Descubra a origem do milho e das festas juninas, tradição paulista e brasileira em que o versátil e festejado grão dourado vira o rei à mesa

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Onipresente à mesa nesta época do ano, o milho reina absoluto nas festas juninas. Imediatamente ele é associado às tradições dos santos mais comilões e festeiros do catolicismo. Embora as comemorações deste ano não possam reproduzir a atmosfera de confraternização e alegria das quermesses por conta da quarentena, vale a pena sentir todos os sabores juninos feitos a partir desse grão ancestral de origem mexicana, que é uma preciosa contribuição alimentar e cultural do Novo Mundo às diferentes culinárias do planeta.

Sinônimo de inverno, a recém-colhida safra do pinhão faz salivar os fãs da semente da pinha na estação mais fria do ano e nos festejos juninos

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - “Pinhão quentinho! / Quentinho o pinhão! / E tu bem juntinho / Do meu coração”. Assim como os versos do poeta e escritor gaúcho Mario Quintana, o saboroso fruto da araucária, ao lado das baixas temperaturas nestes últimos dias, anteciparam a chegada do inverno na região e o gostinho das festas juninas, onde ele é um dos protagonistas à mesa. Com os termômetros flertando esta semana, entre os 12º C e 18ºC, é hora de colocar para cozinhar essa delícia típica da estação e desfrutá-la em várias receitas. Para ler este artigo e outras dicas do blog, clique no título ou na foto acima.

Nesta quinta (28/5), dia mundial do hambúrguer, saiba quem criou e porque o maior ícone fast-food se gourmetizou e virou mania planetária

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Embora tenha virado sinônimo de comida norte-americana na cabeça de muita gente graças à globalização dos sanduíches padronizados feitos a jato pela rede do palhaço Ronald McDonald, a criação do hambúrguer, tão apreciado nos dias de hoje em todo lugar do planeta, é bem, bem antiga... Para ler este artigo na íntegra, clique no título ou na foto.

Santo vinho! Da Itália vem a tradição do cantucci no vin santo, ritual que no país da Bota, hoje epicentro da pandemia, marca a data máxima do cristianismo

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Na Páscoa que se avizinha, tão diferente de todas aquelas que já vivemos, conheça o ritual dos biscoitinhos cantucci embebidos no vin santo. Recordação amorosa dos meus antepassados emigrados da região de Trentino-Alto Ádige, esta é uma tradição pascal da Toscana, que eu conto aqui, no blog, numa homenagem às famílias das milhares de vítimas do coronavírus não só do país da Bota mas do Brasil e do mundo. Que o sabor desta tradição peninsular vivida em família, bem como a esperança de nos reencontrarmos em breve em torno da mesa, adoce um pouco a rotina do nosso isolamento, suavizando mesmo que por um instante o temor e as sombras dos tempos atuais. Para ler o texto na íntegra, clique no título ou na imagem acima. E que seja uma Páscoa de esperança pra todos nós.

Os sabores e gulodices que faziam o hoje sessentão Ayrton Senna, eterno tricampeão da F-1 e piloto imbatível na chuva, derrapar no prato

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Senna 60 anos. Se ainda estivesse vivo, Ayrton Senna da Silva (1960-1994) brindaria neste sábado (21), o penúltimo deste agitado mês de março de 2020, seis décadas do seu nascimento. E, claro, com direito a tomar um bom banho de champanhe, como ele fazia toda vez que subia no lugar mais alto do pódio, para alegria da legião de fãs brasileiros e amantes de automobilismo espalhados pelo mundo. Para ler o artigo na íntegra, clique na foto do tricampeão ou no título do post.

A produtora Laura Catena, das bodegas Catena Zapata e Luca Wines, fala sobre as mulheres no mundo do vinho e sua obsessiva paixão pela Malbec e o terroir mendocino

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - No mês internacional da mulher, uma entrevista especial com a herdeira da mais premiada vinícola argentina - a Catena Zapata -, e também proprietária da bodega-butique Luca Wines. Neste 'Papo de Vinho' exclusivo, ela fala entre outros assuntos sobre a participação da mulher no universo do vinho e a safra 2017 do icônico Malbec Argentino, que acaba de desembarcar no Brasil, e exalta no rótulo um quarteto feminino.

Ronaldo, Maradona, Coutinho e o craque votorantinense Ize. No campo e na mesa, os boleiros bons de garfo do passado que também comiam a bola

MARCO MERGUIZZO / FREDERICO MORIARTY (Blogs Aquele Sabor Que Me Emociona e Pipocando La Pelota) - Embora este domingo (8/3), dia das mulheres - que, por sinal, hoje jogam futebol e batem um bolão -, seja todo delas, também é dia do mais popular e apaixonante dos esportes coletivos, o qual todo marmanjo adora assistir nas tardes de domingo para torcer por seus ídolos e time do coração. Tema deste post que convocou o ‘pofexô’ Frederico Moriarty, titular do blog Pipocando La Pelota, para compor esta mesa redonda a dois e relembrar e saudar os jogadores roliços do passado que faziam bonito em campo, mesmo carregando alguns quilos extras na cintura. Para ler e rolar a bola agora, clique na imagem e pimba na gorduchinha!

Sutil, delicada, idiossincrática, a Pinot Noir é a mais feminina e peculiar entre as uvas de vinho. Um viva a essa francesinha e às mulheres.

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - São inúmeros os adjetivos e a reverência que se faz a essa uva de origem francesa hoje globalizada e espalhada por vários países. Não por acaso, ela é considerada por muitos a mais feminina das castas. Peculiar e inconfundível, é a uva-base de alguns dos melhores vinhos do mundo. Pedida mais do que certeira para celebrar o mês e o dia internacional da mulher, marcado para este domingo, 8/3. Para ler o artigo completo e conferir as dicas do blog, clique na imagem acima. E um brinde especial a todas as mulheres das nossas vidas. Santé a elas!

Acima ↑