Os 360 anos do Município de Sorocaba

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Há 360 anos, em São Paulo, o governador geral Salvador Corrêa de Sá e Benevides – que, abreviadamente, dá nome a uma rua da cidade, dividida quase ao meio pela primeira avenida perimetral – autorizava a transferência, para Sorocaba, do pelourinho que, supostamente, seu antecessor, dom Francisco de Souza,... Continuar Lendo →

Um pedido de ajuda aos amigos de Laureano

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Estou concluindo um trabalho de pesquisa para um pequeno livro, que conto editar ainda este ano, sobre a vida multifacetada do poeta, compositor e cantor da música caipira, aluno do maestro Villa Lobos na Escola Nacional de Música e professor de canto orfeônico da rede estadual de ensino, Ochelsis de Aguiar Laureano.

História de hospital

JOSÉ CARLOS FINEIS (Blog Conversa de Armazém) - Se eu fosse raso, poderia supor um diálogo possível e me apegar a ele. Mas a verdade é que qualquer coisa que eu imagine não tem valor nenhum.

Ressurreição bolsonarista

LUCY ROCHA (Blog Plural) - Passei há pouco no Hortifruti Oba, na Av. Corifeu de Azevedo Marques, em São Paulo, para comprar o que há de mais singelo na mesa de qualquer pessoa do mundo: frutas, legumes e verduras. Saí atordoada e quis compartilhar com vocês alguns dos números por kg que vi por lá: Banana: 7,99; laranja Bahia: 13,90; pera: 17,99; maçã: 16,99; berinjela: 8,99; beterraba: 19,00; manga: 12,99; abobrinha: 8,99; limão: 7,99 limão, etc…

Apolo, Jacinto e Zhefiro: vida, ciúme doentio, morte e eternidade

FREDERICO MORIARTY - Entre as muitas esposas e seus muitos filhos, Zeus enamorou-se de Leto, a deusa do anoitecer. Do amor nasceram os gêmeos Artemis, a deusa da caça e Apolo. Apolo e Artemis eram de uma beleza estonteante. Apolo é um dos mais importantes deuses do panteão grego. Um deus masculino fisicamente perfeito, Apolo... Continuar Lendo →

Era uma vez a cidade dos poetas

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Houve um tempo em que os poetas de todo o mundo se reuniram e tomaram a inédita decisão de construir uma cidade só para eles. O nome do lugar era Poesia. Morar ali era permitido somente para quem se dedicasse à linguagem poética como vocação e sentido para a vida.

A Mãezinha

LUCY ROCHA (Blog Plural) - A boneca Mãezinha foi lançada pela Estrela em 1971 e eu nasci dois anos depois. Em 1977, quando eu tinha 4 anos, ganhei uma Mãezinha de presente de minha mãe. Passava horas admirando minha Mãezinha enquanto ela fazia um movimento horizontal cheio de ternura para embalar sua criança. Que coisa mais linda que era!

O destino mais distante

LUCY ROCHA (Blog Plural) - Meu luto viajava comigo e, entre uma decolagem e outra, ou ao subir num trem que me daria uma noite inteira de reflexão até adentrar mais uma fronteira, certamente, encontrei respostas surpreendentes dentro de mim.

Carros autônomos: a solução para acabar com as imprudências no trânsito?

FABIANA BLASECK SORRILHA (Mobilidade Humana) - Recebi pelo WhatsApp esta semana link para um vídeo postado no Facebook (https://www.facebook.com/watch/?v=438952547159197) que me causou muita curiosidade. Com mais de 57 mil curtidas e 5,7 mil comentários, a postagem em rede social mostra um carro autônomo, provavelmente solicitado por aplicativo, ou um táxi, que chega para pegar a... Continuar Lendo →

Saracura-do-brejo: ela é discreta e se esconde no silêncio. Seu canto anuncia chuvas*

SANDRA NASCIMENTO (Rio Sorocaba Conta Histórias/ Da série Fauna do Sorocaba) - A saracura-do-brejo gosta de viver nas áreas alagadas e de vegetação densa. As cores na plumagem ajudam a camuflá-la nas matas, onde é mais fácil ouvi-la do que vê-la. Em todas as terças e sextas, neste blog, informações sobre os bichos do rio Sorocaba.

Alegre, solar e repleto de frescor, o vinho verde é o mais carnavalesco e tropical dos vinhos de Portugal e faz bonito com a gastronomia brasileira

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona - Por livre associação e experiência pessoal no mundo de Baco, o Vinho Verde, uma categoria única de fermentado de uva produzido na verdejante região do Minho, Norte de Portugal, é por suas características "tropicais" e predicados na taça o que mais tem a cara a e alma do verão brasileiro - bem como de todas as estações. Clique no título e descubra a origem, os detalhes de produção e porque a a gostosa acidez e frescor de um dos mais tradicionais e populares vinhos do país do poeta Fernando Pessoa é perfeito para o dia a dia, com a gastronomia brasileira e, até, com o churrasco do fim de semana.

Triumpus Cupidinis

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo) - Para mim, o amor é uma tarde de outono, de céu azul, sol frio e passos alheios entre folhas secas que dançam pela calçada. Para mim, o amor é a textura do moletom sobre a pele, o cabelo despenteado, a manhã que, acompanhada pelo bocejo dos pássaros, preenche o espaço com uma aquarela perfeita.  É o óculos que embaça no primeiro gole de café. As vezes, ele – o Amor – toma forma, tal qual um deus grego que prega peças entre os finitos.

Morre o último protagonista da batalha eleitoral de 1947

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - A longa carreira de Milton Marinho Martins desenvolvida em diferentes unidades educacionais da cidade, entre elas o velho Seminário Diocesano, o Curso Ferroviário e, principalmente, o colégio Achilles de Almeida, que dirigiu durante décadas, deixou no esquecimento sua participação na mais renhida eleição de nossa cidade...

Pequeno e de cauda longa, o elegante calango gosta de se camuflar*

SANDRA NASCIMENTO (Rio Sorocaba Conta Histórias) - Calango é o nome dado ao pequeno lagarto que vive em árvores, pedras e rochas. De corpo cilíndrico e cauda forte e longa, gosta de se camuflar em madeiras, concretos, costas rochosas e fendas para caçar ou tomar sol. Histórias de bichos e aves do rio Sorocaba serão publicadas todas as terças e sextas-feiras.

Je Vous Salue, Marie

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - A ditadura acabara no ano anterior e eu, jovem caipira, migrara pra São Paulo fazer Direito na PUC. O clima ainda era tenso. Não se tinha certeza se a democracia permaneceria. 1984 foi o ano das Diretas Já! Depois de muitos anos, as multidões voltaram às ruas. Os comícios em março e abril daquele ano juntavam milhares de brasileiros lutando por eleições para presidente...

Traições encadernadas

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - O ex-presidente Michel Temer conspirou e, por fim, derrubou da Presidência da República a presidenta Dilma Rousseff, da qual fora companheiro de chapa nas eleições de 2010 e 2014. Traiu a ela? Certamente, mas não ficou por aí. cima de tudo, traiu a ordem constitucional...

Os pãezinhos do Seu João Padeiro

LUCY ROCHA (Blog Plural) - Como por encanto, os caracoizinhos brancos cresciam, douravam e saiam do forno estalejando de tão crocantes, enquanto o cheiro que escapava pela chaminé da padaria acordava o bairro às 6 da manhã como um despertador generoso.

Vovô Elvis

JOSÉ CARLOS FINEIS (Blog Conversa de Armazém) - (...) Daquela vez foi diferente. Depois daquela conversa, a monotonia das tardes e manhãs passou a ser interrompida pela voz daquele já alquebrado senhor, sempre engalanada por uma certa impostação que, embora tênue e, como se diz popularmente, “pequena”, fazia mesmo lembrar, ainda que vagamente, o jeito de cantar do rei do rock.

O panda zen

LÚCIA HELENA DE CAMARGO (Blog Todas as Telas) – Alguns programas destinados ao público infantil são um refúgio para quem deseja ligar a TV para relaxar e deixar de pensar, pelo menos por alguns minutos, no periclitante estado de coisas pelo qual passamos, com pandemia, governo leviano e incapaz, e cotidiano difícil. Um desses é... Continuar Lendo →

Escuta Zé Ninguém e a função do orgasmo

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando la Pelota) - Você é um "Zé Ninguém", um "homem comum". Reflita sobre o duplo sentido dos termos “pequeno” e “comum”. Não fuja! Tenha a coragem de olhar para si mesmo! “Que direito você tem de me passares sermão?”, é a pergunta que vejo nos seus olhos assustados. É a pergunta que ouço na sua língua insolente, zé-ninguém.

Os vivos e os mortos na esquina do mundo (II)

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Kafka e Poe reapareceram na mesma esquina de onde tinham fugido de mim na noite anterior. Surgiram do nada, como se tivessem sido transplantados pela máquina do tempo. Eu os vi com a diferença da fração de um piscar de olhos. E desta vez me aproximei rápido, antes que pudessem fugir novamente. Eu seria capaz de retê-los pelos colarinhos, mas não foi preciso recorrer à força.

Com a palavra: Ernest Hemingway

LUIZ PIEROTTI - Não, não abandonei o barco. Não me abriguei em terra firme, virando as costas a todo o universo que flutua por entre a Terceira Margem. Volto após um período longo de bloqueios criativos e cotidiano avassalado pelo rolo compressor que, por vezes, a vida se torna. Porém, são nesses momentos que encontramos... Continuar Lendo →

Os vivos e os mortos na esquina do mundo (I)

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Que Kafka tenha construído labirintos que nos ajudam a entender quem somos hoje e que Poe tenha criado o terror que inspira os nossos pesadelos, não há sombra de dúvida. Que esses dois profetas do apocalipse da existência revolucionaram a literatura, também não há dúvida.

Futebol em transe

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - Na sua mais longa edição, o Palmeiras conquistou seu segundo título na Taça dos Libertadores ( como dizem os portugueses) enfrentando o tradicionalíssimo Santos. Os dois times contavam com vários jogadores " da base". Mas com uma sutil e crucial diferença: o Santos o fazia por necessidade econômica e o Palmeiras por opção tática e técnica do interino Cebola e depois do técnico Abel Ferreira.

Consumido no Brasil desde 1890, quando era vendido em drogarias, o leite condensado volta à berlinda em meio ao festim de gastos do governo federal

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Revelada nesta semana pelo portal da transparência, que por sinal foi tirado do ar pelo governo federal, e amplamente repercutida pela mídia e redes sociais, a escandalosa gastança perpetrada por palácios e ministérios abrigados na órbita de influência direta do atual ocupante do Planalto, na capital federal, uma espécie de bolha e ilha da fantasia distópica, voraz e alheia aos problemas do país, é de corar qualquer brasileiro decente.

Dois mitos da escravatura

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - A escravidão negra instalou-se em Portugal durante o ciclo das navegações que buscavam um caminho marítimo para as Índias, contornando o continente africano. Legalizou-a uma bula papal que concedeu aos reis portugueses o direito de escravizar os povos não cristãos que, no curso da empreitada, viessem a encontrar.

Das estrelas

JOSÉ CARLOS FINEIS (Blog Conversa de Armazém) - Pelas ruas/ vazias/ estreitas./ No fundo do meu olhar:/ estrelas./ Solenes,/ altivas,/ eternas...

A sombra em nossa personalidade e o arquétipo do bode expiatório

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - Caravaggio recriou o mito de Judith e Holofernes no quadro que abre este texto. Judith é viúva. Sua cidade foi invadida e há desesperança entre as gentes. Ninguém é capaz de derrotar o conquistador Holofernes. Utilizando da sedução e malícia, a viúva embriaga o soldado, penetra em sua alcova, onde termina por decapitar o poderoso homem...

São Paulo: mistério e paixão

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - O lugar e a época do nascimento marcam o destino do homem. Eu nasci na Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo, em 16 de março de 1961. São dados que acompanham todo indivíduo como se fossem códigos de um DNA existencial.

Ademar Guerra, ainda à espera de uma homenagem à altura em sua cidade natal

PAULO BETTI (Blog do Paulo Cabra) - Sorocaba tem uma praça dedicada ao grande diretor teatral Ademar Guerra. Fica perto da Igreja do Bom Jesus do Bomfim da Água Vermelha, erigida por João de Camargo, o grande taumaturgo, na avenida Barão de Tatuí, hoje um dos lugares distintos da cidade. Pena que no local não exista nenhuma identificação nem placa que se refira ao homenageado.

Presidente Júlio Prestes

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - As muitas tentativas de Donald Trump para negar legitimidade à vitória de seu sucessor Joe Biden, culminando com um ensaio de golpe, jogaram os brasileiros no túnel do tempo. Isso permitiu, àqueles com algum interesse em pesquisa histórica, vislumbrar como se faziam as eleições no Brasil, anteriormente à revolução de 1930, sem a existência de partidos nacionais, sem Justiça Eleitoral, com voto a descoberto e fraude eleitoral correndo solta.

Brasil precisa de autonomia cooperativa

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - O Brasil se descobre, neste momento especialmente dramático para sua população, como um país carente de autonomia e destituído de laços de cooperação sólidos com potências emergentes como China e Índia e com seus vizinhos da América Latina e da Europa e sem políticas autônomas públicas ou econômicas - coisas que somadas geram uma tempestade perfeita, com direito a raios, ventos fortes e inundações.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: