Crítica: Rua sem saída

JOSÉ SIMÕES - Fazer teatro na ou para a rua não é nada fácil. Isso porque o espetáculo nesse espaço fica à mercê de várias interferências, tais como: barulhos dos carros, das motos, do vai e vem dos transeuntes, das condições climáticas, etc. Isso sem falar nas questões ligadas diretamente ao oficio teatral. Interpretar na... Continuar Lendo →

Crítica: Valsa nº6

JOSÉ SIMÕES - Valsa nº6 de Nelson Rodrigues, com direção de Angela Barros e interpretação de Gui Miralha, esteve em cartaz no Teatro Municipal Teôtonio Vilela, numa das raras temporadas teatrais realizadas nesse espaço, na cidade de Sorocaba. A peça foi escrita em 1951. No mesmo ano estreou no Rio de Janeiro, sob a direção... Continuar Lendo →

Precisamos de mais teatros na cidade de Sorocaba

Precisamos de mais teatros em Sorocaba. O município tem uma lei desde 2010, proposta pelo vereador Martinez que dispõe sobre a obrigatoriedade de construção de teatros em centros comerciais. Todavia nenhum teatro foi criado na cidade no período.

Jessika Menkel – a dor de si e a dor dos outros

JOSÉ SIMÕES -  Hoje vou escrever acerca de um espetáculo carioca: o monólogo da  atriz sorocabana Jessika Menkel. Apesar de Sorocaba ser uma cidade de médio porte na comparação com as outras cidades brasileiras, no dia a dia muitos de nós gostamos de imaginar que ainda somos uma pequena cidade do interior, que conhecemos todas... Continuar Lendo →

Crítica teatro – Gavetas do Corpo

JOSÉ SIMÕES -   Gavetas do Corpo, o novo espetáculo da Camarim Cia de Teatro, toma como ponto de partida a discussão do corpo e da corporeidade neste tempo e lugar. São as histórias/memórias do corpo particular,  privado e  vivido pelos artistas interpretes,  rememoradas, disfarçadas, reconfiguradas, inventadas e recusadas que estão postas em cena. Gavetas do... Continuar Lendo →

Crítica teatro: As Criadas

JOSÉ SIMÕES - TT6 em cena. Jean Genet não é um autor fácil. Obra complexa e  com inúmeras possibilidades de se cair na tentação de classifica-lo e, de certo modo, empareda-lo e diminuí-lo. Sua história de vida - na bandidagem, na prisão, no comportamento pouco cordial e no envolvimento com intelectuais como Sartre- servem, por... Continuar Lendo →

A importância do texto no teatro

O poder é a escola do crime. (Macbeth)   JOSÉ SIMÕES - Antes de começar este post é preciso afirmar que qualquer texto pode ser teatralizado. Isto é: todo texto literário  ou não pode ser levado à cena. Tal como  poemas, literatura,  fábulas, etc. Mas há uma forma de escrita específica para o teatro -... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑