Brasil: sobre os ombros da servidão voluntária

LUIZ PIEROTTI - Por volta de 1549, um jovem francês chamado Étienne de La Boéti escrevia um discurso intitulado “Servidão Voluntária”. Nele, tratava do absolutismo francês e de como os servos desses reis voluntariamente aceitavam o totalitarismo imposto. Apesar dos quase 500 anos que nos separam do pensador francês, muitas de suas ideias ainda podem elucidar comportamentos frequentes da contemporaneidade .

Para brindar os 75 anos de Chico, as canções que lembram seu precioso legado artístico, o ativismo e, claro, a boa mesa

MARCO MERGUIZZO - “Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome”. Embora a frase, antológica, seja do genial Caetano Veloso, ela expressa em boa medida a trajetória grandiosa de um outro gigante da MPB e da cultura nacional: a de Chico Buarque de Holanda, uma figura superlativa nos cenários musical, cultural e político brasileiros... Continuar Lendo →

Von Martius em Sorocaba

RUBENS NOGUEIRA - Tinha nome nobilíssimo – Carl Frierich Philipp Von Martius. Foi do grupo de naturalistas que no início do século 19 estiveram no Brasil de Dom João VI. Um time de cobras: ele, Saint-Hilaire, Debret, Taunay, Rugendas, Grandjean de Montigny, Maria Graham, Johann Baptist Von Spix, entre outros. Não houve, entre eles, quem... Continuar Lendo →

Cultura Brasileira

RUBENS NOGUEIRA - O Jornal do Brasil dedicou uma página inteira ao livro “Cultura Brasileira hoje: diálogos”, mostrando, graças a Deus, que o mais que centenário veículo de comunicação – impresso e digital – está aí para incentivar os valores eternos da Educação e da Cultura. A autora do livro enriquece a reportagem com o... Continuar Lendo →

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑