O bom pastor: estamos sempre em boas mãos

NILSON RIBEIRO - Segunda de manhã. Sol e tempo agradável. Depois de uma boa chuva, o verde da relva está mais viçoso... Eu e meu filho Arthur, de seis anos, fazíamos nossa vigília matinal pelo pasto, dando bons dias às vacas e cavalos, passarinhos e borboletas. Nosso ritual matinal de estar presente na vida. Súbito,... Continuar Lendo →

A vida é curta demais para não ler poesia

JOSÉ CARLOS FINEIS – Este blog nasceu com a proposta de abordar assuntos variados, sem um foco muito definido, com um pé em comportamento, outro em comunicação, outro nas artes e outro em sociedade – ou seja, seria um blog multidisciplinar com no mínimo quatro pés ou patas, assim como uma mesa ou um cavalo.... Continuar Lendo →

As existências mínimas

VANESSA MARCONATO NEGRÃO (TEXTO) / PEDRO NEGRÃO (FOTO) - Pouco acredito nos calendários, tampouco nos relógios, muito menos em datas comemorativas. Mas acredito nas pessoas. No coração que pulsa, nas falanges do bem. Como o abrigo do guarda-chuva num dia de sol quente, ainda encontramos acalento nas existências mínimas que nos atravessam. Alguém cede o... Continuar Lendo →

A festejada feijoada e o popular PF são símbolos à mesa da malandragem nacional

MARCO MERGUIZZO (do Blog Aquele Sabor Que Me Emociona) - Feijoada ou prato feito? Ou, por acaso, seria pra você o churrasco? Qual é, afinal, a maior referência culinária e o prato número um do Brasil? Não sei a sua, mas na opinião do escritor e bom de garfo gaúcho Luís Fernando Veríssimo, o popular pf é o maior símbolo à mesa da unidade nacional, uma preparação caseira e trivial que encanta milhões de brasileiros de todas as classes sociais. Para continuar lendo, clique acima no título do post.

Acima ↑