Não há benefícios se existem vidas perdidas

LUIZ PIEROTTI – Assumo a culpa. Há tempos não nos encontramos por aqui, isso porque os últimos dias têm sido tão caóticos por aqui quanto, imagino, por ai. Porém, como gosto de tomar as vezes de “opinador”, resolvi tecer algumas palavras sobre a forma como estamos reagindo a esse período tão incerto e aflitivo da pandemia.

Basta espiarmos a vida alheia (só por redes sociais, ultimamente) para percebermos um certo mix de sensações e reações decorrentes dessa crise global. Medo, ansiedade, menosprezo, cada qual refletindo a seu modo o mundo no qual fomos inseridos em 2020. E eu, ao meu próprio modo, ligo a câmera e procuro recordar que ainda há muito que devemos evitar.

Então, vamos conversar? Eu começo.

Um comentário em “Não há benefícios se existem vidas perdidas

Adicione o seu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: