A vida é curta demais para não ler poesia

JOSÉ CARLOS FINEIS – Este blog nasceu com a proposta de abordar assuntos variados, sem um foco muito definido, com um pé em comportamento, outro em comunicação, outro nas artes e outro em sociedade – ou seja, seria um blog multidisciplinar com no mínimo quatro pés ou patas, assim como uma mesa ou um cavalo.... Continuar Lendo →

À flor da Terra

JOSÉ CARLOS FINEIS - Havia horas que ela se perguntava o que podia lhe ter ocorrido. Não que isso fizesse muita diferença: por tudo o que conseguia sentir e perceber desde que recobrara a consciência, sabia que estava muito ferida e, talvez, desenganada, apesar do ar que aspirava com dificuldade pelas narinas amassadas e do... Continuar Lendo →

A ratoeira

JOSÉ CARLOS FINEIS - O velho passou meses levando vasilhas com líquidos, canos, latas, engrenagens e toda sorte de ferramentas e engenhocas para cima da laje de sua loja – várias semanas de trabalho duro e misterioso que entrava pelas madrugadas – porque sabia que, mais dia menos dia, eles chegariam. E eles chegaram. Na... Continuar Lendo →

O amor acabou. Devo me separar? (final)

JOSÉ CARLOS FINEIS - Priscilla terminou de responder ao questionário numa tarde de céu limpo e pássaros no jardim, cuja beleza ela admirava da varanda mas não conseguia sentir. Quando começou o teste, ela achava que estava preparada para confrontar-se com seus sentimentos e emoções, mas não estava. Dia após dia, noite após noite, foi... Continuar Lendo →

O amor acabou. Devo me separar?

JOSÉ CARLOS FINEIS - "Só comece a responder se estiver convicto(a) de que deixou irremediavelmente de amar sua esposa ou marido." A professora Priscilla, PhD em Economia, 45 anos, casada, dois filhos adultos, ficou alguns segundos com o olhar perdido na tela, como que a avaliar pela última vez se valia a pena gastar 2.799... Continuar Lendo →

Sagan 1

JOSÉ CARLOS FINEIS - Tudo já se falou sobre o programa HSLEP, sigla inglesa para Homo Sapiens Life on Exoplanets; sem dúvida, o projeto mais caro, complicado e polêmico de toda a história da conquista espacial – e que deflagrou, em uma comunidade científica furiosamente dividida, uma guerra de adjetivos como “bizarro”, “ridículo”, “megalomaníaco”, “pragmático”,... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑