Jornada III: Diante da Lei

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo) - Em 1919, Franz Kafka escrevia um pequeno conto em que propunha a ideia de que a Lei era um lugar físico e para ser admitido em tal local, era necessário adentrar uma porta vigiada pelo Guardião da Lei. A dinâmica simples torna-se um exercício de autocrítica ao percebermos que essa admissão se dá como reflexo de nossas próprias escolhas que, por vezes, destoam de nossa noção ética e moral.

2020: o novo normal dos velhos horrores

LUIZ PIEROTTI - 2020 é indiscutivelmente um ano que ficará marcado na história. Um ano de isolamento, pandemia e de incontáveis mortes. O ponto zero do novo normal, porém, ornamentado de horrores e avanços nada novos. Quem poderia prever que ao longo de períodos onde a indicação universal, e racional, de ficar em casa para evitar um... Continuar Lendo →

Jornada II: Cenotáfio

LUIZ PIEROTTI - Sophia cuida do marido enfermo ao logo de toda uma noite Entre a solidão a tristeza e o medo, algumas lembranças das teorias existenciais do homem voltam à tona, ajudando a esposa a superar a situação e colocando-se como um enorme cenotáfio da sua história. Um grande monumento póstumo destinado ao que... Continuar Lendo →

Igbo Landing: Morte pela Liberdade

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo) - Em 1803, a rebelião de homens cativos na escuna The Schoone York, no litoral da Georgia, se transformaria em um dos maiores atos de liberdade da América. O episódio conhecido como Igbo Landing (Terra Igbo), ocorrido há 217 anos, é um marco profunda na história do movimento afro-americano,... Continuar Lendo →

Jornada I: William Burroughs

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo)- Entre 1348 e 1353, o escritor italiano Giovanni Boccaccio escrevia sua maior obra, o Decameron (do grego “deca hemeron”, ou seja “dez jornadas”), uma coletânea de cem novelas narradas por um grupo de jovens que se abrigavam em uma montanha da Florença, fugindo da peste negra. Suas histórias orbitam o amor, o erótico, o sagaz, o moral e...

Não há benefícios se existem vidas perdidas

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo) - Assumo a culpa. Há tempos não nos encontramos por aqui, isso porque os últimos dias têm sido tão caóticos por aqui quanto, imagino, por ai. Porém, como gosto de tomar as vezes de “opinador”, resolvi tecer algumas palavras sobre a forma como estamos reagindo a esse período tão incerto e aflitivo da...

Uma composição para Therese

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo) - Qual o alcance de nossas ações? Até onde as experiências vividas podem reverberar pelo tempo, alcançando outras vidas, outros terrenos e outros significados? E quanto aos receptores, compreenderiam a força individual que uma obra de caráter universal carrega em si? Quantas histórias, motivações, inspirações e sofrimentos trazem ela comporta ao serem diariamente lidas, ouvidas, assistidas e consumidas? Continuar lendo...

Causos sorocabanos: agredido por alienigena

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo) - Todo mundo tem uma história para contar, seja ela ardilosa, simples, engraçada ou misteriosa. Foi pensando nesse prazer narrativo que, após um razoável hiato, o Máquina do Mundo volta a dar as caras aqui no Coletivo Terceira Margem para contar uma história! História não, um causo!

A Tempestade e o Ímpeto da modernidade: um Brasil em chamas

LUIZ PIEROTTI - Há quase 5 séculos, na Alemanha, se criava a expressão Sturm und Drang (Tempestade e Ímpeto), termo utilizado para se referir ao movimento romântico que despontava na região. Guiado por grandes nomes como Friedrich Schiller e Johann Wolfgang von Goethe, o movimento negava todo o racionalismo presente no iluminismo que reinava até... Continuar Lendo →

Brasil: sobre os ombros da servidão voluntária

LUIZ PIEROTTI - Por volta de 1549, um jovem francês chamado Étienne de La Boéti escrevia um discurso intitulado “Servidão Voluntária”. Nele, tratava do absolutismo francês e de como os servos desses reis voluntariamente aceitavam o totalitarismo imposto. Apesar dos quase 500 anos que nos separam do pensador francês, muitas de suas ideias ainda podem elucidar comportamentos frequentes da contemporaneidade .

A paz entre abraços e presentes: primeiro evento público do Coletivo

LUIZ PIEROTTI - No último domingo, dia 14 de julho de 2019, um grupo de moradores de Sorocaba, junto a alguns integrantes do Coletivo Terceira Margem, se encontraram na praça Coronel Fernando Prestes, pela manhã. O Objetivo? Um abraço coletivo. Por iniciativa do Terceira Margem, o encontro foi organizado para impulsionarmos um movimento diferente. Uma... Continuar Lendo →

Palavras Negras: o racismo na literatura brasileira

LUIZ PIEROTTI - Há algum tempo, falamos sobre a escritora Carolina Maria de Jesus, mulher negra, favelada, e muito importante para a história da literatura brasileira, assim como para a compreensão dos processos de marginalização que nos rodeiam. "Machado de Assis Real", projeto da Faculdade Zumbi dos Palmares Mas ela não foi a única, diversos... Continuar Lendo →

A Votorantim do sr. Adão

LUIZ PIEROTTI - Sr. Adão Teles de Ataide chegou em Votorantim no ano de 1957. Cresceu junto com o bairro, viu o município se emancipar e construiu sua vida e memórias na região. O Máquina do Mundo apresenta o segundo episódio da série Memórias Contados, e hoje buscamos as lembranças que recriam a evolução da... Continuar Lendo →

Cinco dúvidas sobre depressão

LUIZ PIEROTTI - Conforme levantamento feito pela OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde), estima-se que cerca de 300 milhões de pessoas no mundo sofram com a depressão, número de tamanha relevância que, para muitos, faz com que este transtorno possa ser classificado como o mal do século. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde),... Continuar Lendo →

Memórias contadas: a chácara do Parque Três Meninos

LUIZ PIEROTTI - O que nos liga ao passado? O que fortifica nossas raízes, nossas relações, nossas histórias? Memórias Contadas é a nova série de vídeos do Máquina do Mundo, e procurará, por meio de breves relatos pessoais, reviver momentos, experiências e eventos que contem um pouco mais sobre a história de Sorocaba e região.... Continuar Lendo →

Baobá: do estudo ao convívio

LUIZ PIEROTTI - O espaço de reuniões é aconchegante e familiar. Um café fresquinho nos espera em uma sala com diversas almofadas dispostas em círculo no chão. Ali acontecem os encontros do Grupo de Estudos Negros Baobá. Nascido da necessidade de discussão e compartilhamento de ideias e obras que abordassem a negritude, o Baobá vai... Continuar Lendo →

As novas cores de Rimbaud

LUIZ PIEROTTI - Há, por vezes, jovens geniais que parecem vir à Terra com um único motivo: causar inveja aos demais habitantes locais. Isaac Newton, Wolfgang Amadeus Mozart, Maria Gaetana Agnesi, dentre outras personalidades que – ainda crianças – já mantinham uma produção sólida e preciosíssima, seja no campo da arte, da ciência, da política,... Continuar Lendo →

Não esqueçamos Carolina

LUIZ PIEROTTI - Nascida em 14 de março de 1914, Carolina Maria de Jesus foi uma das primeiras e mais importantes escritoras brasileiras. Representava uma parcela muito oprimida da sociedade: era negra, favelada e trabalhava como catadora de papéis. Em vida, publicou 4 livros, Casa de Despejo, Casa de Alvenaria, Pedaços da Fome e Provérbios,... Continuar Lendo →

Terceira Margem: o conto, um coletivo

LUIZ PIEROTTI - O ano, 1962. Era publicado a obra Primeiras Estórias, sexto livro do grande escritor mineiro João Guimarães Rosa. Composto de 21 contos, traz consigo uma pérola da literatura nacional, o conto "A Terceira Margem do Rio". Enigmático, plural, impactante, a "terceira margem" é uma história que se reinventa a cada nova leitura,... Continuar Lendo →

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: