Terror trash no Cinema Brasil

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Antigamente você entrava no cinema para assistir a um filme de terror com todos os seus sentidos preparados para o pânico calculado e tão esperado. Hoje você começa o dia e a sensação é de que o filme de terror já está em andamento, você perdeu o início e desta vez não está preparado para os sustos da exibição. Não há como deletar ou ignorar a projeção da obra trash e todo mundo está ligado nela com a mesma paúra de quem assiste ao último lançamento de “O massacre da serra elétrica”.

Não era só um rolinho de canela, era Cinnabon

LUCY ROCHA (Blog Plural) - Ao longo dos anos em que trabalhei para uma empresa na Pensilvânia, viajava pelo mundo e, por um bom tempo, o lugar mais familiar para mim eram os aeroportos. Desses anos, ficaram recordações indeléveis que, na minha memória, estão marcadas pelo cheiro inconfundível dos Cinnabon rolls que tomava conta dos aeroportos americanos, dos quais eu decolava rumo ao mundão e nos quais aterrissava nas minhas voltas à casa.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 42

FORA DA MARGEM - Clique acima na charge do cartunista Jota Camelo e dê uma espiadinha na seleção inédita e pra lá de divertida de charges, memes, frases e vídeos sobre os assuntos mais comentados e que foram destaque nesta semana na mídia e nas redes sociais. Boas risadas e e reflexões. E um ótimo final de semana.

Nesta quinta (28/5), dia mundial do hambúrguer, saiba quem criou e porque o maior ícone fast-food se gourmetizou e virou mania planetária

MARCO MERGUIZZO (Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Embora tenha virado sinônimo de comida norte-americana na cabeça de muita gente graças à globalização dos sanduíches padronizados feitos a jato pela rede do palhaço Ronald McDonald, a criação do hambúrguer, tão apreciado nos dias de hoje em todo lugar do planeta, é bem, bem antiga... Para ler este artigo na íntegra, clique no título ou na foto.

Rei Pelé: 80 anos

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - Quarta feira, 19 de novembro de 1969. Eu estava prestes a completar 2 anos de idade. O Jornal Nacional noticiava a segunda viagem do homem à Lua. Mas nada superava a ansiedade em assistir o jogo pelo Roberto Gomes Pedrosa, o Brasileirão dos anos 60. De um lado do Maracanã, o Vasco da Gama. Doutro, o imortal Santos Futebol Clube. Em campo, o sobrenatural rei do futebol...

Jornada II: Cenotáfio

LUIZ PIEROTTI - Sophia cuida do marido enfermo ao logo de toda uma noite Entre a solidão a tristeza e o medo, algumas lembranças das teorias existenciais do homem voltam à tona, ajudando a esposa a superar a situação e colocando-se como um enorme cenotáfio da sua história. Um grande monumento póstumo destinado ao que... Continuar Lendo →

A invenção da Humanidade (conto)

JOSÉ CARLOS FINEIS (Blog Conversa de Armazém) - A menina tremeu quando seu pensamento avançou um pouco mais e abarcou a ideia, até então jamais pensada por alguém, de que podia romper com as regras da tribo. Seu coração pulsou forte quando constatou que podia, se quisesse, morrer com aquele homem -- o único, dentre todos, que a cobria de agrados, ora levando-lhe as frutas mais vistosas que conseguia encontrar, ora sorrindo para ela e abraçando-a, ora passando as mãos em seus cabelos.

Janela de outono

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Da janela olho para a avenida na madrugada fria. Passam uma moto, um automóvel, um homem a pé. Um ciclista empurra a bike no trecho de subida. Tudo parece tranquilo. Nenhuma ameaça à vista. E pensar que a grande ameaça não é visível. Recomendam ficar em casa. Outros dizem que é possível sair desde que se use máscara. Fico em dúvida se o vírus pode entrar pelos olhos. Fecho também a janela. Medo de o vírus entrar por uma fresta.

O barreado azedou

RUBENS NOGUEIRA (Blog Antes que me Esqueça) - Pode-se afirmar que Moro foi um algoz sem entranhas na perseguição ao líder operário. Moro passou anos negando qualquer regalia ao seu preso, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 41

FORA DA MARGEM - Clique no desenho do cartunista Lo Co e confira a seleção inédita e pra lá de divertida de charges, memes, frases e vídeos sobre os assuntos mais comentados e que foram destaque nesta semana na mídia e nas redes sociais. Boas risadas e ótimo final de semana.

‘Ainda bem’ que tem ‘tubaína’

LUCY ROCHA - Saúde, educação, saneamento básico, água potável, comida e moradia para todos. Na pauta da distorcida direita brasileira nada disso tem lugar por um motivo muito simples: essas pessoas não têm nenhum desses problemas. Para elas, essas questões são igual caviar: nunca vi, nem comi, eu só ouço falar.

Eu quero uma casa no campo. A filosofia de Epicuro

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - Quintus Horatius Flaccus, poeta romano dos fins da República e início do Império, tem duas palavras insertas num verso do seu “Carminum I, 11” muito conhecidas e decerto pouco entendidas. Dum loquimur fugerit invida aetas: carpe diem, quam minimum credula postero.

Nós, os tubaínas!

NILSON RIBEIRO (Blog Um anjo passou por aqui) - A esquerda sempre foi "tubaína". O idiota jamais entenderia. A tubaína foi criada no sec XIX no interior de São Paulo para rivalizar com os refrescos caros da elite. Custava menos da metade do preço. Por isso, sinônimo de produto popular. Resistiu bravamente à concorrência desigual. Muitas...

A precificação da vida humana

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Em fevereiro, quando a epidemia do corona vírus ainda não se iniciara em nosso país, o presidente afirmou que pessoas portadoras de HIV, além de serem um problema sério para si mesmas, geram “uma despesa para todos no Brasil”.

Resposta ao tempo

NILSON RIBEIRO (Blog Um anjo passou por aqui) - Vídeo: Hoje, no nosso resgate à obra de Aldir Blanc, o poema "Resposta ao Tempo", que recebeu uma belíssima melodia de Cristóvão Bastos e fez muito sucesso na voz de Nana Caymi. A precisão dos versos, rimas internas e ritmo perfeito são novamente características frequentes nos escritos de Aldir. Desta vez, de forma arrebatadora, o poeta fala de seu diálogo com o tempo, que bate à porta da frente.

Fora da Margem, Ano 2, Edição 40

FORA DA MARGEM - Em menos de 17 meses de governo, a troca de dois ministros da Saúde. E isto em meio a uma pandemia devastadora e sem paralelos, que já ceifou a vida de mais de 15.000 brasileiros. O segundo deles, o ex-médico e especialista em medicina privada, Nelson Teich, não durou sequer 30 dias. Sua chama se apagou de vez nesta sexta (15/5), como retratou de forma magistral o cartunista Renato Aroeira, na charge acima, culminando com a saída do agora ex-ministro. Confira mais esta edição inédita do Fora da Margem. Apesar dos tempos sombrios, boas risadas. E lembre-se: não fure a quarentena. #fiqueemcasa.

O pastor e suas ovelhas

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - Era um lugar muito distante. A época não é identificada ao longo da história da civilização. No calor de uma guerra que matou milhares de soldados, um combatente perguntou ao comandante o que ele achava do número de mortes que já superava o de outras guerras.

Igbo Landing: Morte pela Liberdade

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo) - Em 1803, a rebelião de homens cativos na escuna The Schoone York, no litoral da Georgia, se transformaria em um dos maiores atos de liberdade da América. O episódio conhecido como Igbo Landing (Terra Igbo), ocorrido há 217 anos, é um marco profunda na história do movimento afro-americano,... Continuar Lendo →

Resgate a Aldir Blanc

NILSON RIBEIRO (Blog Um anjo passou por aqui) - O escritor, letrista e poeta Aldir Blanc deixou uma obra de co-autoria de centenas de músicas com compositores brasileiros. Aqui, faremos um resgate dessas obras, com leituras de algumas de suas letras. Uma homenagem a esse artista insubstituível da trajetória cultural brasileira.

Jornada I: William Burroughs

LUIZ PIEROTTI (Blog Máquina do Mundo)- Entre 1348 e 1353, o escritor italiano Giovanni Boccaccio escrevia sua maior obra, o Decameron (do grego “deca hemeron”, ou seja “dez jornadas”), uma coletânea de cem novelas narradas por um grupo de jovens que se abrigavam em uma montanha da Florença, fugindo da peste negra. Suas histórias orbitam o amor, o erótico, o sagaz, o moral e...

É cada um por si na Cultura? Não.

JOSÉ SIMÕES (Blog do Simões) - A  entrevista da Secretaria Especial da Cultura Regina Duarte à CNN foi para a maioria do artistas algo terrível de se ver e ouvir. Primeiro porque ela  tinha nada a dizer para os artistas. Na sua cola ( que passou o tempo todo amassando ou enrolando) não havia nada... Continuar Lendo →

Fora da Margem, Ano 2, Edição 39

FORA DA MARGEM - Mais uma semana de balbúrdias palacianas, com reiteradas agressões às liberdades, instituições e à democracia. Como o ataque surreal de militantes bolsonaristas às enfermeiras no DF, o "cala boca" aos jornalistas e a diatribes da secretária de Cultura, a ex-atriz Regina Duarte, louvando as atrocidades dos tempos de ditadura. Sem contar a triste marca de mais de 10.000 brasileiros mortos pela Covid-10. Hora, portanto, de dar um tempo nas preocupações e conferir mais esta edição do Fora da Margem. Um final de semana de saúde e muita paz. E um feliz dia das mães.

Os hóspedes e o vírus (Última parte)

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - A jornalista que liderava o comando de sobrevivência dos hóspedes era a brasileira Júlia Medrado. Pela primeira vez na vida ela sentia o medo numa dimensão muito além do limite tolerável. “Quanta fragilidade”, ela pensou, ao levar em conta o contraste entre a capacidade do homem de construir a maior máquina de guerra da história e todo esse poder não ser suficiente para o combate ao inimigo invisível.

Todos a Bordo – Diário de um Pandemônio (Maio/2020)

TODOS A BORDO (DIÁRIO DE UM PANDEMÔNIO) - Algo assim como o diário de bordo de uma embarcação, em que os tripulantes ou passageiros tenham a liberdade de acrescentar uma página, sempre que sentirem a necessidade de se expressar sobre algum aspecto da realidade exterior ou interior. Assim pretende ser o blog “Todos a Bordo - Diário de um Pandemônio”, produção conjunta dos integrantes de Terceira Margem - Coletivo de Blogueiros Independentes, que estreou numa quinta-feira, em 7 de maio deste 2020.

O Futebol Total holandês: como a Laranja Mecânica revolucionou o esporte nos anos 70

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) - Dirceu parecia Gulliver na Terra de Brobdingnag. A personagem de Jonathan Swift deixara Lilliput onde era um gigante em meio à monarquia e agora via-se frente a homens 11 vezes maiores. O ponta falso Dirceu vestia a mística camisa da Seleção Brasileira, terra do sobrenatural Pelé e que havia ganhado 3 das últimas 4 copas. Atordoado em toda a partida, o Brasil desceu o sarrafo na Holanda...

Os hóspedes e o vírus (Parte IV)

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - O amanhã veio com mais problemas para os hóspedes do hotel durante a pandemia. De repente, um novo grupo de vinte pessoas se reuniu em frente à entrada do prédio. Vinham de outra parte da cidade e pediam abrigo. Entre eles havia quatro crianças e dois idosos. Abandonaram o abrigo no galpão de uma antiga fábrica porque faltou comida e agora precisavam de um local em condições de recebê-los. Suplicavam ajuda para garantir uma sobrevida.

Eutanásia do Viola desrespeita a cultura regional

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio) - Um dos programas mais longevos e de público mais fiel da Rede Cultura – o Viola, Minha Viola – completa, no dia 25, quarenta anos no ar. Infelizmente, não há o que festejar, pois o Viola está sofrendo um processo de eutanásia. Submetido a constantes mudanças de horário passou agora a ser...

Mercadoria como fetiche e arte como mercadoria

Marcello Fontes (Blog em toda e em nenhuma parte) - É muito importante dar-se conta de que muito do que fazemos e decidimos não é realmente fruto de nossa decisão consciente, pois é tal o nível de influência e coerção social ao qual somos submetidos que atos como o de um indivíduo que compra xampu para cachorro sem ter cachorro passam a ser “fichinha” perto do que fazemos sem realmente saber de modo plenamente consciente que estamos fazendo ao consumir, comprar, vestir-se, ouvir música e assistir filmes, por exemplo, e achar que somos as mais originais e autênticas das criaturas. Afinal, “uma mercadoria aparenta ser, à primeira vista, uma coisa óbvia, trivial. Sua análise resulta em que ela é uma coisa muito intricada, plena de sutilezas metafísicas e melindres teológicos”.

Pandemia cala Aldir, letrista maior da música brasileira

GERALDO BONADIO (Blog do Bonadio)- Vítima do coronavírus, morreu, aos 73 anos, o poeta Aldir Blanc, um dos maiores letristas da música brasileira, a quem devemos peças como O Bêbado e o Equilibrista, que, na voz de Elis Regina, se tornaria o hino da anistia que marcou o começo do fim da ditadura militar instaurada em 1964....

Um ano sem Antunes Filho

JOSÉ SIMÕES (Blog do Simões) -  Cada vez que o Teatro perde um artista, o teatro se renova e outros ocupam o seu espaço.  Não há nada incomum nisso, principalmente, para profissionais cujo trabalho está lastreado no efêmero. Há vários relatos de atores e atrizes que morreram e foram substituídos em seus papéis e os... Continuar Lendo →

Fora da Margem, Ano 2, Edição 38

FORA DA MARGEM - "E daí?". A interjeição distópica e indigna do presidente Jair Bolsonaro, além de marcar a semana mais sinistra de 2020, com a explosão de mortes pela Covid-19 e bem na fase mais aguda da pandemia, embrulhou o estômago e chacoalhou as consciências não só dos familiares das vítimas mas da grande maioria dos brasileiros. Este e outros assuntos, você confere em mais esta edição do Fora da Margem. Para curtir agora, clique em cima da charge do cartunista Duke. Um bom feriado de 1º de Maio e um final de semana de saúde e paz.

Os hóspedes e o vírus (Parte III)

CARLOS ARAÚJO (Blog Outro Olhar) - A quarentena no hotel à beira-mar era como uma prisão. Os hóspedes só tinham algum tipo de comunicação externa por meio do recebimento da alimentação, fornecida em materiais descartáveis, e da retirada do lixo.

Acima ↑