Fora da Margem, Ano 2, Edição 62

FORA DA MARGEM - Um veterano do cartum brasileiro, Jaguar, pseudônimo do carioca Sérgio de Magalhães Gomes Jaguaribe, fundador do icônico Pasquim, semanário de resistência criado para ironizar e fustigar o Golpe de 1964, expressa de forma perturbadora, nesta charge que abre a edição deste Fora da Margem, toda a sua mordacidade e frustração em relação ao país cujas potencialidades se perderam lamentavelmente no curso do tempo. O Brasil que desejamos, porém, e outros temas do cotidiano que nos afetam direta e indiretamente também são fonte de reflexão, crítica e bom humor permanentes para uma legião de chargistas e criadores anônimos de frases e memes que hoje circulam e nos divertem nas redes sociais.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 61

FORA DA MARGEM – A gripezinha, quem diria, pegou o presidente norte-americano Donald Trump. A criticada decisão do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), que revogou regras de proteção das áreas de manguezais e de restingas, avalizada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em meio às constantes queimadas do Pantanal. Estes e outros assuntos para lá de preocupantes da política nacional e internacional, que bombaram nos últimos dias de setembro, são destaque desta primeira edição de outubro do Fora da Margem, que está irresistível. Não deixe de conferir e se divertir.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 60

FORA DA MARGEM - Em meio a um dos maiores desastres ecológicos do país, que inclui as queimadas do Pantanal mato-grossense e o desmatamento sem precedentes da Amazônia, o mundo se surpreendeu com o discurso presidencial na ONU, na semana que passou, ao apontar os índios (sim, os povos resilientes que protegem bravamente nossas florestas) como os principais responsáveis pelo caos ambiental do Brasil. Nonsense total. Este e outros temas do nosso cotidiano estão nesta edição inédita do Fora da Margem. Não deixe de conferir, começando de forma bem humorada a semana e refletindo sobre este e outros vexames que o país hoje protagoniza na contramão do mundo civilizado.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 59

FORA DA MARGEM – As queimadas no Pantanal e o desmatamento da Amazônia. A disparada do preço do arroz e da cesta básica. E, como não poderia deixar de ser, o costumeiro "E daí"? presidencial. Pior: a pasmaceira das instituições e a inexplicável indiferença da sociedade brasileira diante do caos ecológico e econômico do país, dos mais de 13 milhões de desempregados e da normalização da transmissão da Covid, com quase 1.000 vítimas diárias, e o vírus à espreita em bares, shoppings e praias hiperlotados. Embora pudessem integrar um filme de horrores, todos esses assuntos estão nesta edição dominical e sempre inédita do Fora da Margem. Não deixe de dar uma espiada.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 58

FORA DA MARGEM – A disparada do preço do arroz. A carestia de volta à vida dos brasileiros. Estagnação econômica. Desemprego. E tudo isso em meio a um cenário de inexplicável afrouxamento da quarentena com praias e bares abarrotados de gente. Todos esses assuntos e outros mais compõem esta seleção inédita do Fora da Margem. Não deixe de conferir e se divertir.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 55

FORA DA MARGEM - A normalização da tragédia da Covid no Brasil, com mais de 114 mil mortes até agora. A temerosa volta à sala de aula. O total descaso com a educação e a saúde da população. O debate medieval sobre aborto e pedofilia. O igualmente inadmissível fim da isenção de impostos sobre a venda de livros. Não deixe de espiar e se divertir com mais esta edição do Fora da Margem, que traz algumas das melhores charges, memes e frases viralizadas nas redes sociais, durante esta semana.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 54

FORA DA MARGEM – A indiferença e a omissão do governo federal ante aos mais de 107 mil brasileiros mortos pela Covid. A cloroquina e o ozônio como "solução" contra o mortal coronavírus. A distopia e a normatização da tragédia pela sociedade brasileira. O barraco com o artista plástico Romero Britto. Estes e outros assuntos da semana foram matéria-prima do noticiário e de uma produção inventiva de charges, memes, frases e pensamentos que viralizou durante esta semana nas redes sociais. Não deixe de conferir - e se divertir - com mais esta edição do Fora da Margem. Bom domingo e ótima semana.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 51

FORA DA MARGEM - Uma imagem curiosa e ao mesmo tempo simbólica do imenso Carlos Drummond de Andrade, cujo cartaz criado por um carioca anônimo foi colocado à frente da conhecida estátua de bronze do poeta mineiro na orla da Cidade Maravilhosa, traduz em boa medida a solução para boa parte dos males que aflige o Brasil. Não deixe de conferir mais esta edição do Fora da Margem. Bom domingo e ótima semana.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 50

FORA DA MARGEM - FORA DA MARGEM – Quase 80 mil mortos - onde vamos parar? Genocídio de tribos indígenas pela Covid. Invasão de áreas de proteção ambiental por garimpeiros. Desmatamento sem precedentes. O país desgovernado segue sem freio rumo ao caos social e econômico. Mesmo sem nenhum motivo para sorrir, estes e outros assuntos geraram inúmeras charges, memes, frases e vídeos nas redes sociais, e que você confere agora em mais está edição dominical do Fora da Margem. (Cartum: Duke)

Fora da Margem, Ano 2, Edição 49

FORA DA MARGEM - A perigosa volta à "normalidade", a bares, restaurantes, shoppings e praias de todo o país. A assustadora escalada de vítimas da pandemia. A contaminação do presidente, a apologia da cloroquina e outras patuscadas federais mais de Jair Messias Bolsonaro. Estes e outros assuntos motivaram uma série de charges, memes, frases e vídeos viralizados nas redes sociais, e que você confere agora em mais esta edição inédita do Fora da Margem.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 48

FORA DA MARGEM - A privatização da água. A inauguração fora de hora da tranposição do rio São Francisco. O cãozinho "adotado" da primeira dama. A escalada da pandemia e outras patuscadas do governo, como a admissão e demissão a jato do ex-ministro da Educação, o brevíssimo Carlos Decotelli. Sempre patinando nos mesmos temas e problemas, o Brasil e o mês de julho começaram com a cara de antes, motivando uma avalanche de charges, memes, frases e vídeos que viralizaram na mídia e nas redes sociais, e você confere agora nesta nova edição dominical do Fora da Margem.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 47

FORA DA MARGEM - A prisão de Fabricio Queiroz e o "anjo" Fred Wassef. As rachadinhas e os laranjas. O projeto de privatização da água e o mais importante: a pandemia que diariamente tem ceifado a vida de milhares de brasileiros. Estes e outros assuntos são objeto de inúmeras charges, memes, frases e vídeos que viralizaram durante a semana nas redes sociais, e que você confere agora em mais esta edição inédita do Fora da Margem.

Dia Mundial do Meio Ambiente impõe reflexões sobre nossa relação com o planeta

SANDRA NASCIMENTO (do blog Rio Sorocaba Conta Histórias) - Devido à pandemia de Covid-19, neste ano de 2020, a semana que antecedeu o Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho, aconteceu sem muitos motivos para comemorações. O gráfico acima mostra que a curva do novo coronavírus no Brasil vem crescendo desde o primeiro caso divulgado, enquanto outros países se mantêm estabilizados. A ilustração foi desenvolvida pelos alunos da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto a partir de pesquisas. Os estudos concluíram que o país é o único no mundo a manter o crescimento do número de casos e mortes depois de 50 dias de pandemia.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 31 – Especial de Aniversário (1 Ano)

FORA DA MARGEM - Pandemia do Coronavírus, a chegada do Covid-19 ao Brasil, circuit breaker e queda histórica da Bolsa de Valores, prisão de Ronaldinho gaúcho no Paraguai, além, é claro, das bolsonarices da semana. Não deixe de conferir esta edição especial do Fora da Margem, que marca o primeiro aniversário do canal. Nós, blogueiros independentes do Coletivo Terceira Margem, agradecemos a sua leitura e por nos prestigiar sempre. Boas risadas - apesar dos horrores e temores, oxalá passageiros. E um ótimo fim de semana a todos.

A ignorância como fermento para a banalidade do mal

MARCELLO FONTES (Blog Em toda e em nenhuma parte) - O mal não estaria ligado à liberdade, mas à não liberdade. Aquele que perpetra o mal não é um “monstro” ou um ser necessariamente perverso ou cheio de motivações aterrorizantes, mas acima de tudo um Homem comum. Uma assustadora normalidade cerca o mal, que para Arendt evidencia-se principalmente no aspecto político e histórico, sem que se tenha qualquer evidência de que foi cometido por crueldade absoluta, mas principalmente por omissão e ignorância. O perpetrador do mal, para Arendt, nada tem a ver com o vilão tradicional ao qual muitas vezes nos acostumamos.

Liberdade, liberdade, abra as asas sobre nós e que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz

TERCEIRA MARGEM - O Coletivo Terceira Margem defende o respeito às instituições democráticas, liberdades civis e demais direitos fundamentais preconizados e consagrados pela Constituição de 1988, a partir de um sistema justo e legítimo de representação e exercício de poder que vise à eliminação das desigualdades sociais e desequilíbrios econômicos. Nos unimos e engrossamos fileiras com a sociedade brasileira, neste momento de extrema gravidade, em defesa das liberdades políticas e de expressão e contra os ataques à normalidade institucional e à nossa jovem democracia. Ditadura nunca mais! Desperta, Brasil! Vamos resistir!

Fora da Margem, Ano 2, Edição 27

FORA DA MARGEM – Nas redes sociais, Paulo 'Posto Ipiranga' Guedes na berlinda. Mais: os "ganhadores" do "Oscar brasileiro" e a enchente do início desta semana, em São Paulo. E ainda: coronavírus, violência policial, desemprego, dólar nas alturas... é um salve-se quem puder! Prato cheio para abastecer a imaginação dos craques do cartum nacional, além de uma enxurrada de memes, frases, gifs e vídeos criados e compartilhados na internet por autores anônimos para lá de criativos. Não deixe de conferir mais esta edição inédita do Fora da Margem. Divirta-se e um ótimo fim de semana.

Tolerância x Intolerância = Intolerância

MARCELLO FONTES (Blog Em toda e em nenhuma parte)
- O intolerante, se for tolerado, causará em algum momento a destruição dos tolerantes e da própria sociedade que assim se posiciona. Isso porque o intolerante aproveitaria a tolerância a ele concedida para difundir e praticar suas ideias intolerantes, que incluem, como vimos, a eliminação de todo aquele que não for semelhante a ele. Seria uma tolice da parte dos tolerantes estenderem essa tolerância aos intolerantes. E essa tolice custaria muito caro.

Zé Muleque, o leva e traz (conto). Parte 2: Uma cabeça prestes a rolar

JOSÉ CARLOS FINEIS (Conversa de Armazém) - Às vezes me esqueço que agora sou contista, e não mais um escrevinhador de notícias policiais. A cabeça decepada que no noticiário sensacionalista aparece logo no título pode, na narrativa literária, ser cortada aos poucos, ou na última linha, ou, se o texto for uma obra aberta, até mesmo permanecer como uma sugestão ou um mistério, para que o leitor tire livremente suas conclusões do que pode ter ocorrido e a quem.

Fora da Margem, ano 1, ed. 3

FORA DA MARGEM - Uma coleção sempre renovada de memes, vídeos, montagens, prints, piadas, frases e outros conteúdos que andam bombando nas redes sociais e WhatsApp. Publicações aos domingos e quartas-feiras. Atualizações a qualquer momento.

Brasil: sobre os ombros da servidão voluntária

LUIZ PIEROTTI - Por volta de 1549, um jovem francês chamado Étienne de La Boéti escrevia um discurso intitulado “Servidão Voluntária”. Nele, tratava do absolutismo francês e de como os servos desses reis voluntariamente aceitavam o totalitarismo imposto. Apesar dos quase 500 anos que nos separam do pensador francês, muitas de suas ideias ainda podem elucidar comportamentos frequentes da contemporaneidade .

Lembra-se de Homero Homem?

RUBENS NOGUEIRA - Um menino de asas, um cabra das rocas, um nordestino arretado, um jornalista atuante, um escritor popular, um poeta maravilhoso, um ser generoso, um homem de esquerda, um pai afetuoso, um marido apaixonado, um homem brilhante – Homero Homem de Siqueira Cavalcanti. As reportagens semanais que ele assinava cobriam uma página inteira... Continuar Lendo →

Acima ↑