se macumba ganhasse jogo…

FREDERICO MORIARTY - "Se macumba ganhasse jogo o campeonato baiano terminaria empatado". Frase de Neném Prancha, um dos folclores do velho futebol brasileiro. Outro personagem maravilhoso foi Vicente Matheus. Presidente do S. C. Corinthians entre 1958 e 1991 (não seguido). Foi o mestre que tirou o Timão da fila de 24 anos em 1977. Arquiteto... Continuar Lendo →

Gone with the Wind

FREDERICO  MORIARTY “Doctor Livingstone, I presume?”    Henry Morton Stanley procurava pelo descobridor da África havia meses. Três anos antes, David Livingstone — explorador e missionário inglês —, partira em sua penúltima missão: adentrar o lago Niassa. Ele já havia descoberto a nascente do Nilo, o lago Victória e a nascente do rio Congo. Sua... Continuar Lendo →

Não brigue com o tema

LUIZ MARINS - Foi formada uma comissão para decidir quais os passos que deveriam ser dados para transferir uma instituição federal do Rio de Janeiro para Brasília. A decisão da transferência já havia sido tomada pelo governo e estávamos sendo solicitados a dizer o “como fazer”. Na primeira reunião da comissão, um membro disse: -... Continuar Lendo →

No bar com Nat King Cole

MARCO MERGUIZZO – Cara a cara com um legítimo Daiquiri preparado nos bares de Havana dos anos 1940 e 50, o cantor de jazz norte-americano Nat King Cole (1919-1965) que, neste sábado, dia 23/3, caso estivesse vivo, completaria o seu centésimo aniversário, sucumbia inexoravelmente diante deste clássico da coquetelaria mundial. Em especial, em dois endereços... Continuar Lendo →

Prêmio Shell de teatro

JOSÉ SIMÕES - O sorocabano Zé Henrique de Paula ganhou na noite de ontem o prêmio SHELL  - direção  - pelo espetáculo “Um panorama visto da ponte”, texto de Arthur Miller e participação de Rodrigo Lombardi e Sérgio Mamberti no elenco O Prêmio Shell de Teatro foi criado em 1988, para contemplar, todos os anos,... Continuar Lendo →

O menino que descobriu o vento

LÚCIA HELENA DE CAMARGO - “O menino que descobriu o vento” (The Boy Who Harnessed the Wind, Netflix, 2018, duração de 1h53), que estreou no início do mês de março na plataforma de streaming mais conhecida, tem roteiro baseado em fatos reais e segue a trajetória no estilo “tudo vai dar muito errado antes do... Continuar Lendo →

A terra dos castos

GERALDO BONADIO - As lideranças brasileiras – civis, religiosas, administrativas – reagem de forma irada a qualquer iniciativa das autoridades da saúde pública ou da educação que, partindo da constatação que a população brasileira tem corpo, intentam, de alguma forma, fornecer aos adolescentes algum tipo de informação fundamentada sobre as funções sexuais. Não há nada... Continuar Lendo →

O prelúdio do fim do mundo

VANESSA MARCONATO NEGRÃO (TEXTO) E PEDRO NEGRÃO (FOTO) - Como é a vida quando você percebe que tem mais passado que futuro? Ainda não sei, mas faço uma vaga ideia. Quando num domingo abafado, o tempo vem lhe cutucar as costas com suas unhas afiadas. Bafejando em sua nuca que você esqueceu de tomar os... Continuar Lendo →

26º Festival das Artes de ITU

JOSÉ SIMÕES - Que tal enviar a sua proposta para participar do 26º Festival das Artes da cidade de Itu? A cidade de Itu, na região metropolitana de Sorocaba, lançou nesta semana o edital para o apoio à projetos que desejem integrar a programação do 26º Festival das Artes, que acontecerá  de 06 a 26... Continuar Lendo →

Eu ponho o pé. Deus põe o chão.

RITA BRAGATTO - Eu vim para a Europa em maio do ano passado. Tive um convite para estudar em uma universidade exclusiva de terapias, na França. Eu sempre quis morar fora do Brasil. A oportunidade caiu como uma luva. É óbvio que na escola eu aprendi muita coisa nova. Técnicas alternativas. Mas o mais interessante... Continuar Lendo →

O amor acabou. Devo me separar?

JOSÉ CARLOS FINEIS - "Só comece a responder se estiver convicto(a) de que deixou irremediavelmente de amar sua esposa ou marido." A professora Priscilla, PhD em Economia, 45 anos, casada, dois filhos adultos, ficou alguns segundos com o olhar perdido na tela, como que a avaliar pela última vez se valia a pena gastar 2.799... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑